feedback contínuo

Feedback Contínuo: o que é, porque adotar e como aplicar

O feedback contínuo é o processo de transmitir às pessoas retornos sobre seu desempenho, alinhado às expectativas da função, de forma constante e consistente. Esse tipo de ação é muito valiosa para um bom gerenciamento de equipes e um grande estimulador para a motivação no trabalho.

Assim, os colaboradores, principalmente aqueles que estão começando no cargo, podem entender melhor suas responsabilidades e, por consequência, se sentirem mais seguros ao desempenhar sua função, já que eles ficam seguros de que receberão a orientação necessária.

Além disso, com o feedback contínuo, é possível se concentrar nos problemas com mais clareza, eliminando-os à medida que eles aparecem, o que otimiza a ação do setor de RH na empresa, facilitando a incrementação de objetivos.

Por esses e outros motivos, esse tipo de feedback não pode faltar na sua empresa. Por isso, continue lendo e saiba tudo sobre o feedback contínuo e entenda como colocá-lo em prática na sua empresa ainda hoje.

O que é avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho é uma análise sistemática das funções desempenhadas por cada colaborador, incluindo metas e resultados alcançados.

Em resumo, pode-se dizer que a avaliação de desempenho é o processo pelo qual as organizações avaliam o desempenho e desenvolvimento do empregado no cargo, para avaliar se está de acordo com o esperado.

Mas essa não é a única função do processo, ele também serve para gerar uma maior otimização do potencial individual de cada empregado em relação aos objetivos da empresa.

E mais do que isso: ela pode ser uma ferramenta valiosíssima para a empresa, permitindo que sejam identificados talentos e ajudando no reconhecimento dos desafios da companhia para que, assim, sejam implantados programas de treinamento e capacitação focados em sanar estes tipos de deficiências.

Na prática, a avaliação de desempenho acaba sendo um tipo de feedback dado ao colaborador que oferece informações relativas à concretização bem sucedida de um plano de ação da empresa.

 

Como surgiu a avaliação de desempenho?

As primeiras literaturas que tratam a respeito da avaliação de desempenho documentam que se tenha começado no início dos anos 1900, medindo o desempenho humano com os mesmos critérios que se media o desempenho de máquinas – através de produtividade, tempo e qualidade.

No entanto, foi apenas por volta do meio do século quando Peter Drucker apresentou o conceito de Administração por Objetivos, que começou-se a direcionar a estrutura da avaliação de desempenho para o que a maioria das empresas usa hoje, mais focada nos objetivos da organização, do colaborador e em seus comportamentos no trabalho.

No final do século, muitas empresas começaram a focar nas competências do colaborador e a utilizar o modelo de avaliação 360 – onde o colaborador é avaliado não somente por seus superiores, mas também por seus pares, subordinados e às vezes até clientes.

Desde então, a técnica não parou de ser utilizada pelo Recursos Humanos das empresas e, até hoje, é bastante valorizada como parte da dinâmica empresarial. No entanto, ela evoluiu bastante, se tornando mais otimizada, ganhando até mesmo outras versões, como é o caso do feedback contínuo.

O que é feedback?

O feedback é, simplesmente, uma resposta que o funcionário encarregado da área dá ao colaborador, com o intuito de melhorar sua performance e a produtividade no ambiente de trabalho.

Ele acontece, normalmente, em uma conversa privada entre o chefe e o funcionário sobre assuntos relacionados ao desempenho da função do colaborador. Essa pequena reunião pode ser até mesmo pré-agendada, caso os feedbacks sejam periódicos.

Além disso, há também os feedbacks mais corriqueiros, que fazem parte do dia a dia dos colaboradores, podendo ser dados em momentos necessários para a melhora no processo de trabalho.

Os retornos aos colaboradores não precisam ser longos ou complexos, é necessário apenas que seja passada uma avaliação dos acontecimentos. No entanto, a forma que ela será dada pode mudar bastante de empresa para empresa.

o que é feedback

O que é feedback contínuo?

Como já dissemos, o feedback é a prática de dar retorno aos colaboradores da empresa, com o intuito de melhorar o desempenho da função e, consequentemente, a produtividade, bem como o clima organizacional.

Agora, quando se fala em feedback contínuo, isso quer dizer que essa prática acontece de forma periódica e constante, gerando assim um ambiente de conversa frequente entre colaboradores e a gestão da empresa.

A ideia é ter uma visão mais próxima dos acontecimentos, conseguindo, assim, solucionar os problemas à medida que eles aparecem, fazendo com que a gestão fique mais dinâmica e efetiva.

O foco do feedback é ser uma conversa sincera, e não um monólogo, sobre o que foi bom e o que pode ser melhorado. Os colaboradores são incentivados a compartilhar suas aspirações com seus gestores e cobrar um direcionamento do gestor para atingir seus objetivos, caso este não lhe esteja sendo oferecido.

Normalmente, esse feedback acontece por meio das avaliações de desempenho e de resultados. Cada uma conta com a sua periodicidade, no entanto, ambas acontecem de forma frequente no sistema de feedback contínuo.

A primeira é aquela que ocorre diariamente, permitindo que a empresa acompanhe de perto o que está sendo realizado pelos funcionários.

Já a avaliação de resultados mede a qualidade do trabalho desempenhado de acordo com as metas dispostas. Ela é feita de forma continuada em períodos mensais ou quinzenais.

Qual é a importância dessa técnica de feedback?

Um dos motivos de ter sido instaurada a política de avaliação anual para os colaboradores, é para garantir que os mesmos tenham um feedback de seu trabalho, o que muitas vezes não aconteceria se não fosse um procedimento obrigatório da organização.

Acontece que este processo se tornou um processo exageradamente formal, que segundo pesquisas feitas pela Adobe, toma muito tempo dos gestores e é pouco efetiva para os colaboradores.

O problema é que um ano é um espaço muito grande de tempo, principalmente com a evolução tecnológica pela qual passamos recentemente, onde o mundo todo caminha para uma abordagem em tempo real

Além disso, muitas vezes os colaboradores ficam desmotivados quando recebem seus feedbacks, já que estes podem não ter suas conquistas levadas em conta por causa do período longo ou, pior, acabam sendo rotulados por seus resultados.

Por isso, a técnica de feedback contínuo é tão valiosa: ela permite às empresas acompanhar de forma eficaz o trabalho dos colaboradores e garantir a motivação no ambiente de trabalho, bem como uma boa convivência.

Tudo isso resulta em um aumento de produtividade e em melhores resultados coletivos, que são essenciais para que a empresa possa crescer a atingir todas as metas planejadas. Para completar, esse tipo de feedback pode resultar em diminuição de taxas como o turnover e dos conflitos no trabalho.

Quais são as características do feedback contínuo?

Já vimos que o feedback contínuo é um tipo específico de retorno que é dado com uma alta frequência. Ele é muito benéfico quando realizado da maneira correta, podendo contribuir até mesmo com a diminuição do estresse na empresa.

Mas você sabe quais são as principais características desse tipo de feedback e como elas podem ajudar tanto a empresa quanto os colaboradores? Continue lendo nosso artigo e confira as principais.

 

Avaliações frequentes

Uma das principais características do feedback contínuo se refere às suas avaliações frequentes. Elas são parte da rotina do trabalho e sintetizam o significado do feedback contínuo, dispensando a formalidade excessiva e a tensão dos feedbacks agendados com o colaborador.

Essa característica permite que os colaboradores possam melhorar aos poucos, lidando com um problema de cada vez. Isso facilita a assimilação das melhoras necessária e faz com que o trabalho seja mais fluido e produtivo.

 

Objetivos claros

Feedbacks frequentes fazem com que os objetivos fiquem mais claros e fluidos. Isso porque, ao defini-los de forma constante, é possível eliminar todos os processos desnecessários para chegar ao resultado.

Assim, uma das características desse tipo de feedback é gerar objetivos simplificados e ainda mais alinhados com o propósito da empresa e a necessidade e natureza do negócio em questão.

Vale lembrar ainda que, com objetivos mais simples, a dinâmica de produtividade da empresa fica ainda mais rápida, permitindo que os resultados sejam alcançados com mais facilidade, o que também reduz a necessidade de numerosos feedbacks.

Ou seja, a relação entre objetivos sucintos e feedbacks contínuos se retroalimenta de uma forma muito positiva para a empresa e colaboradores.

 

Foco nas metas coletivas

Outro atributo desta nova modalidade de feedback é criar um maior foco nas metas a serem atingidas como time. Como os feedback são contínuos, os objetivos individuais de aumento de produtividade já são atingidos, o que permite a busca de novas metas.

Além disso, com feedbacks constantes sobre o andamento do trabalho de cada colaborador, será menos frequente uma competitividade por resultados, já que o foco ficará centrado na própria ação do trabalho.

Desse modo, os colaboradores passam a se unir mais e criar coesão no ambiente de trabalho. Assim, a competitividade diminui e as fofocas no ambiente de trabalho tendem a se reduzir também.

 

Precisão do feedback

Como o feedback é dado na hora, é possível atingir um maior nível de precisão ao criticar ou elogiar uma ação, uma vez que são eliminadas as possibilidades de esquecimentos ocorridos devido à distância entre a avaliação anual e o fato ocorrido.

Isso também faz com que os erros não persistam e que o trabalho tenha uma qualidade geral muito melhor. Além disso, o tempo gasto nos projetos desenvolvidos diminuirá, já que não será necessário muito tempo para revisões.

Quais são as empresas de sucesso que aplicam essa técnica?

Cada vez mais as grandes empresas estão optando por utilizar modelos de feedback contínuos para gerar uma comunicação constante e fluida nas empresas. Então, não é nenhuma surpresa que isso tenha gerado ótimos resultados.

Aqui, abordamos algumas dessas estratégias de sucesso, com a aplicação de feedbacks contínuos, para que você se inspire e passe a aplicar modelos similares e sua empresa para alcançar também resultados incríveis!

 

O caso da Adobe

A estrutura de avaliação de desempenho da Adobe é baseada no conceito de Check-ins, que tem como objetivo garantir que os colaboradores recebam feedback contínuo para melhorar a produtividade na empresa.

Para tal, foi criado um ambiente onde as expectativas são definidas e informadas de maneira clara. E neste modelo, o feedback efetivo é uma regra. 

Com uma abordagem mais colaborativa, onde a equipe ajuda na definição dos objetivos, os colaboradores passaram a se sentir mais motivados para atingir seus objetivos, que agora são bem mais claros e perceptivelmente mensurados.

Esta nova abordagem da Adobe também diluiu um pouco a característica formal da avaliação de desempenho. A empresa conta com os gestores para garantir que os feedbacks ocorram, mas também incentiva o colaborador a solicitar um feedback sempre que julgar importante.

A responsabilidade do feedback, neste modelo, é dividida entre gestor e colaborador, inclusive no sentido de que também é esperado que o colaborador dê feedbacks aos seus gestores.

Com a implantação do novo modelo de avaliação, o feedback passou a ser visto pelos colaboradores como um presente, mesmo quando eram negativos, pois davam a eles a oportunidade de corrigir seus erros. 

Este caso da Adobe é um ótimo exemplo de um caso real onde o processo de avaliação de desempenho estruturado foi substituído por um processo de feedback contínuo. O que ajudou muito no desempenho e motivação dos colaboradores. Em qualquer empresa, ter uma comunicação constante e fluida entre colaboradores e gestores sempre ajuda na produtividade e motivação.

 

O caso da GE

Uma grande empresa que está percebendo que a mudança para avaliações mais frequentes é necessária, é a General Electric. Durante o ano passado, eles transferiram seu processo de revisão anual para uma forma motivadora de orientar os funcionários.

Os gerentes e funcionários da GE ainda se reúnem uma vez por ano, mas agora é uma reunião com um propósito verdadeiro: as metas futuras do funcionário.

Além disso, ela ainda conta com o feedback regular e contínuo. Para completar, a gigante da inovação está lançando seu próprio aplicativo de desempenho interno para ajudar a facilitar o feedback diário.

 

O caso da Cargill

Desde de 2012, a Cargill introduziu um processo estratégico para o gerenciamento diário de desempenho. Este sistema foi projetado especificamente para incorporar incentivo, feedback e motivação em conversas cotidianas durante o trabalho.

Em vez de focar no passado, eles puderam se concentrar no futuro de seus funcionários e da empresa como um todo, para trabalhar melhor em prol de metas e estabelecer objetivos, ao mesmo tempo em que fornecem um feedback construtivo preciso e útil.

 

O caso da Eli Lilly

A Eli Lilly é uma das maiores empresas farmacêuticas do mundo. Por isso, seu processo de gerenciamento de desempenho é de altíssimo nível e deve ser levado como exemplo para sua empresa.

Com reconhecimento grande no conceito de melhores práticas de RH, a Eli Lilly manteve sua missão de implementar benefícios progressivos para os colaboradores, abrangendo o tema da confiança entre seus funcionários.

Este processo destina-se a capacitar os funcionários a tomarem iniciativas, ao mesmo tempo em que permitem que suas vozes e ideias sejam ouvidas com a ajuda do feedback contínuo. Como resultado, os laços entre supervisores e subordinados se fortaleceram.

Considerando que os funcionários que podem trabalhar com sua liderança, sem estresse para desenvolver metas, são quase 4 vezes mais propensos a serem engajados no trabalho. É seguro dizer que a empresa e a marca continuarão a crescer devido a essa decisão.

 

O caso da Accenture

A Accenture está se livrando da avaliação anual de desempenho e também quer revisar completamente todo o seu processo de gerenciamento de desempenho. Qual foi a solução deles? Tornaram-se mais precisos.

Essa empresa começou a medir e rastrear as interações entre gerentes e funcionários para se concentrar melhor no desenvolvimento imediato das competências dos colaboradores.

Não há mais avaliações anuais e nem mais classificação dos funcionários de acordo com sua produtividade. A empresa está usando a tecnologia para transmitir o feedback com eficiência, criando um processo contínuo e eficaz de avaliações.

Como posso aplicar o feedback contínuo na empresa?

O feedback constante é, certamente, uma ferramenta de grande valor para as empresas. No entanto, ele nem sempre é visto com naturalidade. Isso porque diversos profissionais acabam tendo uma certa resistência a receber uma avaliação de sua performance.

Assim, é importante selecionar a maneira correta de implantá-los para que o impacto final seja somente positivo. Confira algumas dicas de o que fazer para implantar feedbacks frequentes.

 

1. Treinamento

Se a empresa ainda não tem a cultura do feedback, implante essa prática por meio de treinamentos e cursos com os colaboradores. Assim, os funcionários passarão a entender o que é o feedback contínuo e o porquê dele ser aplicado.

Nesse processo, também simule a aplicação de feedback e torne essa prática mais natural, desse modo, os colaboradores irão entender que ela faz parte da rotina diária.

Uma técnica de feedback contínuo que pode ser de grande ajuda nesse contexto é a gamificação, que permite que o colaborador passe a dar sua contribuição para o processo de forma mais lúdica, o que faz com que ele perca a insegurança de se expressar e de ouvir os feedbacks.

 

2. Defina metas

Definir metas é um ponto muitas vezes esquecido pelas empresas que desejam implantar uma cultura de feedback contínuo. No entanto, ela é um dos quesitos mais importantes.

Isso porque, se você não souber onde você quer chegar e quais objetivos deseja atingir, é difícil dar um feedback concreto. Ou seja, sem metas, os feedbacks, mesmo que constantes, passam a ser vazios de significado. Evite isso!

É essencial deixar claro quais são as metas globais da empresa, do time e também dos colaboradores individualmente. Com isso, você verá que os feedbacks negativos serão menos numerosos e a implantação da cultura de feedbacks mais simples.

 

3. Sinceridade

Não dê um feedback positivo quando a ação do colaborador for negativa, nem critique um funcionário que teve uma ação positiva sem nenhuma razão. É preciso que os feedbacks sejam sinceros e honestos.

Caso contrário, eles perderão a credibilidade perante o colaborador. Deixe claro que as atitudes individuais das pessoas, boas ou ruins, influenciam no clima organizacional e mostre que é normal acontecerem feedbacks negativos também.

Assim, os colaboradores passarão a confiar mais na liderança da empresa e irão mostrar maior facilidade em lidar com os feedbacks recebidos, mesmo quando estes forem negativos para o colaborador.

sinceridade feedback contínuo

 

4. Feedbacks negativos

O feedback negativo pode ser um calcanhar de aquiles para a organização. Isso porque muitos colaboradores não sabem como recebê-los e ficam constrangidos ou desmotivados toda vez que são confrontados com esse tipo de feedback.

Por isso, é necessário utilizar as melhores técnicas de feedback para garantir a eficácia deles. Opte por apontar um ponto negativo por vez, principalmente quando se tratam de diversos pontos a serem melhorados.

Além disso, ajude o colaborador com exemplos tangíveis e iniciativas positivas. Mas não sinta-se obrigado a dar um feedback casado! Lembre-se do ponto anterior: sinceridade acima de tudo.

Agora, quando feedback negativo for superado, não esqueça de dar o feedback positivo, parabenizando o colaborador pela melhora de ação. Assim, os funcionários se manterão motivados e você terá um ciclo positivo de feedback contínuo na sua empresa.

Quais são as melhores práticas para o feedback contínuo?

Muitas vezes as empresas querem aplicar o feedback contínuo. Porém, fazem uso de práticas inadequadas e ultrapassadas, que acabam até mesmo desmotivando os colaboradores. 

Por isso, é sempre importante estar atento às melhores práticas para o feedback contínuo no mercado!

Apenas algumas ações simples já podem mudar muito o impacto do feedback contínuo em seu local de trabalho. Confira algumas sugestões para aumentar a efetividade no feedback constante:

  • Feedbacks sinceros, não necessariamente estruturados, em momentos mais próximos a uma situação boa ou ruim geram mais confiança do colaborador no gestor;
  • Se lembrar sempre de dar a mesma importância aos feedbacks positivos do que aos negativos;
  • Escolher as palavras certas para falar com o colaborador é essencial, especialmente em feedbacks negativos;
  • Evite confundir o colaborador falando coisas boas e ruins no mesmo feedback. Saiba o momento certo de dar cada um e, usando as palavras certas, o colaborador normalmente ficará grato também quando receber um feedback negativo;
  • Nos casos de feedbacks negativos, tente apontar apenas um item que precisa de melhoria por vez. Caso você apresente muitos itens que precisam de melhoria de uma vez só, isso pode atrapalhar a motivação do colaborador;
  • Explique para o colaborador o que suas atitudes boas e ruins podem causar ou causaram na organização ou na equipe;
  • Coloque-se à disposição para ajudar o colaborador com seus pontos a melhorar;
  • Ajude o colaborador a montar um plano de ação com seus objetivos e com seus pontos a melhorar. Além de datas para o cumprimento destes objetivos, e acompanhe este plano de ação posteriormente;
  • Demonstre confiança na capacidade do colaborador de melhorar os pontos que precisam ser revistos.

Depois de realizar todas essas práticas vêm a parte mais importante: avaliar os resultados obtidos com essas mudanças na organização.

É necessário ver onde a empresa anda acertando e errando na implantação do feedback contínuo. E assim, ir aparando as arestas para que ele se torne ainda mais eficaz. Caso isso não seja feito, a chance do processo falhar é muito grande.

Outro ponto importantíssimo que vale a pena ressaltar é a importância da horizontalidade nesse contexto. Muitas vezes, o processo de feedback contínuo falha porque o colaborador não se sentiu à vontade entre seus superiores.

Então, uma das melhores práticas para implantar esse sistema é garantir que seu colaborador se sinta seguro para se comunicar e ouvir, o resto fluirá naturalmente.

Como gerir a técnica do feedback contínuo?

Se você gastava muito tempo se preparando para dar o feedback anual aos seus colaboradores, a tendência quando você adota uma forma menos estruturada de feedback, no caso o feedback contínuo, é que este tempo seja diluído durante o ano.

Para gerir esse tipo de feedback é ainda mais simples, pois tecnologia pode te ajudar nisso! Com ajuda de aplicativos e sites é possível acompanhar os feedbacks de maneira mais próxima e facilitada dentro da empresa.

Ferramentas como Qulture.Rocks e Reflektive, ajudam a criar uma cultura de feedbacks contínuos na sua empresa, economizando seu tempo e melhorando os resultados da sua equipe durante todo o ano.

Ainda que a decisão de acabar com o processo anual de avaliação de desempenho não esteja sob sua autonomia, e você tenha que continuar realizando este processo, o trabalho de reunir as informações no momento da avaliação será bem menor e exigirá menos tempo.

Outro ponto importante, ao gerir o feedback contínuo, é preparar os colaboradores adequadamente para recebê-los.

Muitas vezes, como já dissemos, os funcionários possuem dificuldade em aceitar o feedback como parte da estrutura empresarial. Por isso, crie técnicas e faça testes para que esse processo se torne mais natural.

Outra ferramenta interessante que pode ajudar na gestão desse tipo de feedback é a gamificação.  Ela é uma ótima maneira de incentivar conversas e fazer com que o diálogo seja mais fluido.

Uma maneira de usar essa técnica de feedback contínuo (gamificação) é estipular pontos a cada feedback recebido ou dado, ajuda as pessoas a tornarem frequente este comportamento. No fim de um determinado período, esses pontos podem ser convertidos em benefícios corporativos.

Qual o papel do RH no processo de Feedback contínuo?

O departamento de Recursos Humanos é essencial para o processo de implantação do feedback constante, em diversos aspectos. O primeiro deles é a conscientização sobre a necessidade do uso de técnicas de feedback contínuo.

Muitas vezes os colaboradores e líderes imersos nos processos da empresa não são capazes de visualizar a necessidade latente de uma melhora no sistema de feedback. Por isso, é parte da responsabilidade do setor de RH reconhecer essa demanda.

Mas não só isso, também é papel do departamento de RH entender qual o melhor formato de feedback contínuo para sua empresa e tornar essa técnica de feedback um hábito entre os colaboradores.

papel do rh no feedback contínuo

 

Essa é, certamente, a parte mais difícil do processo, pois esse alinhamento entre colaborador e modelo de feedback não é nada simples e depende de outros fatores para além da ação do RH.

Nesse contexto, algumas práticas como mesclar feedbacks positivos e negativos ou propor soluções construtivas quando o assunto é mais negativo, podem ajudar na função desempenhada pelo departamento de Recursos Humanos.

Porém, acima de tudo, o papel do RH é de mostrar que o feedback contínuo é parte da cultura empresarial e fazer com que isso seja implantado da maneira mais dinâmica e horizontal possível, para que todos se sintam à vontade para alinhar suas ações, independente da hierarquia organizacional.

 

Agora que você assimilou o que é e como funciona o feedback contínuo, bem como a sua importância e as principais formas de implementá-lo na empresa sem perder tempo, que tal colocar em prática essa iniciativa em sua empresa?

Mas lembre-se, em situações mais sensíveis, como quando é necessário dar feedbacks negativos, é preciso ter cuidados extras! Clique aqui e confira aqui como saber fazer isso sem criar problemas dentro da empresa e entre os colaboradores.

 

 

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.