As grandes tendências de benefícios para funcionários estão em alta porque o mercado passou a valorizar o bem-estar dos seus profissionais. E isso significa alinhar-se ao perfil dessa nova geração, oferecendo qualidade de vida para que produzam mais, e melhor.

 

As tendências de benefícios para funcionários estão agitadas. E existem dois motivos para isso: novidades para o mercado e uma necessidade por mudanças diagnosticada.

É o que se tira de lição, pelo menos, em recente estudo da Metlife — empresa associada à Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial).

Por exemplo: a pesquisa revela que 99% dos empregadores já consideram o aumento na satisfação dos seus colaboradores como algo essencial.  Como dado comparativo vale compreender que, em 2013, essa taxa era de 89%.

Então, entra a nossa pergunta: quais são os fatores que mais influenciam a satisfação profissional?

São muitos, é verdade, mas boa parte deles passa pelas mais recentes tendências de benefícios para funcionários. E, nos tópicos seguintes, vamos avaliá-las. Confira!

 

Por que atentar-se às tendências de benefícios para funcionários?

Vamos ao cerne da questão: as tendências de benefícios para funcionários estão profundamente alinhadas ao momento do mercado.

Não podemos esperar, por exemplo, uma gestão inflexível e atrelada aos valores que eram valiosíssimos há três décadas, por exemplo, mas que não correspondem à realidade atual.

Quando se tem essa atenção diferenciada ao perfil do quadro de colaboradores e também às tendências de benefícios para funcionários, a empresa pode gerar:

Portanto, quando falamos na gestão de benefícios estamos considerando esse processo um investimento, e não um custo como algumas empresas podem ainda pensar — equivocadamente.

 

O que considerar ao planejar a gestão de benefícios?

O mercado vive em metamorfose. Ora por conta de novas tecnologias, ora pelo boom de uma nova geração — geralmente, em contraste com a anterior.

Não à toa, temos a geração millennial dominando a força de trabalho, atualmente, colocando em xeque processos, fluxos e estratégias para atrair e reter os colaboradores nas empresas.

E é aí que entra a importância maior das tendências de benefícios para funcionários. Por meio delas as organizações falam “a mesma língua” dos seus funcionários.

Em seguida, o setor de RH deve valorizar uma política de gestão focada em transformações. Nada de pensar que um benefício, por exemplo, é o ideal para toda a empresa.

Por isso, as tendências de benefícios para funcionários devem passar pela sua mesa de reuniões o quanto antes, visando um início de ano mais produtivo — e com profissionais engajados e altamente motivados!

 

Quais são as grandes tendências de benefícios para funcionários?

Pois então, agora que já entendemos o peso que o plano de benefícios carrega, em sua essência, vamos avaliar algumas das principais tendências de mercado para construir uma reputação de marca sólida, atrativa e focada no desenvolvimento dos seus profissionais:

 

Avaliação de demanda

Análise estratégica para compreender quem é o seu público. Ou seja: quem define o perfil da empresa?

Por meio dessa resposta, o RH consegue mapear as expectativas, os anseios, as dificuldades e os objetivos de cada colaborador. Algo que facilita a personalização e composição dos benefícios.

Entenda isso como uma primeira tendência porque a média mercadológica está mais presa à avaliação de que algo é necessário para atrair e reter os talentos, mas pouco é feito nesse sentido.

 

Personalização da carteira

Já falamos, em outros posts, a respeito do programa flexível de benefícios. E não se engane: ele continua — e vai permanecer — em alta.

Isso porque a flexibilização de benefícios aprofunda-se no perfil individual da empresa, e não coletivamente. Como resultado, há a possibilidade de dialogar com os millennials e também com as gerações anteriores que têm disposições e interesses distintos.

Quer uma dica? Faça pesquisas de clima organizacional e, em seguida, avalie os benefícios que melhor atendam à sua demanda.

Verifique o que os colaboradores buscam para, então, oferecer um programa de benefícios personalizado e profundamente próximo às expectativas do seu quadro de funcionários.

 

Reestruturação e atualização periódica

Vale o reforço: entre as tendências de benefícios para funcionários, a mobilidade para adaptar-se às mudanças se mostra imprescindível.

Afinal de contas, a rigidez e as questões “definitivas” têm menos espaço no dinamismo fluído e alucinante desses tempos modernos que vivemos.

Considere, portanto, que erros e acertos fazem parte da estratégia. Mas a facilidade para moldar-se às transformações se faz ainda mais necessária.

 

Coaching e mentoria

Parte elementar do desenvolvimento pessoal e profissional, hoje em dia, o coaching e a mentoria são características pertinentes dentro de uma empresa.

Pois um planejamento eficaz, nesse processo, ajuda a construir profissionais mais completos, focados em seus próprios crescimentos e também em qualificar-se continuamente.

E quem tem a ganhar com isso? Todos! Especialmente, a empresa que vai desenvolver novos talentos e mantê-los internamente, uma vez que eles vão permanecer estimados e agradecidos por essa oportunidade.

 

Planos de saúde de maior cobertura e qualidade

O plano de saúde só não é uma prioridade, para o brasileiro, quando comparado com a casa própria.

Por isso, se a empresa consegue oferecer planos flexíveis e de qualidade — com ampla cobertura também —, o impacto no semblante dos colaboradores é gigantesco!

Convém identificar, então, quais são os problemas que eles enfrentam com os seus respectivos planos de saúde, atualmente, para compor um planejamento focado em suprir tal demanda.

 

Programas de bem-estar financeiro para os colaboradores

Uma das principais tendências de benefícios para funcionários: o bem-estar financeiro dos colaboradores.

Trata-se, em resumo, do cuidado que a empresa tem em orientar e conscientizar os seus recursos humanos a respeito da importância em economizar e otimizar o uso de suas rendas.

Não é um meio de coagi-los a usar o dinheiro de maneiras específicas. São, de fato, orientações que podem surgir com:

  • treinamentos;
  • workshops focados em educação financeira;
  • palestras sobre investimentos, economia, como fugir das — ou acabar com as — dívidas etc.;
  • orientação sobre a criação de orçamentos e de objetivos financeiros;
  • campanhas de orientação sobre os diversos tipos de investimentos.

Entre outras ações que ajudam o colaborador a ter uma vida pessoal — e financeira — mais equilibrada. O que se reflete em resultados mais positivos no dia a dia corporativo.

Deu para entender, agora, o quanto essas tendências de benefícios para funcionários têm tudo a ver com o perfil moderno de profissionais?

Sem falar, é claro, na atenção redobrada que se deve ter às tendências que vão se consolidando, bem como as novas que permanecem surgindo em ritmo acelerado.

 

Para que o seu planejamento e a tomada de decisão sejam tão assertivos quanto ágeis, portanto, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn para saber de antemão todas as novidades do setor!