Tecnologias no RH: descubra as mais usadas e como podem ajudar

A utilização de tecnologias no RH é uma necessidade cada vez maior no mundo dos negócios. Todos os dias, surgem tendências e uma série de ferramentas vantajosas para os processos de gestão de pessoas. Elas servem para tornar as rotinas mais ágeis, aumentar a qualidade do serviço e favorecer ações estratégicas no departamento.

Mas, por se tratar de algo relativamente novo, o assunto ainda traz muitas dúvidas aos profissionais de Recursos Humanos. Quais são essas tecnologias? Que benefícios elas trazem para o dia a dia?

Para responder a essas perguntas, montamos um guia com tudo o que você precisa saber sobre o uso de sistemas informatizados no RH. Interessou-se? Acompanhe o post!

Quais são as principais tecnologias usadas no RH?

Antes de qualquer coisa, é preciso conhecer as principais ferramentas disponíveis no mercado. São inúmeras as opções, cada uma com propósitos e aplicações diferentes. Confira algumas delas a seguir.

Sistema de gestão de pessoas

Um sistema de gestão de pessoas serve para reunir todas as informações pertinentes ao RH em uma única plataforma. Controle de ponto, histórico de férias, avaliações de desempenho e outros indicadores sobre os funcionários são facilmente acessados por meio da ferramenta, o que otimiza a tomada de decisão baseada nesses dados.

Plataformas colaborativas

Plataformas colaborativas, também conhecidas como crowdsourcing, permitem o envolvimento de profissionais internos ou externos nos projetos da organização. Os participantes podem acessar o sistema de qualquer PC ou dispositivo, fazendo propostas e trocando ideias sobre a demanda em questão.

Ao longo da discussão, a empresa seleciona as melhores soluções apresentadas e abre conversas com os responsáveis. Trata-se de uma ótima maneira de aumentar o volume de contribuições nos projetos da empresa, além de ajudar a organização a ter uma postura mais inovadora.

Aplicativos

Muitas companhias vêm usando aplicativos para smartphones no recrutamento e na seleção, a fim de tornar o processo mais dinâmico. Funciona assim: quando um profissional quer trabalhar na organização, faz o download do app. Por meio dele, pode se inscrever nas vagas disponíveis e acompanhar todas as etapas do processo seletivo.

O uso da ferramenta também facilita a vida do RH, já que toda a triagem de currículos é feita pelo aplicativo. Além disso, trata-se de uma excelente estratégia para atrair talentos mais jovens, ligados à tecnologia e alinhados com os objetivos da empresa.

People Analytics

Em Recursos Humanos, o uso do business intelligence e do big data ganhou um novo nome: People Analytics. A estratégia consiste no mapeamento de dados técnicos e comportamentais de candidatos e funcionários.

Dessa forma, é possível identificar padrões a serem usados em decisões estratégicas, como formação de líderes e programas de treinamentos.

E-learning

Usar sistemas de e-learning em treinamentos corporativos é uma ótima maneira de adaptá-los ao pouco tempo livre dos colaboradores. O conteúdo é publicado em uma plataforma online, podendo ser acessado de qualquer lugar. Isso elimina gastos estruturais que a empresa teria com treinamentos presenciais e aumenta a aceitação dos cursos pelos funcionários.

Redes sociais corporativas

O objetivo de uma rede social corporativa é melhorar o fluxo de comunicação interna entre os membros da equipe, tornando a troca de mensagens mais dinâmica.

Além de aproximar os colaboradores, essa é uma boa maneira de dar mais segurança às discussões online sobre os projetos da organização. Isso porque muitos deles são confidenciais e não podem ter informações vazadas.

Quais são os benefícios do uso de tecnologias no RH?

Agora que você já conhece algumas das ferramentas tecnológicas mais utilizadas, é hora de aprofundar seus conhecimentos sobre os benefícios que elas trazem. Vamos aos principais:

Otimização de processos

Todos os recursos apresentados até aqui conferem mais eficiência e agilidade aos processos de RH. Com eles, é possível obter melhores resultados no recrutamento e na seleção, automatizar tarefas operacionais e realizar avaliações de desempenho mais assertivas.

A tecnologia também ajuda o RH a notar e consertar falhas com mais rapidez, algo que não seria possível com procedimentos manuais. Assim, o departamento deixa de perder tempo com o alinhamento de informações, correções e retrabalhos, mantendo o foco no desenvolvimento de soluções estratégicas para a organização.

Integração de informações

Reunir todas as informações importantes para o RH em uma única plataforma ajuda a eliminar uma série de entraves que podem ocorrer no dia a dia. Quando o departamento precisar lidar com múltiplos sistemas, é comum que haja problemas como dados perdidos ou incompatíveis.

Já quando a empresa usa uma tecnologia completa de gestão de pessoas, as informações fluem de forma mais simples. Na hora de calcular o salário dos funcionários, por exemplo, os dados do controle de ponto já estão conectados à folha de pagamento. Dessa forma, o cálculo fica automatizado, sem a necessidade de gastar horas e horas com processos manuais.

Processos seletivos mais eficazes

Com a ajuda dos aplicativos, do People Analytics e de plataformas especializadas, os processos de recrutamento e seleção estão se tornando cada vez mais simples, rápidos e efetivos. A triagem de currículos, procedimento tradicionalmente moroso, é feita de forma automática, sem a necessidade de manejar enormes pilhas de papéis.

Agora, a procura por talentos se dá por meio de sistemas dotados de algoritmos e mecanismos de busca, desenvolvidos cuidadosamente para encontrar profissionais que preencham os requisitos de cada vaga.

Após as etapas de testes e entrevistas, é possível inserir os resultados em uma plataforma específica. Assim, o recrutador pode comparar os desempenhos de cada profissional e selecionar o mais adequado com base nessa análise.

Como essas ferramentas estão ganhando espaço no mercado?

São tantas as vantagens da utilização de tecnologias no RH que essas ferramentas já se tornaram commodities nas companhias. Ou seja: toda organização séria precisa se modernizar — caso contrário, ficará para trás em termos de resultados e será vista como uma empresa que não se atualizou no mercado.

É preciso considerar que o perfil do setor de Recursos Humanos mudou. Agora, os profissionais do departamento precisam ter formação específica e pensar de forma estratégica. Nesse cenário, o RH age muito mais como um parceiro de negócios da organização do que como a área exclusivamente operacional que já foi um dia.

Essas foram as nossas dicas sobre o uso de tecnologias no RH! Agora que você já conhece as vantagens dessas ferramentas, é hora de colocar em prática o que aprendeu. Analise a empresa em que atua e selecione os sistemas que fazem mais sentido para sua realidade. Temos certeza de que você colherá os frutos rapidamente!

 

Gostou deste post? Caso tenha dúvidas ou comentários a fazer, fique à vontade para entrar em contato conosco. Será um prazer compartilhar mais informações sobre tecnologias em Recursos Humanos com você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *