viagem a trabalho

Viagem a trabalho: entenda a importância do RH nesse processo

A viagem a trabalho é, para muitas empresas e profissionais, uma constante na rotina. Para tanto, convém dispor do auxílio especializado do setor de RH para compor uma política clara e objetiva sobre as regras, exceções e atitudes esperadas desses viajantes corporativos. Isso garante harmonia para todos os envolvidos, além de motivação contínua do colaborador e resultados para a empresa.

 

Uma viagem a trabalho, para muitas empresas, é parte da rotina dos seus colaboradores. Acontece que essa constante nas atividades dos profissionais exige um cuidado extra do setor de RH, sabia?

Por exemplo: o perfil dos colaboradores que fazem muitas viagens está alinhado com o que se busca para a posição que eles ocupam? A empresa possui uma boa política para que não ocorram problemas e imprevistos entre os embarques e desembarques dos seus funcionários?

Todas essas questões são válidas e devem ser feitas antes mesmo de sair comprando passagens aéreas para os profissionais. Afinal de contas, toda boa política desenvolvida pelo RH antecipa-se aos problemas, e não os persegue.

Que tal conferir, conosco e ao longo desta leitura, tudo o que você precisa saber a respeito das motivações dos funcionários, suas preocupações e as melhores práticas para não ter nenhum imprevisto com a rotina de viagem a trabalho na sua empresa? Confira, aqui!

Entenda os motivos pelos quais os funcionários fazem uma viagem a trabalho

No geral, a empresa deve entender o que compõe esse cotidiano de viagem a trabalho. São eventos no exterior ou em território nacional ou, ainda, simples visitas aos clientes e/ou fornecedores?

Isso tudo implica a criação de políticas claras sobre o que o funcionário deve ou não fazer — como os reembolsos, a necessidade de emitir documentos de viagem etc. —, além de garantir um planejamento eficiente do orçamento para tantas idas e vindas.

Aprenda sobre o perfil dos seus viajantes corporativos

É interessante, também, conhecer o melhor perfil profissional para quem vai fazer uma viagem a trabalho ou tê-la muito presente em sua rotina.

Por exemplo: há quem viaje porque a recusa pode prejudicar a sua carreira. Outros, por sua vez, motivam-se com a possibilidade de visitar mais aeroportos do que o próprio escritório. E é esse tipo de pessoa que pode fazer parte do time de viajantes corporativos.

Afinal de contas, trata-se de um elemento motivacional para esse tipo de funcionário. Assim, a viagem é quase um benefício em si, para um trabalho que ele se especializa continuamente em fazer melhor.

Identifique os desafios de uma viagem a trabalho

No geral, para o colaborador a viagem a trabalho tende a ser um empecilho para conciliar os aspectos de sua vida pessoal e profissional. Daí, a importância em fazer o RH procurar por perfis que não tenham muitos problemas em se ausentar do lar por longos períodos ou frequentemente.

Além, é claro, do óbvio: seu profissional tem medo de altura ou de avião? Essencial saber disso antecipadamente, para que o profissional não seja acometido por uma crise de pânico ao saber que foi escalado para uma longa viagem área, por exemplo.

Além disso, os custos tendem a ser desafiadores. O que, para o RH, implica a composição de um modelo de orçamento facilmente monitorado para que os colaboradores não excedam os custos, e que consigam viajar sem ter que arcar com algumas despesas do próprio bolso.

Aprenda como entrevistar profissionais interessados em viajar

Acima, vimos alguns fatores que ajudam a delinear o perfil ideal de profissional para uma viagem a trabalho periódica. Mas, ainda assim, convém avaliar algumas questões específicas que podem facilitar a busca por esse colaborador que se encanta com as longas distâncias em suas respectivas rotinas. São elas:

  • tem medo de viajar?
  • alguma condição ou problema que impeça você de viajar para os locais onde a empresa, usualmente, necessita que você vá?
  • para você, a viagem é um fardo ou uma alegria?
  • você se sente confortável em passar alguns dias úteis — e eventuais finais de semana — longe de casa?
  • a rotina de viagem a trabalho pode ser um problema em médio e longo prazos?

Assim, você pode garantir que o colaborador — e a empresa — estão assegurados a respeito dos benefícios e necessidades em realizar uma boa viagem a trabalho.

Torne a viagem a trabalho mais harmoniosa

Por fim, separamos algumas dicas interessantes para tornar a viagem a trabalho dos seus colaboradores ainda mais confortável e conveniente. Confira, abaixo:

  • algumas vantagens concedidas pelas companhias aéreas, como as milhas, podem ser compartilhadas com os trabalhadores, tornando-as em um verdadeiro benefício para eles;
  • participação em programa de associação ajudam a agregar mais conforto às viagens, como o acesso a salas VIPs nos aeroportos;
  • avalie as necessidades individuais dos colaboradores ao fazer a reserva dos hotéis;
  • tente equilibrar o tempo de viagem com um período de descanso, para que eles consigam equilibrar a vida pessoal na cidade onde realmente vivem.

Isso é importante porque uma viagem a trabalho, quando inserida na rotina, não é fácil, por mais que possa ser do interesse do seu profissional.

Por isso, convém ter um processo de seleção muito bem desenhado, para isso, e compreender como o RH pode tornar esse processo de idas e vindas muito mais benéfico e harmonioso, tornando a flexibilidade na rotina muito mais proveitosa.

 

O que você pode fazer, agora, para complementar tudo o que foi visto ao longo deste post, é curtir a nossa página no Facebook e seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn. Dessa maneira você vai ficar sempre por dentro de nossas notícias, dicas e novidades para melhorar, continuamente, o trabalho do seu RH!

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.