Dicas de cursos de RH: Treinamento e Desenvolvimento

Selecionamos opções de cursos livres e especializações voltados para a área de Treinamento e Desenvolvimento. Saiba qual é a melhor para você!

O treinamento e desenvolvimento de pessoas é hoje um dos principais fatores para o sucesso de uma organização. Isso porque, com um mercado cada vez mais competitivo, a constante atualização e qualificação dos profissionais dentro da empresa garante a ela uma grande vantagem em produtividade e inovação. Por isso, os profissionais de RH especializados nessa área estão ganhando cada vez mais destaque.

O profissional de RH que ocupa cargos como Analista de Treinamento e Desenvolvimento é responsável por fazer o levantamento das necessidades de treinamento na organização, preparar o material e manuais para treinamento interno, assim como divulgar cursos e palestras para o colaboradores, muitas vezes ficando responsável também pela parte logística desse processo.

Essas ações ajudam a qualificar e a reter os profissionais de acordo com as tendências atuais, alinhando as atividades desempenhadas por eles aos objetivos da organização. Dessa forma, o resultado são melhorias significativas na qualidade do trabalho.

Apesar de contribuírem juntos para melhores resultados, treinamento e desenvolvimento não são a mesma coisa. Vamos entender melhor cada um desses conceitos e a sua importância para uma organização:

Diferença entre Treinamento e Desenvolvimento

O conceito de Treinamento geralmente é associado à capacitação profissional, seja ela individual ou de um grupo. O seu principal objetivo é aprofundar e direcionar o conhecimento e as habilidades do profissional para as necessidades específicas do seu cargo dentro da empresa, para que ele possa desempenhá-lo com maior eficiência. Assim, o treinamento está associado a habilidades específicas, que terão aplicação prática no dia-a-dia do profissional na sua posição dentro da organização. Alguns dos objetivos de um treinamento podem ser: melhorar e aumentar a produtividade, qualificar, promover a segurança no trabalho, diminuir o retrabalho e apresentar a cultura organizacional da empresa.

Desenvolvimento costuma ser entendido como um processo mais amplo do que o treinamento, com caráter de aperfeiçoamento individual do colaborador. Trata-se não apenas de um crescimento profissional, mas também pessoal, visando explorar o potencial de aprendizagem da pessoa. O desenvolvimento consiste em oferecer ao colaborador condições e suporte para ele aproveitar melhor suas capacidades, aplicar seus conhecimentos e experiências na busca de soluções para qualquer nova situação que surgir. Esse profissional tem maior predisposição para aproveitar seus treinamentos e, consequentemente, ser mais produtivo.

Ou seja, o desenvolvimento é um processo de aprimoramento contínuo. Ele influencia também o clima organizacional, já que busca maximizar o desempenho e melhorar os resultados. Entretanto, é um processo que demonstra retorno a médio e longo prazo, o que pode dificultar a sua aplicação se o RH não for realmente focado nesse tipo de resultado.

Tipos de Treinamento

Existem diversas possibilidades para aplicar processos de treinamento de colaboradores nas empresas. Hoje, alguns fatores estão tornando o treinamento à distância cada vez mais popular. Entretanto, essa nem sempre é a melhor opção. Saiba mais:

Treinamento presencial

O treinamento presencial é mais tradicional nas empresas e conta com a presença de um instrutor e da turma recebendo a capacitação. Ele pode acontecer em salas de aulas, escolas de formação profissional ou em lugares adaptados nos próprios locais de trabalho, o que é chamado de “treinamento in company”. Dentre as principais vantagens desse tipo de treinamento estão a possibilidade de feedback instantâneo, maior facilidade de aprofundamento do assunto e a criação de uma rede de relacionamento entre os funcionários e com o instrutor.

Treinamento à distância

A incorporação de treinamentos a distância no ambiente corporativo cresceu nos últimos anos no Brasil. Empresas que já possuem uma cultura tecnológica em desenvolvimento têm mais facilidade de aplicar o treinamento online. Também é possível a escolha por um modelo misto de EAD e presencial, promovendo assim a integração de suas diferentes vantagens e objetivos. Uma plataforma online pode oferecer diversas possibilidades de aprendizado: desde treinamentos e instruções, e até funcionar também um canal de comunicação entre a empresa e o colaborador. Além disso, os custos com deslocamento e infraestrutura para treinamentos presenciais são superiores aos virtuais. Os valores da EAD caem ainda mais quando considerado o tempo poupado nos treinamentos que pode ser revertido em produção.

Treinamento em serviço

O treinamento realizado no próprio ambiente de trabalho normalmente visa o desenvolvimento de habilidades específicas, principalmente técnicas. Com a maior proximidade entre o assunto e suas atividades diárias, o funcionário tem uma motivação a mais para aprender.

Esse tipo de treinamento ocorre com frequência em indústrias e varejo. Por exemplo, quando você vai a uma loja e é atendido por um funcionário com um crachá onde está escrito “Em treinamento”: esse é um exemplo de treinamento em serviço. A principal vantagem nesse caso é colocar o colaborador em contato direto com os desafios que ele vai enfrentar. Isso gera um nível de urgência, exige mais atenção e um rápido aprendizado para o colaborador.

Rodízio ou Atuação “as is”

Esse tipo de treinamento consiste em remanejar funcionários de seus cargos para outros, ou dar a eles atribuições que vão além duas atividades padrão, com o objetivo de prepará-lo para ocupar outros cargos. Atuar “as is” é um termo para indicar alguém trabalhando como se fosse outra pessoa, ou seja, com outras atividades. Além de ampliar a visão do colaborador, isso torna-o mais preparado para assumir novas funções no futuro, sem que seja necessário um treinamento muito intenso.

Existem outros tipos de treinamentos que podem ser adequados às necessidades de cada empresa. Com o aumento da integração e um melhor relacionamento dentro da empresa, é possível preparar os funcionários para que cada dia mais tenham um crescimento profissional.

A importância do desenvolvimento organizacional

Um erro muito comum nas empresas é investir muito tempo e dinheiro em treinamentos técnicos e pouco em desenvolvimento profissional e pessoal dos trabalhadores.

As organizações falham em enxergar os benefícios que os programas de desenvolvimento pessoal podem trazer para o pessoa e, consequentemente, para a empresa. O desenvolvimento pessoal é pautado no autoconhecimento, identificação dos pontos fortes e fracos e elaboração de planos e ações de crescimento individual.

Gestores modernos precisam ter em mente que é necessário desenvolver pessoas, e não apenas profissionais. O profissional com um bom desenvolvimento pessoal busca evoluir na forma como lida com as situações do dia-a-dia, e consegue adquirir conhecimentos e desenvolver suas habilidades por conta própria. Por isso, desenvolver programas de Desenvolvimento com esses objetivos traz benefícios a longo prazo para a organização, que contará com colaboradores mais pró-ativos, autodidatas e versáteis perante os desafios.

O que é um Plano de Desenvolvimento Individual?

O PDI, Plano de Desenvolvimento Individual, é um planejamento feito com um certo profissional a fim de que ele consiga desenvolver sua carreira, assim como outras competências importantes para que possa assumir determinadas funções dentro de uma organização. O Plano de Desenvolvimento Pessoal deve levar em consideração tanto os interesses específicos da empresa, como também as aspirações profissionais e os anseios pessoais do colaborador. O PDI serve como um pilar fundamental para o sistema de liderança de uma empresa, já que este processo consegue auxiliar no fortalecimento do potencial de cada talento de forma direcionada e portanto, bem efetiva.

Ao aplicar o Plano de Desenvolvimento Pessoal, o líder consegue maximizar a capacidade de realização de seu time, promovendo a cultura de alta performance. Esse é um método que proporciona resultados a curto, médio e longo prazo. Isso porque os profissionais estão sendo desenvolvidos para atender tanto às necessidades imediatas da organização, como também para enfrentar novos desafios e responsabilidades trazidos pelos projetos futuros.

Confira as etapas a seguir e entenda como é possível implementar um Plano de Desenvolvimento Pessoal:

Alinhamento

O Alinhamento, primeira etapa, consiste em fazer uma análise do estado atual e do estado onde o profissional deseja chegar, assim como a expectativa da empresa em relação a ele. É importante que ambas as partes estejam com as expectativas alinhadas, para que assim os esforços conjuntos resultem em resultados satisfatórios para todos.

Mapeamento

É preciso mapear as competências tanto técnicas como comportamentais, os pontos fortes e os pontos que precisam de melhorias. Da mesma forma, os aspectos pessoais, questões de performance e desempenho, assim como as formações e experiências requeridas para esse profissional. Com isso, é possível fazer um relatório detalhado sobre o colaborador e o que ele precisa desenvolver.

Definição de estratégias

Após essas duas etapas, chega o momento de aplicar o PDI. Ele deve ser desenvolvido ao longo do tempo, como parte da rotina do colaborador, através de tarefas que deverão ser cumpridas por ele e que contribuirão para o seu processo de evolução profissional e pessoal.

Acompanhamento

Seguir o Plano de Desenvolvimento Pessoal é uma responsabilidade do próprio profissional, afinal o plano foi pensado para o seu benefício. Entretanto, o ideal é que ao longo do cumprimento do PDI haja um coach ou um mentor capaz de auxiliá-lo, ajudando o colaborador a manter o foco na direção do seu progresso desejado.

Considerando a crescente importância do Treinamento e Desenvolvimento para as empresas, listamos aqui diversas opções de cursos livres e especializações na área. Com essas formações, os profissionais de RH estarão aptos a liderar iniciativas de T&D nas suas empresas. Confira qual opção é a melhor para você:

Dicas de cursos em Treinamento e Desenvolvimento:

Senac EAD

O curso livre em Treinamento e Desenvolvimento do Senac ajuda o profissional a colocar em prática os conceitos de T&D, focando no trabalho em equipe, reconhecendo as necessidades organizacionais e avaliando os tipos de abordagens com foco em resultados e excelência.

Modalidade: online

Investimento: R$ 82,30

Carga horária: 20 horas

PUC SP

A PUC São Paulo oferece o curso de extensão em Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas, que tem como objetivo capacitar os participantes para o gerenciamento e desenvolvimento de ações de treinamento, aplicar os conceitos e métodos de treinamento e identificar prioridades de formação dos trabalhadores, de acordo com os objetivos setoriais da organização.

Modalidade: presencial

Investimento: R$ 1295,40

Carga horária: 32 horas

Grupo Trhoca

O curso Analista de Treinamento e Desenvolvimento do Grupo Trhoca busca a capacitação dos participantes para atuarem como Analistas de T&D, com foco em desenvolvimento organizacional e gestão dos programas de treinamento. O treinamento é indicado para profissionais de RH, empresários e consultores.

Modalidade: presencial

Investimento: R$ 450,00

Carga horária: 16 horas

RH em Ação

O grupo RH em Ação oferece o curso Formação de Analista de Treinamento e Desenvolvimento voltado para profissionais de Recursos Humanos em geral. O aluno aprenderá como estruturar um plano de educação corporativa, identificar ações de treinamento e desenvolvimento alinhadas às metas organizacionais e definir indicadores que demonstrem o grau de contribuição da ação de treinamento para os resultados.

Modalidade: presencial

Investimento: R$ 715,00

Carga horária: 16 horas

Integração

A Integração Escola de Negócios oferece o curso Desenvolvimento de Analista de Treinamento.  Com ele, o profissional será capaz de compreender a importância da área dentro das estratégias da organização, conhecendo todas as etapas de um planejamento de T&D e os níveis de avaliação.

Modalidade: presencial

Investimento: R$2190,00

Carga horária: 16 horas

Portal Educação

O curso para Analista de Treinamento e Desenvolvimento do Portal Educação é voltado para gestores de RH e profissionais liberais que atuam na área. Ao final do curso o aluno receberá o certificado digital se conseguir sucesso de 60% no exame final.

Modalidade: online

Investimento: R$155,50

Carga horária: 40 horas

Opções de cursos gratuitos:

Prime Cursos

A plataforma de cursos online Prime Cursos oferece o Curso de Treinamento e Desenvolvimento de forma gratuita, indicado para profissionais que trabalham ou pretendem trabalhar com Recursos Humanos, Administração, Departamento Pessoal e afins.

Modalidade: online

Investimento: gratuito

Carga horária: 40 horas

Associação Brasileira de Educação Online

A ABELINE oferece um curso grátis com certificado em Treinamento e Desenvolvimento. Trata-se de um treinamento livre para qualificação profissional, no qual o aluno aprenderá os conceitos e rotinas básicas de T&D.  

Modalidade: online

Investimento: gratuito

Carga horária: 50 horas

Instituto Nacional de Ensino a Distância

O INEAD oferece gratuitamente o curso Treinamento e Desenvolvimento para profissionais de diversas áreas e estudantes que desejam se atualizar no assunto e aprofundar seus conhecimentos sobre o tema.

Modalidade: online

Investimento: gratuito

Carga horária: 50 horas

Essas e outras especializações em Treinamento e Desenvolvimento podem te ajudar a rever as iniciativas de RH na sua empresa e buscar novas maneiras de qualificar os seus colaboradores.

Se você fez algum curso em T&D e gostou, escreva para a gente nos comentários!

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *