Inscreva-se

Entrevista semiestruturada: o que é e como fazer?
Admissão

Entrevista semiestruturada: o que é e como fazer?

A entrevista semiestruturada é um método mais espontâneo, em que o entrevistador faz apenas algumas perguntas predeterminadas. O restante do processo é parecido com uma conversa, não planejado com antecedência.

A contratação de um novo funcionário exige muita atenção de toda empresa, independente de seu tamanho ou setor. Por isso, o processo de recrutamento e  seleção deve contar com as melhores ferramentas para garantir que o melhor profissional seja selecionado.

Entrevistas presenciais são essenciais para isso. Por meio delas, os recrutadores conseguem fazer uma melhor análise do perfil dos candidatos. Assim, é possível decidir qual candidato possui as características adequadas para o cargo valo, além de ter um perfil que se encaixe a equipe.

Com a entrevista estruturada, é possível ter liberdade para abordar outros assuntos, conforme vão surgindo no decorrer da entrevista. Dessa forma, as questões predefinidas são apenas uma diretriz da conversa, não precisam necessariamente ditar o processo.

Os recrutadores de sua empresa utilizam esse processo? Sabem quais as vantagens dele e as suas diferenças dos modelos estruturados e livre? Confira nesse post!

 

O que é entrevista semiestruturada?

A entrevista semiestruturada é aquela em que o entrevistador possui um ponto de partida e uma diretriz inicial a seguir. No entanto, permite que a conversa seja conduzida sem seguir totalmente uma mesma direção. O recrutador pode alterar a ordem das perguntas ou até modificá-las, conforme a entrevista for evoluindo.

Além do modelo semiestruturado, há outros dois métodos utilizados em entrevistas de emprego, o estruturado e o não estruturado (ou livre). Na entrevista estruturada, o entrevistador segue um conjunto de perguntas predeterminadas. Elas são planejadas antecipadamente e são aplicadas da mesma forma a todos os candidatos.

Enquanto isso, a não estruturada, como o próprio nome já diz, são livres e não seguem perguntas preparadas. Essa entrevista não é estruturada e as questões levantadas surgem espontaneamente, conforme vão surgindo na conversa.

Portanto, podemos definir que a entrevista semiestruturada seja caracterizada pela mistura da abordagem estruturada, seguindo algumas questões previamente estabelecidas e a livre, em que possibilita a espontaneidade e improvisação.

 

Como fazer uma entrevista semiestruturada?

Uma entrevista semiestruturada, apesar de não seguir um roteiro fixo, possui questões predefinidas. Ela pode ser adaptável conforme o rumo do diálogo. Desta forma, ela é capaz de oferecer dados importantes ao recrutador, como informações quantitativas e qualitativas.

Esse modelo utiliza alguns tópicos genéricos, como perguntas que começam com “Como”, “O que”, “Quem”, “Por que” e “Quando”. No entanto, elas devem surgir conforme o entrevistado se sentir à vontade. A conversa deve ser o mais natural possível.

Na entrevista semiestruturada é fundamental respeitar o tempo do candidato. Dessa  forma, o entrevistador precisa manter um diálogo com o profissional entrevistado. Isso permite maior flexibilidade para aprofundar ou confirmar determinadas informações apresentadas.

 

Suas principais características

As principais características da entrevista semiestruturada que podem ajudar sua empresa são:

  • a possibilidade de usar o improviso e mudar o tempo da entrevista, moldando-a para os pontos de interesse;
  • combinação de perguntas abertas e fechadas;
  • possui questões bases predeterminadas. Mas, também segue um modelo informal, parecido com uma conversa;
  • possibilita o uso de recursos visuais, como cartões ou fotografias. A finalidade é deixar o entrevistado o mais confortável possível.

 

Tipos de perguntas

Para realizar uma entrevista semiestruturada bem-sucedida, é importante levantar questões que serão respondidas com detalhes pelos entrevistados. E não apenas com “sim” ou “não”.

Alguns exemplos a serem seguidos:

  • como você ficou sabendo desta vaga?
  • qual a sua relação com ela? E seus pontos fortes e fracos para assumi-la?
  • o que você pode fazer pela empresa que outro candidato não poderia?
  • quais são suas limitações? E quais suas ambições para o futuro?
  • o que você sabe sobre a empresa?
  • por que você está se candidatando a um cargo nesta empresa?
  • quais são as suas qualificações que se encaixam neste trabalho?

Há diversas perguntas possíveis para fazer em uma entrevista semiestruturada. Elas devem variar de acordo com as necessidades de sua empresa e em relação ao cargo a ser preenchido. Portanto, é necessário preparar o recrutador para direcionar a conversa conforme as informações que a empresa precisa.

Para saber mais, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você descobrirá dicas essenciais para planejar um processo de recrutamento e seleção eficiente. Responda o formulário e receba:


Quais são as vantagens da entrevista semiestruturada?

Muitos são os benefícios desse modelo para as empresas. Como ele apresenta características dos estilos estruturado e livre, é capaz de oferecer o melhor de ambos os métodos.

A entrevista semiestruturada consegue realizar uma comparação objetiva dos candidatos e, ao mesmo tempo, fornecer uma abordagem personalizada. Esse método permite uma maior exploração de pontos interessantes no currículo de cada avaliado.

Por meio da entrevista semiestruturada é possível garantir a flexibilidade do processo de recrutamento e seleção para avaliar corretamente cada tipo de candidato.

Ela pode ser ajustada tanto em relação ao candidato, quanto às circunstâncias. Ao mesmo tempo, o recrutador não está totalmente despreparado, tendo em mãos um roteiro adequado para conduzir a entrevista.

As principais vantagens para as empresas são:

  • maior direcionamento no tema da entrevista;
  • possibilidade de testar o entrevistado e sua capacidade de se adaptar a determinadas situações, como lidar com problemas inesperados;
  • oportunidade de conhecer melhor os candidatos, percebendo sua real percepção sobre determinado assunto. Já que é possível aprofundar a conversa, saindo do roteiro predeterminado;
  • maior número de respostas espontâneas e flexibilidade para o entrevistado modificar ou adicionar perguntas.

 

Quais são as desvantagens da entrevista semiestruturada?

Ainda há certa confusão entre os recrutadores na hora de utilizar esse modelo de entrevista, pois ela se parece muito com uma conversa, ao mesmo tempo que não tem um roteiro engessado.

Por isso, se não realizadas por um profissional competente podem acabar não sendo objetivas, o que faria a empresa perder tempo ao analisar as respostas dos candidatos.

As principais desvantagens desse modelo são:

  • Ela requer um entrevistador habilidoso e capacitado para sua execução;
  • É necessário que o entrevistador demonstre confiança e experiência ao candidato, apenas assim será possível atingir os objetivos da entrevista;
  • Exige tempo para a coleta e análise de dados. Assim, se a empresa tem pressa para realizar a contratação, não será possível avaliar todas as questões da entrevista;
  • Requer treinamento para que o entrevistador não sugira respostas ao candidato inconscientemente.

 

Como montar uma entrevista semiestruturada com sucesso?

Uma entrevista desse modelo é considerada bem-sucedida quando as respostas coletadas podem ser consideradas válidas. Para isso, o resultado total dos dados dos candidatos deve representar uma amostra  da “população” de candidatos. Ou seja, a partir das informações, o recrutador deve ser capaz de realizar uma avaliação diferenciada de cada profissional.

Então, o primeiro passo para a entrevista semiestruturada ser eficiente é passar confiança ao avaliado. Dessa forma, é possível garantir que as respostas dadas sejam verdadeiras e confiáveis.

Para colocá-la em prática, prepare o recrutador de sua equipe de RH para que ele aja com agilidade e maturidade durante o processo. Apenas assim será possível conduzir a entrevista para o caminho correto.

Prepare também o ponto de partida da entrevista. Ainda que não seja necessário seguir um roteiro fixo, é necessário elaborar um pequeno guia.

 

Passo a passo para realizar a entrevista semiestruturada

Confira a seguir algumas diretrizes importantes para a realização de entrevistas semiestruturadas em sua empresa:

  • é preciso elaborar um pequeno guia com as perguntas mais importantes. Estas o avaliador deve perguntar a todos os candidatos;
  • procure desenvolver algumas abordagens para iniciar as conversas. Elas devem explorar os pontos interessantes do currículo do candidato e precisam ser relacionadas à vaga disponível na empresa;
  • de acordo com as respostas dadas pelos candidatos, oriente o recrutador a fazer outras perguntas de acompanhamento. Por meio destas, é possível conseguir uma maior compreensão sobre as qualificações e motivações do candidato;
  • o recrutador deve seguir um fluxo natural na conversa e buscar explorar qualquer novo tópico relacionado ao trabalho que surgir espontaneamente.

 

Há diferentes formas de se conduzir uma entrevista de emprego no processo de recrutamento e seleção em sua empresa. A entrevista semiestruturada é apenas uma delas. No entanto, pode ser um diferencial no momento de se escolher novos funcionários mais qualificados e adequados a vaga. Por meio desse modelo, sua empresa conseguirá analisar melhor os dados coletados, que serão mais aprofundados e precisos. Assim, essa abordagem irá ajudá-lo a encontrar o funcionário ideal.

Quer utilizar essa abordagem em seu negócio? Siga a Xerpa no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn para ter mais dicas sobre o assunto!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *