Avaliação 360: está na hora de usar essa ferramenta na sua empresa!

Avaliação 360 é um método de avaliação de desempenho utilizado por empresas, que tem como objetivo principal de desenvolver competências essenciais dos colaboradores. Ela é uma poderosa estratégia de Gestão Pessoal e Desenvolvimento. Aquelas organizações que apostam nessa ferramenta, podem se beneficiar com uma equipe mais engajada e direcionada.

Para ter sucesso em aplicá-la em seus negócios, você irá conferir a seguir:

  • Os principais focos de avaliação;
  • Os motivos que têm levado as empresas a adotá-la;
  • Os requisitos necessários para estar pronto para a avaliação;
  • Quais são os principais modelos de avaliação.

 

O que é avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho como um todo é um processo aplicado por praticamente todas as empresas, pois elas precisam sempre acompanhar a atuação de seus colaboradores, seja formalmente ou informalmente, para garantir que toda a equipe está contribuindo para os resultados dos negócios.

Há diversos motivos para se trabalhar com essa avaliação, dentre eles estão o aperfeiçoamento constante dos funcionários, a identificação de problemas antes que eles saiam do controle, garante a evolução dos funcionários, aumenta a motivação e satisfação no trabalho.

Além disso, auxilia os colaboradores, pois os deixa informados sobre como estão se saindo em seus cargos, sugerindo, quando houver necessidade, mudanças em suas atitudes e comportamentos.

 

A importância da avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho é uma importante ferramenta de gestão de pessoas e deve partir da análise sistemática de todas as ações dos profissionais na realização de suas tarefas e função, além de suas metas, resultados e de seu potencial de desenvolvimento. Esse processo serve para julgar o valor, a qualidade profissional e a contribuição da pessoa para o bom desempenho de toda a empresa.

Para que seja possível atingir os melhores resultados, precisam ser realizadas de forma periódica e com padrões definidos para todos os cargos existentes na empresa.

Com o aumento da concorrência atual do mercado, os níveis de exigência das empresas têm crescido, principalmente devido aos novos perfis de consumidores, que estão cada dia mais exigentes e buscando por atendimentos excelentes e personalizados. Devido a esse cenário, as empresas têm adotado sistemas de avaliação de desempenho elaborados, visto que são a principal forma de evitar a insatisfação dos clientes e consequente má reputação para a marca.

 

Entendendo a Avaliação 360

A avaliação 360 se tornou então uma grande aliada estratégica das organizações nessa tarefa. Ela corresponde ao processo de coleta, tabulação e consolidação das avaliações que os avaliadores têm a respeito das competências, habilidades e comportamentos do funcionário avaliado.

Para realizar a avaliação são selecionados funcionários da empresa que têm contato constante com o colaborador avaliado, como seus superiores, gestores, chefes, diretores, parceiros e até pessoas externas, como clientes e fornecedores. Além disso, a avaliação 360 inclui a autoavaliação do funcionário.

Ela envolve um estudo completo a respeito do desempenho, produtividade e nível de potencial de crescimento de cada um dos funcionários de uma organização, por isso, leva alguns fatores específicos em consideração, como capacidade de liderança, nível de colaboração, interação, organização e proatividade.

Os principais focos de uma avaliação de desempenho 360 são:

  • Liderança;
  • Proatividade;
  • Flexibilidade;
  • Aptidão profissional;
  • Integração;
  • Produtividade;
  • Colaboração;
  • Organização;
  • Disponibilidade.

Como o objetivo desse processo é contribuir para o desenvolvimento do colaborador e da própria organização, o resultado final da avaliação deve apresentar as informações necessárias para ampliar a percepção do superior e do indivíduo sobre si mesmo, facilitando, assim, a identificação de oportunidades de melhoria, além de orientações sobre os melhores planos de ações a serem seguidos.

 

Por que utilizar essa avaliação?

Há, cada vez mais, empresas adeptas a esse processo devido aos grandes benefícios que tem proporcionado para todo o ambiente de trabalho. Entenda:

Diferentes opiniões

A avaliação 360 recebe esse nome, pois é capaz de olhar para todos os lados da mesma forma, ou seja, todos os colaboradores, independente de seu cargo e nível, têm a oportunidade de dar a sua opinião, apontando os pontos fortes e aqueles que precisam ser melhorados pelo funcionário avaliado.

Isso ajuda a melhorar o convívio de toda a equipe, otimizando o relacionamento interno como um todo. Por exemplo, em casos em que um funcionário é bem visto pela chefia, mas não tem bom comportamento com os outros membros de sua equipe, pode acabar passando despercebido em uma avaliação tradicional, em que apenas superiores participam do processo.

Com a avaliação 360 essa situação nunca aconteceria. O feedback torna-se então, mais completo. A equipe de RH consegue ter uma visão geral daquele colaborador dentro da empresa, seja como líder, liderado e colega de trabalho.

Maiores resultados

Além disso, outro grande motivo para se apostar nessa estratégia são os resultados finais. Após o RH reunir todas as respostas de uma avaliação, o retorno dado ao funcionário é feito em uma reunião individual. São passados ao funcionários todos os pontos ressaltados na avaliação 360 e proposto as melhorias.

Como essa análise envolve diferentes pontos de vistas, o departamento de RH consegue ter recursos suficientes para agir especificamente no que está atrapalhando o funcionário, o que irá proporcionar melhores resultados.

Funcionários mais satisfeitos

Uma avaliação feita apenas por superiores podem nem sempre ser vista com bons olhos pelos colaboradores, que, muitas vezes, acabam se sentindo incompreendidos e até perseguidos.  

Por esse motivo, a avaliação 360 costuma ser popular entre os colaboradores. Ela permite uma análise multidirecional e dá poder de voz a funcionários de diferentes cargos.

Inclusive, ela permite que os funcionários também avaliem suas lideranças, o que demonstra que a empresa se preocupa com a opinião e a satisfação de todos, não apenas daqueles que ocupam altos cargos.

Dessa forma, todos os colaboradores se sentem parte importante dos negócios, ficando satisfeitos e, consequentemente, mais motivados em seus trabalhos, o que auxilia na redução da taxa de turnover.

Fortalece a liderança

Como toda a equipe passa a avaliar suas lideranças, alguns questionamentos podem surgir em relação às ações dos gestores avaliados.

Entretanto, com o feedback, o líder pode perceber onde estão suas falhas e passar a atender às queixas de sua equipe, permitindo que ele também melhore seus pontos falhos.

Assim, antes que haja um problema maior, é possível que o líder recupere sua imagem diante de seus subordinados.

 

Mas, afinal, como implementá-la?

Primeiramente, é necessário analisar o comportamento diário do funcionário, seus progressos, limitações e fracassos. Os gestores ainda devem ficar atentos para identificar os possíveis problemas e buscar a manutenção da motivação de toda a equipe para resolver os conflitos. Tudo isso será levado em conta nas avaliações, que devem ser realizadas periodicamente.

Há alguns passos a serem seguidos para se implementar esse tipo de avaliação em sua empresa. São eles:

  • Definir em um checklist as competências desejadas pela empresa;
  • Preparar toda a equipe para que esteja pronta para avaliar uns aos outros, inclusive a si mesmos;
  • Treine os gestores e superiores para que estejam preparados para ouvir e aceitar críticas e sugestões de seus subordinados;
  • Esclareça para todos que as informações da Avaliação 360 graus são confidenciais;
  • Crie um formulário de avaliação de desempenho imparcial e preciso para que o colaborador não se sinta levado a determinada resposta;
  • Avalie todas as respostas do formulário e reúna as percepções de cada um dos avaliadores;
  • No final, ofereça feedbacks para todos os avaliados, apontando todas as questões positivas e negativas, para que eles saibam quais são suas dificuldades e tomem providências.

 

Sua empresa está pronta para a avaliação 360?

Ainda que proporcione inúmeros benefícios para as empresas, essa avaliação exige um preparo e certa maturidade dos integrantes da empresa para que seus objetivos possam ser postos em prática.

É necessário que todos os funcionários entendam a importância de fazer uma avaliação interna justa e verdadeira de seus colegas, pois, caso contrário, caso haja alguma briga pessoal entre colaboradores, a avaliação pode ser prejudicada com mentiras.

Portanto, a empresa deve preparar todos da equipe, explicando os objetivos da avaliação, o porquê é importante ser sincero ao respondê-la, além de demonstrar que ela também oferece benefícios pessoais para a carreira de cada colaborador avaliado.

Essa avaliação é capaz de gerar maior aperfeiçoamento profissional e pessoal para todos e, por isso, exige que cada membro tenha uma visão sistêmica para que seja capaz de se inserir no contexto maior da organização.

Não apenas os colaboradores comuns, mas a chefia também deve ser preparada para participar do processo, pois, para muitas pessoas, receber opiniões de seus subordinados não é fácil, podendo haver resistência.

É extremamente importante que toda a empresa esteja em sintonia e que esse tipo de avaliação faça parte da cultura corporativa, apenas assim ela apresentará os resultados esperados.

 

Quais os modelos de avaliação?

Há diferentes variações do questionário de avaliação que podem se aplicar a diferentes tipos de empresa, dependendo das configurações de sua estrutura e de sua equipe.

Cada modelo tem o objetivo de detectar diferentes características de seus colaboradores e devem ser aplicados para casos específicos. Entretanto, é importante saber que ainda que sejam diferentes, todos eles se baseiam na mesma estratégia de se reunir a opinião de todos. Confira os principais:

 

1 – Modelo enxuto, com três alternativas para resposta

Essa opção é curta, objetiva e é separada em temas. É possível conseguir um feedback preciso e satisfatório com agilidade. Seu questionário consiste em uma série de perguntas em que os avaliados devem dar uma das três respostas: “Nunca”, “Às vezes” ou “Sempre”.

Temas abordados:

  • Proatividade: O colaborador apresenta iniciativa?
  • Interesse: O funcionário é dedicado e busca atingir suas metas?
  • Organização: O funcionário é organizado em suas atividades?
  • Flexibilidade: O colaborador se adapta a novas situações e clientes?
  • Sociabilidade: O funcionário interage bem com seus colegas?
  • Liderança: O colaborador mostra aptidões para liderar?
  • Vocação: O funcionário tem o talento necessário para o que faz?
  • Disponibilidade: O colaborador está sempre pronto a colaborar?
  • Eficiência: O funcionário apresenta os resultados esperados?
  • Trabalho em equipe: O funcionário colabora com os demais membros da empresa?
  • Ética: O funcionário apresenta um comportamento ético?

 

2 – Modelo direto, com cinco alternativas

Essa modalidade de avaliação não segue temas como a anterior, além disso, suas perguntas são mais subjetivas. No entanto, pode ser a melhor opção quando se pretende avaliar questões éticas, buscando no colaborador aspectos de comprometimento e profissionalismo.

No modelo direto, o entrevistado deve escolher ente “Nunca”, “Pouco”, “Algumas Vezes”, “Muito” e “Quase Sempre”.

Perguntas:

  • Ele é relutante em aceitar as decisões acordadas pelo restante da equipe?
  • Ao resolver as dificuldades do dia a dia, sabe expor suas necessidades e fazer perguntas que o auxiliem?
  • Aceita opiniões divergentes das suas com facilidade e respeito?
  • É um exemplo para todos ao defender os valores da empresa?
  • Empenha-se para que os resultados do grupo sejam os melhores possíveis?
  • É autoconfiante?
  • Demonstra autonomia para decidir?
  • Sabe administrar o tempo para superar seus desafios?
  • Sabe se comunicar de forma clara e coesa?
  • Utiliza técnicas administrativas para melhorar o ambiente e a colaboração no trabalho?
  • Procura auxiliar na redução de despesas e desperdícios da empresa?
  • Coloca as necessidades da empresa à frente das próprias?
  • Está disposto a aceitar riscos?
  • Desiste com facilidade ao primeiro sinal de dificuldade?
  • Sabe usar os recursos da empresa em prol da produtividade de seu trabalho?

 

3 – Modelo complexo, com três alternativas

O modelo de avaliação de desempenho complexo propõe 2 perguntas por tema e é direcionado para equipes que precisam ter sempre alto desempenho por enfrentar muitas exigências do mercado e, por isso, possuem metas mais agressivas.

Para essa opção, os funcionários devem responder com “Nunca”, “Algumas vezes” e “Sempre” para as perguntas dos seguintes temas:

Perguntas:

  • Liderança: Consegue influenciar e motivar os demais colaboradores a participar de projetos? Ele entende a diversidade de personalidades de sua equipe e consegue despertar o melhor de cada um?
  • Integridade Moral: Trabalha de forma ética? Busca a imparcialidade e a justiça quando há desacordo de opiniões?
  • Versatilidade: Motiva as pessoas da equipe a buscarem soluções para os problemas de seus departamentos? Aceita novas responsabilidades e enfrenta as dificuldades com criatividade?
  • Relacionamento: Sabe unir os colaboradores na busca do verdadeiro trabalho em equipe? Procura conciliar opiniões e reaproximar pessoas quando há algum conflitos?
  • Olhar Sistêmico: Enxerga oportunidades para clientes e para a empresa e sabe a hora de buscar auxílio dos líderes? Percebe a importância de se conectar com os outros departamentos para cumprir suas tarefas?
  • Trabalho em Equipe: Busca o diálogo no grupo para que todos encontrem juntos a melhor solução? Trabalha de forma produtiva em grupos, sem causar conflitos e estimulando a participação de todos?
  • Responsabilidades: Cumpre seus prazos e busca atingir seus objetivos? Procura alcançar os níveis de qualidade estabelecidos pela empresa?
  • Comunicação: Passa as informações para seu grupo de trabalho? Comunica-se com lealdade, sem omitir informações?
  • Foco em resultados: Engaja o grupo para atingir os objetivos? Direciona seus esforços para alcançar os objetivos da empresa?
  • Organização: Sabe definir prioridades para alocar seu tempo de forma a desempenhar várias tarefas ao mesmo tempo de forma eficiente? Sabe usar seu tempo de forma adequada?

 

A avaliação 360 é um dos métodos de avaliação de desempenho mais adequado para se conseguir que as equipes trabalhem de acordo com as demandas e objetivos da empresa. Ela possibilita resultados mais confiáveis e preciso, além de promover maior aceitação de todos os colaboradores. Com ela a empresa poderá manter sua equipe unida com a finalidade de sempre buscar pelos melhores resultados para os negócios.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais e assine a nossa newsletter 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *