Inscreva-se

Técnicas de recrutamento e seleção: conheça as principais e como implementá-las!
Admissão

Técnicas de recrutamento e seleção: conheça as principais e como implementá-las!

Muitos empreendedores dão pouco valor às técnicas de recrutamento e seleção porque não compreendem a relevância da assertividade no processo de contratação.

Por exemplo: sem o devido planejamento e a aplicação de diferentes técnicas de recrutamento e seleção, o RH da empresa pode contratar pessoas pouco qualificadas ou motivadas para aquele desafio.

Como resultado, o índice de turnover aumenta, devido ao número de demissões, e com ele vem também uma série de encargos relativos aos desligamentos, admissões e processos de integração e treinamento, entre outros custos.

Só que não é apenas esse o motivo para investir em técnicas de recrutamento e seleção: ao longo deste post vamos ver tudo a respeito do assunto.

Para ajudar, vamos explicar o seu conceito, evidenciar os benefícios desse tipo de planejamento e enumerar as principais técnicas de recrutamento e seleção para que o setor de RH na sua empresa saiba quais (e quando) usá-las. Boa leitura!

 

O que são as técnicas de recrutamento e seleção?

Por meio das técnicas de recrutamento e seleção os recrutadores identificam, com precisão, quem são os candidatos mais qualificados e alinhados à cultura organizacional da empresa. Para isso, eles podem usar algumas das mais populares do segmento, como:

  1. seleção interna;
  2. indicação de funcionários;
  3. banco de currículos;
  4. contatos com universidades e escolas técnicas;
  5. arquivos de sindicatos;
  6. agências de recrutamento e headhunters;
  7. redes sociais.

Elas ajudam a vasculhar, no mercado de trabalho, os profissionais que tenham tudo a ver como DNA da sua empresa, e que possam agregar ao fluxo de trabalho.

 

Quais são os benefícios dessa prática?

Quando se conhece os métodos mais eficazes para atrair (ou reter, como veremos adiante) talentos, você aprende como abordar, divulgar e promover as oportunidades.

Como resultado, os custos em seleção e recrutamento são melhor utilizados, bem como o tempo dos profissionais do setor de Recursos Humanos.

Além disso, cada vaga em aberto na empresa demanda a busca por um tipo de profissional. E nem sempre podemos contar, por exemplo, com a seleção interna para o seu preenchimento.

E é com base nessas qualidades fundamentais para o desenvolvimento de qualquer negócio que, abaixo, vamos apontar 7 das técnicas de recrutamento e seleção mais usadas!

Após finalizar a leitura, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito! Nele você saberá como planejar e executar um processo de recrutamento eficiente! Responda o formulário e receba agora mesmo:


Quais são as 7 técnicas de recrutamento e seleção?

Fique com este pequeno guia por perto e entenda quais são os diferenciais de cada um deles nos processos seletivos em sua organização:

 

1. Seleção interna

Solução mais prática e objetiva, para uma empresa, que consiste basicamente em analisar quais talentos internos podem absorver uma demanda em aberto na empresa.

Ela funciona ainda melhor quando a organização trabalha com um constante trabalho de plano de carreira e um bom sistema de avaliação para os seus colaboradores.

Com isso, cada nova oportunidade aberta já tem uma alternativa muito bem definida para suprir essas eventuais demandas.

E não pense que isso é uma das técnicas de recrutamento e seleção mais interessantes por gerar economia para as organizações: entre os próprios colaboradores, trata-se da certeza de que eles podem ascender, internamente, e que eles são lapidados para isso.

 

2. Indicação de funcionários

Ainda em um modelo interno, mesmo que indiretamente, a indicação de funcionários tende a ser uma boa possibilidade de ter uma manutenção de qualidade entre os colaboradores.

Especialmente, quando a empresa permite esse modelo de negócio. Afinal de contas, as indicações são feitas por quem conhece os processos internos da empresa e a pessoa que pretende indicar.

Mais uma das técnicas de recrutamento e seleção que gera boa dose de economia para a corporação. No entanto, fica uma ressalva: sem planejamento, a indicação é só uma aposta.

E, como se sabe, as apostas não têm as mesmas certezas de um bom investimento. Por isso, as indicações devem ser tratadas com cuidado, e um bom processo de seleção do RH, para que os recém-contratados tenham, de fato, tudo a ver com a oportunidade.

 

3. Banco de currículos

Modelo tradicional, entre as técnicas de recrutamento e seleção, e que ainda se destaca também pela sua eficácia.

Para isso, é importante que os profissionais de RH conheçam, em detalhes, as necessidades, exigências e o perfil desejado de pessoas para assumirem cada cargo na empresa.

Assim, a cada processo seletivo realizado o RH pode armazenar os melhores candidatos que não conseguiram o cargo, mas que podem interessar em uma futura oportunidade.

O grande desafio com essa alternativa é a manutenção e atualização do banco de currículos. Afinal de contas, um candidato interessante pode já estar empregado e satisfeito quando for procurado novamente.

Assim, depender exclusivamente do banco de currículos não é uma solução 100% eficiente entre as diversas técnicas de recrutamento e seleção.

 

4. Contatos com universidades e escolas técnicas

Excelente método para lapidar os profissionais desde os primeiros passos. Uma boa relação com as instituições de ensino promove a empresa, no seu ramo de atuação, e cria uma cultura de atração de talentos, demonstrando a preocupação em buscar jovens profissionais.

Dessa maneira é possível considerar a contratação não apenas de pessoas com perfis mais gabaritados, mas também:

  • estagiários;
  • jovens aprendizes;
  • trainees;
  • profissionais de nível júnior.

Vale também como um instrumento complementar para manter a qualidade do banco de currículos que citamos anteriormente.

 

5. Arquivos de sindicatos

Muitos sindicatos já têm uma prévia do que pode ser o banco de currículos armazenado no seu RH.

Isso porque muitos profissionais — novos e veteranos — buscam auxílio nessas entidades, seja para uma primeira oportunidade profissional ou recolocação.

Dessa maneira, convém ter uma boa relação com o sindicato de sua categoria também. É um interessante complemento que pode fortalecer as suas outras técnicas de recrutamento e seleção.

 

6. Agências de recrutamento e headhunters

Headhunters são populares alternativas de recrutamento externo. O mesmo vale para as agências de recrutamento, que saem em busca de pessoas com o perfil desejado e já fazem uma filtragem poderosa para que você possa fazer a sua seleção.

Vale destacar, no entanto, que são procedimentos mais custosos, embora tenham um elevado potencial de retorno para qualificar ainda mais o processo seletivo na sua empresa.

 

7. Redes Sociais

Por fim, uma das técnicas de recrutamento e seleção mais modernas — e acessíveis: as redes sociais. Por meio delas, você pode postar e divulgar as oportunidades na sua empresa de diversas maneiras, como:

  • postagens na página da própria empresa;
  • compartilhamento para que mais candidatos qualificados vejam a oportunidade;
  • divulgação em redes próprias para isso — como o LinkedIn;
  • fóruns e páginas criadas para a divulgação e compartilhamento de vagas profissionais.

A quantidade de currículos recebidos pode ser maior também, nessa modalidade. O desafio, entretanto, está no tempo disponível para fazer uma filtragem dedicada nesse elevado número.

 

Vale observar, no entanto, que cada uma dessas técnicas de recrutamento e seleção podem ser usadas em conjunto. Uma não se sobrepõe à outra, o que proporciona uma estratégia ímpar para selecionar, realizar entrevistas e selecionar os candidatos ideias.

 

Agora, além de colocar em prática as técnicas que vimos ao longo deste artigo, que tal ficar por dentro de muitas outras dicas e novidades que temos para compartilhar com você?

Para isso, convidamos você a nos seguir no Instagram, Twitter e LinkedIn e curta também a nossa página no Facebook!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *