vale-pena-investir-dolar

Vale a pena investir em dólar: vantagens e desvantagens de comprar

O dólar é uma das moedas mais fortes do mundo. Com isso, muitas pessoas se perguntam se vale a pena investir em dólar americano para diversificar a carteira e monetizar em cima das contínuas valorizações da moeda.

Primeiro, é importante se atentar a algumas etapas e, inclusive, nas maneiras mais comuns de como investir em dólar. São elas:

  • comprar dólar em espécie;
  • investir em fundos cambiais;
  • compra de dólar via empresa exportadora;
  • contratos futuros de dólar.

Investir em dólar sempre foi uma medida versátil para o brasileiro. Em particular, porque a moeda estrangeira costuma ser altamente valorizada. Assim, essas altas rentabilizam o investimento.

Portanto, não é apenas para a viagem internacional que um pouco de dólar a mais pode ajudar você.

Para mostrar que existe muito mais por trás dessa aquisição (em versatilidade, inclusive), nós preparamos este post com tudo o que você precisa entender antes — e durante — para saber se vale a pena investir em dólar. Confira!

Vale a pena investir em dólar? Por que tantas pessoas compram?

Quando um país começa a oscilar econômica e politicamente, a tendência é que as moedas estrangeiras mais fortes se valorizem ainda mais.

É o caso do dólar, por exemplo, a moeda norte-americana. Quando estamos em um momento de inflação elevada ou qualquer outro tipo de crise, o dólar aumenta.

Sendo assim, comprar dólar é um bom investimento, pois quem tem investido na moeda observa um rendimento maior com base nas cifras estadunidenses.

Só que vale observar também o seguinte: diferentemente de outros tipos de investimentos, a oscilação do câmbio estrangeiro é incerta — ainda mais quando comparado com as modalidades de renda fixa como o Tesouro Direto.

Nos últimos anos, entretanto, o histórico do dólar tem animado os investidores. Em 2015, por exemplo, a moeda foi valorizada em 48,5%. Em 2018, essa alta oscilou na média de 10%. 

Portanto, ainda que tenha alguns riscos e não envolva tantas certezas quanto outros investimentos, vale a pena investir em dólar como uma alternativa pra lá de lucrativa para as pessoas em busca de diversificação na aplicação do seu patrimônio. 

Como investir em dólar

Quer ver como o dólar é uma moeda bastante versátil para o investidor brasileiro? Abaixo, vamos apontar algumas das maneiras mais populares de fazer o câmbio estadunidense render ainda mais para o seu patrimônio!

1. Comprar dólar em espécie

Instituições financeiras e casas de câmbio costumam acompanhar as dinâmicas oscilações do mercado. E o investidor atento pode usar isso em benefício próprio.

Por exemplo: se a moeda está em uma alta constante, é possível comprar dólar em espécie. Com isso, você faz uma boa reserva do câmbio internacional, esperando a sua rápida valorização para trocar novamente por reais.

Há também quem mantenha uma quantia bem guardada. Diante de novas necessidades, mesmo que o valor da moeda esteja elevado, essa reserva evita que você cometa loucuras ou tenha prejuízo ao trocar os reais por dólar.

Um ponto de atenção apenas: além do valor que vai diferir entre as instituições, existe ainda a cobrança de IOF (imposto sobre operações financeiras). Assim, é preciso uma alta exorbitante no dólar para que valha a pena essa valorização se você busca um retorno rápido e significativo.

2. Investir em fundos cambiais

Dependendo do seu perfil de investidor, os fundos cambiais podem se mostrar complexos para quem não entende muito do assunto. Entretanto, é uma opção prática de investimento.

O que as pessoas devem se atentar nesse tipo de investimento, é que existem alguns custos associados aos fundos cambiais como:

  • imposto de renda;
  • taxas de administração;
  • IOF.

Além disso, esse tipo de investimento não é recomendado para investimentos de curto prazo. Portanto, é sempre importante observar quais são os custos e, principalmente, os seus objetivos nos fundos cambiais para analisar se vale a pena investir em dólar.

3. Comprar dólar via empresa exportadora

Se você compra ações de empresas que exportam bens de consumo, você facilita a geração de renda dessas organizações. Para tanto, é importante ter um conhecimento maior sobre o mercado de ações e bolsa de valores ou mesmo entrar em contato com uma corretora de valores.

Nesse caso, convém observar quais empresas contam com as menores taxas de administração. Consequentemente, a sua rentabilidade será maior.

Mas, vale observar um ponto interessante: essa modalidade não conta com incidência de IOF. Além disso, a tributação para quem opta por esse tipo de investimento segue a alíquota variável (uma das mais baixas).

4. Fazer contratos futuros de dólar

Existem dois tipos de contratos:

  • contrato “cheio”;
  • minicontrato. 

Tipo de investimento sem carência, para o investidor permitindo uma aquisição planejada em curto prazo. Vale destacar, inclusive, o quanto alguns viajantes fazem uso dos contratos futuros para objetivos mais pessoais, como uma viagem internacional.

Exemplo: ao comprar um minicontrato, você ganha a diferença caso a moeda suba nos próximos dias e também perde na oscilação. Só que em outras compras — como hospedagem no país que você vai visitar.

E outro destaque interessante é que não há incidência de IOF, assim como a tributação praticada está atrelada às alíquotas da renda variável.

Comprar dólar é um bom investimento?

Como vimos, a moeda norte americana tem peculiaridades que podem deixar o investidor em dúvida se vale a pena investir em dólar. 

Acontece que, no geral, o dólar é um investimento mais atraente para as pessoas que se interessam pelos riscos (não é uma boa opção para quem está em busca de algo de baixo risco). Especialmente, por conta dessas oscilações pouco previsíveis. 

Por sua vez, a versatilidade de modelos de investimentos permite que você faça um planejamento mais abrangente. Diferente, por exemplo, da previdência privada (que é mais em conta para os objetivos de longo prazo).

Vale conhecer, por fim, alguns dos principais riscos de investir no dólar. Abaixo, resgatamos alguns para o seu conhecimento e análise:

  • variação do preço da cotação: o que pode gerar prejuízos múltiplos se a moeda estrangeira se desvalorizar continuamente e em curto prazo;
  • volatilidade da moeda: o que agrega uma instabilidade desagradável para quem busca resultados imediatos ou não tem muita margem para equívocos ou prejuízos;
  • necessidade de certo conhecimento do mercado: o que espanta muitos investidores de primeira viagem, por exemplo.

Viu como vale a pena investir em dólar? Na mesma proporção, é um investimento mais arriscado e pouco convidativo para quem não tem familiaridade com investimentos.

Use melhor o seu dinheiro!

Seja para investir em dólar ou para tentar ganhar mais dinheiro investindo R$ 100, ter o capital a mão para isso é fundamental.

Pensando nessas necessidades,a Xerpa criou o Xerpay, um serviço que as empresas podem oferecer aos seus funcionários para que eles tenham acesso ao salário dos dias trabalhados, ajudando na sua estabilidade financeira.

Conheça o Xerpay e fale com um especialista para entender melhor por que ele será um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa.

Curta também a nossa página no Facebook e seguir-nos no Instagram e LinkedIn? Assim, você vai ficar por dentro, e em primeira mão de todas as nossas dicas e novidades!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.