Vale cultura e lazer: vale a pena oferecer este benefício?

vale cultura e lazer

Investir em benefícios corporativos diferenciados é uma maneira eficiente de reter os talentos da sua empresa por meio da motivação. Quando se pensa em atrativos exclusivos para o perfil dos seus funcionários, a empresa só tem a ganhar. Como é o caso do vale cultura e lazer.

Por meio dessa atuação próxima aos interesses dos colaboradores, a empresa mostra que se preocupa com o bem-estar e qualidade de vida deles — também fora da empresa —, já que essa medida visa o enriquecimento cultural quando não estão em horário corporativo.

Se você está pensando em usar o vale cultura e lazer entre os seus benefícios, aproveite para seguir com esta leitura. Nos tópicos abaixo, vamos entender melhor como funciona esse importante item que pode agregar e muito ao valor da sua organização!

Boa leitura!

O que é o vale cultura e lazer?

O vale cultura e lazer é um benefício corporativo que consiste no depósito mensal de R$ 50 e que foi instituído pelo governo federal em 2012, a partir da Lei 12.761, de 27 de dezembro do mesmo ano. Com ele, é possível levar enriquecimento cultural aos seus profissionais, uma vez que o crédito pode ser usado em atividades, serviços e produtos culturais diversos.

Quem pode beneficiar-se dele?

O crédito mensal de R$ 50 está associado aos trabalhadores que mantenham vínculo empregatício formal com as organizações — em regime CLT, portanto. 

O Governo Federal instaurou-o com o pensamento simples de gerar mais acesso das pessoas aos eventos culturais do país, e também para fomentar o consumo de produtos culturais e de entretenimento.

No que consiste o valor cultura e lazer?

Quando os seus colaboradores têm acesso a esse tipo de benefícios corporativo, além de bem-estar e mais qualidade de vida, eles podem desfrutar de diferentes experiências. Entre elas: 

  • apresentações teatrais;
  • entrada em museus e exibições;
  • sessões de cinema;
  • shows e espetáculos;
  • exposições;
  • apresentações circenses;
  • compra de produtos variados, como livros, DVDs e Blu-Rays, CDs e também revistas e jornais, entre outros;
  • mensalidade em cursos associados às expressões artísticas.

Para tanto, os créditos (que são cumulativos, inclusive) devem ser usados em estabelecimentos que aceitem o cartão do vale cultura e lazer.

Como é a burocracia por trás do benefício?

Nessa relação, convém observar quem são os envolvidos e como a burocracia ocorre para a implementação do vale cultura e lazer nas empresas:

  • empresas beneficiárias, que são as organizações que concedem o benefício aos seus profissionais;
  • empresas recebedoras (pessoas jurídicas que recebem o vale cultura e lazer);
  • operadoras, que são as companhias autorizadas pelo Ministério da Cultura a oferecerem o vale cultura e lazer por meio dos seus respectivos cartões magnéticos.

Assim, vale a pena fazer uma boa pesquisa a respeito das empresas participantes, para que os seus funcionários tenham acesso à melhor oferta de cultura.

Quais são as vantagens disso?

Mencionamos, anteriormente, o valor para a cultura organizacional da empresa, apresentando-se como uma fiel representante da propagação cultural dos seus funcionários.

Entretanto, vale a pena destacar uma série de benefícios que se espalha pela rotina produtiva, os seus profissionais e outros pontos benéficos para o crescimento da empresa também, como:

  • acesso ao conhecimento cultural, o que pode gerar ideias inovadores, estimular a criatividade e gerar mais bem-estar para a rotina dos seus colaboradores;
  • mais produtividade em retorno ao cuidado da empresa em gerar qualidade de vida aos profissionais;
  • maior retenção e atração de talentos por conta do motivo acima citado;
  • menores taxas de rotatividade, o que minimiza, também, os custos e prejuízos desnecessários com base em demissões e contratações periódicas;
  • valor de mercado para a empresa.

Interessante destacar, ainda, que as empresas que optam pelo vale cultura e lazer obtêm isenção tributária. O benefícios não incidência no FGTS e nem na contribuição previdenciária. É, portanto, um incentivo fiscal. 

O que, para as organizações, isso se traduz em até um 1% de redução no imposto de renda (sobre o valor do lucro real).

Sem falar que o vale cultura e lazer é um atrativo que poucas organizações usam para estimular os seus colaboradores. E é aí que, a sua empresa pode sair na frente. Para se inspirar nesse tipo de ideia, dê uma lida, após este artigo, em nosso post que fala a respeito dos benefícios diferentes que podem ser oferecidos aos funcionários!

Como participar do programa do vale cultura?

Além das partes envolvidas, mencionadas em tópicos anteriores, o vale cultura e lazer demanda um processo muito fácil de ser seguido, a fim de colocá-lo em prática na sua organização.

Para tanto, o primeiro passo consiste em averiguar se a sua empresa não possui pendências com a Receita Federal e o Ministério do Trabalho.

Em seguida, é importante solicitar a inscrição no site oficial do Ministério da Cultura. Ao clicar no banner escrito “credenciamento” e, depois, em “cadastrar beneficiário”, vai ser necessário o preenchimento do formulário que pede alguns dados, como:

  • CNPJ;
  • CPF do responsável pela empresa;
  • endereço comercial;
  • contatos dos colaboradores (devem ser categorizados por faixa salarial).

Além disso, vale a pena consultar quais são as operadoras que oferecem o vale cultura e lazer. Para isso, dê uma olhadinha na lista disponível no site oficial do Ministério da Cultura.

Como escolher a operadora?

Para certificar-se de que a sua escolha vai ser a melhor possível, atente-se apenas para a taxa de administração que essas companhias praticam. Ela pode variar de 0 a 6%, o que consiste em avaliar a melhor empresa e também o preço que vai ser investido mensalmente pela sua organização.

No mais, o vale cultura e lazer tem tudo para figurar entre os grande atrativos da sua empresa, sendo complementado por outras estratégias de benefícios e da manutenção da qualidade de vida e bem-estar de suas equipes.

Por isso, para complementar o que vimos até aqui, não deixe de avaliar também nosso post que fala tudo o que você precisa saber sobre o vale-refeição, um dos benefícios corporativos mais populares do mercado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar