Trader

O que é TRADER e o que você precisa saber sobre este profissional?

Você sabe o que é trader? Se você se interessa por renda variável, conhecer essa profissão é fundamental para entender a fundo como funciona a Bolsa de Valores (B3). Além disso, é muito importante para quem almeja entrar nesse ramo e viver disso.

Neste post, explicamos tudo o que você precisa saber sobre traders: como trabalham, os perfis de atuação e como entrar nesse mercado. Quer saber mais? Continue conosco!

O que é trader?

Trader é o profissional que atua com a negociação de ativos financeiros, seja de forma autônoma ou contratado por uma empresa. O termo é mais usado para designar investidores que buscam retornos em curto prazo, mas também pode ser referir a quem busca retorno de longo prazo com ações.

A palavra vem do inglês trade, que em português significa comércio ou negócio. Então, literalmente, trader significa “aquele que faz negócios”.

Em um olhar geral, sua atuação é simples: ele compra um ativo e, quando o valor previsto é alcançado, ele vende. Por isso, para ter sucesso na profissão, o trader precisa conhecer muito bem o mercado para saber a hora certa de comprar e vender. Além disso, é preciso saber definir metas e ser muito fiel a elas.

Como o trader evoluiu ao longo dos anos?

Antigamente, o trader era aquela figura que frequentava a bagunça da Bolsa de Valores e precisava ficar ao telefone gritando ordens de compra e venda para fechar negociações. Você já deve ter visto cenas parecidas em fotos ou filmes, como O Lobo de Wall Street (2013) e Wall Street – Poder e Cobiça (1987).

Porém, com a evolução da internet e a criação do Home Broker, tudo mudou.

O Home Broker, caso você ainda não conheça, é um ambiente online disponível nas corretoras de investimentos que permite negociações de ativos financeiros pela internet, de forma simples e rápida. A plataforma é responsável por intermediar as operações entre os investidores e a B3.

Dessa forma, negociar ações se torna acessível a qualquer pessoa que tenha um CPF válido, conexão com a internet e uma certa quantia para investir. Ou seja: após entender o que é trader e como entrar nesse ramo, você mesmo poderá exercer essa atividade de forma 100% remota, de qualquer lugar do mundo.

Com tanta praticidade, hoje existem muito mais traders do que antes. Mas isso não significa que eles têm vida fácil. Para ter sucesso na profissão, é preciso estudar muito, ter prática e estar sempre atento às movimentações do mercado, como veremos mais adiante.

>> Quer saber mais sobre ações? Confira este outro post do blog:
O que são ações? Descubra tudo sobre o assunto! <<

Qual é o perfil dos traders no mercado atual?

Agora que você já entendeu o que é trader, é hora de conhecer seus possíveis perfis de atuação. Hoje, temos três estilos de negociadores que se sobressaem no mercado: os traders de curtíssimo prazo, os swing traders e os position traders. Saiba mais sobre eles a seguir.

Traders de curtíssimo prazo

São negociadores que nunca dormem sem vender seus ativos adquiridos: todos eles são encerrados em menos de 24 horas. Por buscarem retornos de curto prazo, esses traders fazem mais negociações, por isso precisam operar com valores que valham a pena o pagamento das taxas de corretagem.

Também é um abordagem que envolve mais riscos, mas se houver um bom gerenciamento, não há grandes problemas.

Nesse tipo de negociação, as notícias sobre as empresas não importam tanto, pois tudo acontece no mesmo dia. A leitura técnica dos gráficos do mercado acaba sendo o principal modo de prever as oscilações dos ativos e obter lucros.

Além disso, há vantagem de não sofrer com com as chamas notícias noturnas — momento em que você não pode ajustar sua carteira porque o pregão está fechado.

Existem três tipos de traders de curtíssimo prazo. São eles:

  • day traders: realizam entre uma a cinco operações diárias;
  • scalper traders: realizam operações ainda mais rápidas e volumosas, entre 15 e 70 por dia;
  • high frequency traders: realizam operações relâmpago, feitas em segundos. O que importa é movimentar um grande volume de ativos como foco em pequenas valorizações do mercado.

Swing traders

Swing traders são negociadores que adquirem ativos hoje e encerram suas posições em prazos acima de 24 horas, podendo chegar a até uma semana. Costumam fazer menos operações que os day traders, buscando aproveitar grandes movimentos de valorização do mercado.

Para escolher seus ativos, costumam unir a análise técnica e a fundamentalista, que consiste em ler as empresas de acordo com suas características e resultados.

Position traders

Os position traders são os investidores mais conservadores do mercado de renda variável. Sua estratégia é comprar ações e segurá-las por muito tempo, podendo chegar até a anos.

Nesse caso, a análise dos gráficos não importa tanto na montagem da carteira: o que realmente conta são as perspectivas a longo prazo da empresa. O foco desses negociadores não é lucrar com a compra e venda de ativos, e sim com o pagamento de dividendos dessas organizações.

Quais são os tipos de traders no mercado?

Além dos perfis de atuação, os trades também podem ser classificados conforme seus contratos de trabalho. Entenda melhor abaixo.

Trader autônomo

O trader autônomo é aquele que opera na Bolsa de Valores com seus próprios recursos. Muitos deles seguem recomendações de outros investidores ou carteiras sugeridas pelas corretores, sobretudo os iniciantes. Mas em todos os casos, eles mesmos executam as ordens de compra e venda pelo Home Broker.

Todo trader começa como autônomo. Afinal, nenhuma empresa vai confiar seus recursos para alguém inexperiente administrar. Depois, enquanto alguns continuam em “carreira solo”, outros passam a prestar serviços para outras empresas ou pessoas físicas, como consultores.

Trader institucional

Os negociadores que trabalham contratados por empresas são conhecidos como traders institucionais. Os contratantes podem ser bancos, financeiras, corretoras e seguradoras, que normalmente precisam de especialistas para administrar seus ativos.

Nesse caso, a exposição ao mercado, o prazo e o volume das negociações são decididos de acordo com uma estratégia pré-definida. O trader pode sugerir movimentações, mas a palavra final é sempre da instituição.

Broker

Também conhecidos como traders executores, os brokers não criam estratégias de investimentos. Eles apenas executam ordens de clientes ou empresas, colocando em prática a parte operacional no Home Broker.

Sales trader

O sales trader é um híbrido entre vendedor e broker. Ele media as negociações e mantém relacionamento comercial com os clientes, sugerindo oportunidades e estratégias. Caso o cliente queira fazer alguma operação, ele faz a execução no Home Broker.

Como se tornar um trader profissional?

Entendeu o que é trader e quer entrar nesse ramo de atuação? Não se engane: viver exclusivamente disso não é simples. Muitos oportunistas vendem a imagem de que investir em ações é dinheiro fácil: você não tem chefe, trabalha a hora que quer e ainda fatura milhares de reais com pouco esforço.

Porém, como todos sabemos, dinheiro fácil não existe. No mercado de ações, para alguém ganhar, outro tem que perder. Isso significa que, para ter sucesso, é preciso ser melhor que a média. E, para isso, é preciso buscar muito conhecimento e ter muita prática em investimentos.

Você não precisa ter uma formação específica para ser trader, mas é necessário ter um bom entendimento sobre o mercado financeiro. Por isso, a maioria deles é graduado em administração, economia ou áreas correlatas.

Além de estudar e se atualizar, o ideal é que você comece aos poucos. Comece investindo na Bolsa de Valores apenas nas horas vagas, seguindo recomendações de especialistas e protegendo-se de grandes oscilações por meio dos mecanismos de stop loss e stop gain.

Também é importante não colocar todos os seus recursos em renda variável. Na verdade, apenas uma pequena porcentagem da sua carteira deve ser formado por esses ativos. Mesmo investidores consagrados têm a maior parte do patrimônio aplicada em renda fixa, e com você não deve ser diferente.

Qual é a média de ganhos de um trader?

Os ganhos de um trader variam bastante de acordo com o contrato de trabalho, a empresa contratante e o sucesso das negociações. É difícil estabelecer uma média mas, em geral, esse profissional é bem recompensado pelo retorno obtido nas operações.

Um trader moderado, por exemplo, pode conquistar uma rentabilidade de 2% ao mês. Essa taxa, dependendo dos valores envolvidos, pode significar um ótimo retorno. Alguém mais arrojado, que corre mais riscos, pode chegar a ganhos de 10% ao mês, caso seja bem-sucedida em suas negociações.

Vale lembrar que há custos que devem ser considerados ao calcular o ganho líquido. Os principais são a taxa de corretagem, que é paga à corretora para intermediar as negociações; e os emolumentos, que são pagos à B3.

Agora que você já entendeu o que é trader, é hora de colocar o que aprendeu em prática. Esse conhecimento é útil para todos que querem investir em renda variável, mesmo aqueles que não almejam se tornar profissionais da Bolsa de Valores. Afinal, nos seus primeiros passos, você contará com a ajuda e as recomendações de traders experientes para montar sua carteira.

 

Gostou do artigo? Conte pra gente nos comentários as sua experiência com traders e investimentos em ações. Estamos à disposição para tirar qualquer dúvida que você tenha sobre o assunto.

Comentários Facebook

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.