A evolução tecnológica tem alterado profundamente nosso modo de vida. São cada vez mais presentes discussões, em todos os âmbitos do dia a dia, relacionadas à inteligência artificial, big data, internet das coisas, entre outros termos. E na área de recursos humanos não é diferente. Hoje, uma das grandes questões diz respeito ao impacto da tecnologia no departamento pessoal.

Entre especialistas, é praticamente consenso que a inovação não só traz benefícios para o setor de recursos humanos de uma empresa como a ajuda na valorização da área como um todo. Algo extremamente necessário, visto que o departamento pessoal ainda é encarado como “menor” entre muitas das empresas.

Mas estudos recentes, feitos por consultorias muito respeitadas, comprovam a ligação direta entre a capacidade da área e o desempenho de uma organização. Para Christian Orglmeister, um dos autores do relatório Creating People Advantage, da BCG, que também comprovou a informação, isso é evidente. “Um RH forte tem clareza das competências que as pessoas precisam desenvolver e deixa isso claro para que elas saibam o que fazer para crescer e alcançar os próximos cargos”, disse.

Se você ainda tem dúvidas se — e por que — deve apostar em tecnologia no departamento pessoal, acompanhe este texto. Nele, vamos esclarecer as razões para não fugir desse investimento.

 

Inovação com a tecnologia no departamento pessoal

Não à toa, empresas que sempre saem na frente no quesito inovação — justamente aquelas que têm essa área como ramo principal, como Google, Facebook e algumas startups — já usam, em seus departamentos pessoais, a tecnologia intensivamente, ditando uma tendência.

De acordo com a russa Anna Tavis, professora da Universidade de Nova York e fundadora da consultoria GlobalLabPlus, em entrevista a Época, além de inovar é preciso ter diálogo com outros departamentos de uma mesma organização. “Estamos em meio a tantas mudanças, promovidas pela globalização e avanço da tecnologia, que precisamos pensar como se já estivéssemos no futuro”, disse.

A opinião de Tavis vai ao encontro do que escreveu Mariane Guerra (VP de Recursos Humanos na ADP Brasil), em artigo publicado na VocêRH. Ela destacou que os aplicativos de recursos humanos para tablets e celulares são exemplos de inovações já acessíveis.

As ferramentas, de acordo com a especialista, facilitam o recrutamento por meio das mídias sociais. Outra vantagem, segundo ela, é a possibilidade de que profissionais de Recursos Humanos tenham outra dinâmica de trabalho, além de uma melhor visão dos colaboradores.

Guerra não está sozinha nessa percepção. Segundo uma pesquisa realizada pela ADP Institute, a tecnologia, em breve, permitirá cada vez mais independência. Os colaboradores poderão gerenciar sua produtividade e desempenho enquanto recebem feedback em tempo real.

 

Melhorias de um software de automação

De maneira prática, a tecnologia no departamento pessoal traz inúmeros benefícios para o dia a dia de uma empresa. Confira alguns:

1. Permite maior controle das informações

O software pode permitir a descentralização de informações ao oferecer um canal corporativo. Os dados obtidos podem ajudar líderes e gestores a entender melhor a equipe, além de realizar processos de maneira mais rápida.

Essas vantagens estão entre as muitas permitidas por um software de automação. A ferramenta oferece, entre outras coisas, um meio para aquisição de informações. Além disso, permite o registro, a análise e a distribuição desses dados. O que pode estar relacionado à parte operacional, tática ou estratégica do setor de Recursos Humanos.

Como diz o ditado, informação é poder. E como mostrou a pesquisa já citada, existe uma relação direta entre o que é feito no departamento pessoal e o sucesso de uma empresa. Se bem utilizado, esses dados podem refletir no mercado.

 

2. Reduz erros

No dia a dia da organização o benefício é evidente: a ferramenta aumenta a eficiência e diminui o risco de erros. Um exemplo simples seria com os cálculos da Folha de Pagamento. É preciso pensar em questões como legislação e o respectivo acordo coletivo, com correção, agilidade e respeitabilidade. O software faz tudo isso.

Outro benefício está relacionado às datas ao longo do ano: quem e quando entra em férias e quando retorna; prazos para enviar a folha de pagamento ao setor financeiro; feriados; aniversário da empresa; eventos da equipe. Um software de qualidade pode dar um panorama dessas datas e notificar o responsável quando elas estiverem próximas.

O programa também pode contribuir com a produtividade, pois elimina a necessidade de longas horas de conferência decorrentes de erros. O que pode ter sido indiciado com falha humana.

 

3. Gera economia

As vantagens não param por aí. O RH costuma ter um consumo muito grande de papel e energia. A economia propiciada pelo software pode liberar orçamento. O valor, dependendo da empresa, pode ser reinvestido em outras áreas. Além disso, a automação traz mais segurança. Afinal, as informações armazenadas são todas digitalizadas e ficam armazenadas nos servidores locais ou remotos da organização.

Existe ainda a segurança de que o material, ao contrário do papel, não vai se deteriorar com o tempo.

Se o acúmulo do papel traria problemas de armazenamento, entre outros, a reunião de informações com o software, com o tempo, só traz vantagens. Com cada vez mais processos da empresa estruturados e, consequentemente, automatizados, mais facilmente será o acesso a um enorme volume de informações. Isso fará com que situações que requerem muita atenção serão devidamente elaboradas e executadas com eficácia. E tudo planejado.

 

4. Facilita o processo seletivo

Se o software já permite uma visão maior sobre a equipe e os procedimentos que já fazem parte da empresa, é de se imaginar que em um processo de seleção isso também aconteça. De fato, o trabalho de escolher manualmente os currículos pode ser automatizado por meio do programa.

A ferramenta cruza dados tendo como base os requisitos pré-determinados pela empresa. A partir disso, seleciona os perfis que podem atender à expectativa da vaga disponibilizada.

O controle de necessidades de treinamento e capacitações realizadas, gerenciamento de avaliações de desempenho, controle e gestão de EPI’s, entre outras atividades também podem ser automatizadas.

Como você pode ver, as vantagens de investir em tecnologia no departamento pessoal são inúmeras e estão diretamente relacionadas com a produtividade da equipe. Os resultados? Aparecem de várias formas: otimização de processos, redução de erros e retorno financeiro.

Gostou do conteúdo? Acesse nosso site e saiba mais sobre o software voltado para o RH!