Raio-X do RH: conheça tudo sobre Recursos Humanos!

tudo sobre recursos humanos

Neste guia com tudo sobre Recursos Humanos vamos colocar uma lente de aumento sobre a profissão, expondo o seu berço, amadurecimento e o atual momento dessa carreira tão versátil. Inclusive, mapeando um pouco do perfil que os profissionais de RH devem ter.

 

Neste post, nós vamos destruir os obstáculos que dividem opiniões e multiplicam as dúvidas: um guia com tudo sobre Recursos Humanos para que não reste pedra sobre pedra sobre o assunto.

Para isso, resgatamos a história da profissão, a sua atuação diferenciada nos modelos atuais de gestão e o destaque estratégico que o departamento adquiriu.

Assim, ao ler tudo sobre Recursos Humanos, você vai se identificar mais com a profissão, avaliar novas oportunidades profissionais e, ainda, apaixonar-se mais por essa área tão ampla, fundamental e diversificada!

Boa leitura!

 

Tudo sobre Recursos Humanos desde os seus primórdios

Não poderíamos iniciar este conteúdo com tudo sobre Recursos Humanos sem, antes, dar luz às origens dessa carreira.

Portanto, o departamento que cuida tão bem dos ativos mais valiosos de uma organização deve ser remontado a uma época em que pouco era feito na motivação e na manutenção do bem-estar dos colaboradores.

Isso remonta à época da Teoria Clássica da Administração, do engenheiro francês Jules Henri Fayol, e elaborada no início do século 20.

Ou seja: um período pós-revolução industrial em que a produtividade a vapor desenvolvia a indústria e o comércio em um ritmo alucinante — mas com imensuráveis descasos com a qualidade do trabalho e dos seus responsáveis.

Foi com Fayol, então, que passamos a entender o berço que reúne tudo sobre Recursos Humanos: a começar pela humanização da força de trabalho.

Por meio dessa simples questão, os profissionais ganharam voz, autonomia, atenção e cuidado. Tudo isso, muito bem alinhado às questões que mantêm os alicerces de uma empresa, que é a produtividade com a baixa ocorrência de erros.

 

A segunda metade do século 20

Vale salientar, também, que os aspectos psicológicos ganharam força no pós-guerra — entre as décadas de 1940 e 50, portanto: o aspecto motivacional dos colaboradores.

Foi percebido, nessa época, que a motivação e o bem-estar dos profissionais estavam diretamente relacionados à produtividade e engajamento deles.

Não se tratava, portanto, de um “diferencial”, mas uma nova maneira de colocar o setor de Recursos Humanos em um novo patamar — mais uma vez.

O que nos leva ao presente momento, onde tudo sobre Recursos Humanos parece tão extenso quanto fundamental na gestão de uma empresa.

E é exatamente sobre esse aspecto que trataremos a seguir!

 

As funções do RH nas empresas

Nesse contexto de gradativo desenvolvimento, falar tudo sobre Recursos Humanos significa estacionar, por breves minutos, nas múltiplas responsabilidades absorvidas pelo setor.

Duvida? Então veja só o quanto a atuação dos profissionais dessa área devem ser verdadeiros devoradores de conhecimento:

 

Recrutamento e seleção de pessoas

Uma das atuações mais destacadas do setor, que visa suprir a demanda corporativa com profissionais que se encaixem perfeitamente na cultura organizacional da empresa.

Mas, mais que isso, os profissionais de recrutamento e seleção devem ser estratégicos, e avaliar também o perfil dos candidatos.

Entender, por trás de uma conversa ou testes, o encaixe dessa pessoa nas necessidades e objetivos de sua empresa.

 

Treinamento e desenvolvimento

Além da contratação, os profissionais de Recursos Humanos buscam, também, a contínua qualificação da força de trabalho da empresa.

Para tanto, os treinamentos e ações que visam o desenvolvimento — individual e coletivo; pessoal e profissional — são indispensáveis.

 

Estruturação de uma empresa

Hierarquias, planos de carreira, mudanças internas… Isso tudo influencia, direta ou indiretamente, na área de RH.

Afinal, essa estruturação contribui com o planejamento de toda a organização. E, junto com a liderança, o RH indica as melhores alternativas para as equipes fluírem com produtividade, harmonia e boas condições de trabalho.

 

Gestão de dados

Pode parecer confuso, a princípio, mas lembremos que tudo sobre RH, atualmente, passa pela importância do departamento pessoal.

Ou seja: aquela área burocrática, que lida com as leis trabalhistas, os cálculos relativos à folha de pagamento e mais uma série de informações sobre a empresa e a sua força de trabalho.

Só que, de carona na geração millennial que tem dominado o mercado, esse trabalho do RH é diluído potencialmente em soluções tecnológicas, como um software de gestão.

Assim, os dados são mantidos, atualizados e armazenados com facilidade, agilidade e segurança.

 

Atração e retenção de talentos

A gestão de pessoas inclui a necessidade de fazer com que os colaboradores queiram estar na empresa — e não apenas cumprindo o seu horário.

Para tanto, as ações desenvolvidas pelo setor visam criar um ambiente harmonioso, de fácil convívio e uma série de atenções que prezem pelo desenvolvimento dos colaboradores.

Não à toa, é por meio dessas boas práticas que o RH observa uma redução no índice de rotatividade, reduz custos da empresa com admissões e demissões e, ainda, fortalece o trabalho colaborativo interno.

 

Por que tudo sobre RH demanda cuidados com a gestão?

Como vimos, com base nos exemplos anteriores podemos entender o valor estratégico do RH, hoje em dia, para o crescimento da empresa.

Até por isso, a gestão se mostra a palavra-chave do departamento. Quer alguns exemplos?

  • pessoas;
  • tempo;
  • recursos.

Para cumprir adequadamente com cada um desses itens, os profissionais de RH devem ser especialistas em gestão.

Algo que vai desde o cuidado em pensar no layout de uma nova área ao pacote de benefícios que cada setor pode receber.

 

E o que faz um profissional da área?

Nesse contexto, quando falamos em tudo sobre RH estamos também depositando muitas responsabilidades nos seus representantes.

Por isso, eles são os maratonistas de uma empresa — aqueles com fôlego interminável —, já que eles se encarregam de:

São questões díspares, a princípio, mas que giram na órbita desse planeta que é o setor de Recursos Humanos.

Até por conta dessa amplitude, os profissionais do setor devem ser multidisciplinares. Abaixo, reunimos algumas das principais características dos especialistas no ramo:

Parece muita coisa, é verdade, mas são qualidades que se desenvolvem também dentro da atribulada rotina do setor — que é, diga-se de passagem, igualmente gratificante.

E, com isso, finalizamos este breve, mas completo guia com tudo sobre Recursos Humanos

Ficou com alguma dúvida, deseja complementar algo que não foi dito aqui ou tem histórias emocionante sobre essa área de atuação? Então, deixe o seu comentário, logo abaixo, e ajude-nos a expandir essa produtiva conversa!

Postado em RH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *