talent acquisition

Veja o que é o Talent Acquisition e suas diferenças do recrutamento

Não adianta sentar e esperar pelos melhores talentos do mercado baterem à porta. Hoje em dia, o Talent Acquisition é um conceito que oferece a oportunidade de antecipar-se às tendências e demandas. 

Como resultado, faz a empresa atrair mais talentos — e também a reter aqueles interessados em crescer na organização.

Só que muitas pessoas têm levantado questões pertinentes. Afinal de contas, de quais maneiras o talent acquisition se diferencia de técnicas já usadas no mercado, como o bom e velho recrutamento?

Para esses e outros aspectos relacionados ao assunto, elaboramos um artigo completo!

Boa leitura!



O que é Talent Acquisition?

Talent acquisition — ou aquisição de talentos — consiste em uma abordagem estratégica para atrair e integrar os melhores profissionais para dentro da sua empresa!

Isso, é claro, dito de maneira bem resumida. Afinal, o processo é contínuo, envolve particularidades para cada setor da organização e, inclusive, envolve uma boa gestão de pessoas para manter os atuais funcionários bem motivados.

Existem diferenças entre talent acquisition e recrutamento?

Em um contexto abrangente, talent acquisition e recrutamento parecem até sinônimos, mas cada um tem as suas particularidades, como veremos a seguir.

A principal delas é o tempo dedicado à execução e ao planejamento dessa tarefa. Por exemplo: o talent acquisition resguarda, em suas estratégias, resultados em longo prazo para a empresa. Enquanto isso, o recrutamento é uma atividade prática e imediatista, para suprir uma necessidade de recolocação.

No geral, ambas possuem algumas características em comum, como:

Inclusive, o onboarding é uma estratégia de elevados resultados para a empresa e também para os seus funcionários. Para saber mais a respeito do processo, confira nosso post — após esta leitura — que explica tudo sobre o onboarding!

Como funciona o processo de Talent Acquisiton?

Como o processo tende a ser pensado para um longo período — e que vai se renovar indefinidamente —, o talent acquisition consiste em algumas etapas definidas e sequentes.

1. Geração de leads

Comece identificando as necessidades de cada cargo, bem como as exigências, características e habilidades (técnicas e comportamentais) imprescindíveis para essas oportunidades.

Com isso, seus recrutadores conseguem montar descrições irresistíveis para os talentos em potencial. Em seguida, marque presença nos eventos do seu setor de atuação, fortaleça sua presença também nas redes sociais e construa relações.

Por meio dessas estratégias, você gera leads — que são o seu público-alvo —, atraindo esses talentos a se interessarem pela sua empresa.

2. Recrutamento e atração

Com base na dica acima, o talent acquisition expande a partir das ações que vão ajudar a enriquecer o interesse das pessoas na sua empresa.

Quais ações sociais ela assume, por exemplo? Qual é o DNA da marca que torna-a única, diante da concorrência? Quais são os benefícios corporativos oferecidos, bem como as oportunidades de crescimento?

Isso tudo serve como ferramentas indispensáveis para despertar — e reter — o interesse das pessoas. Inclusive, é um diferencial e tanto para você trabalhar a retenção de talentos, igualmente.

3. Entrevistas

Crie um processo seletivo que seja inteiramente personalizado para cada cargo. Por meio de testes, entrevistas e/ou dinâmicas em grupo, entre outras estratégias, foque em certificar-se de que os candidatos são, de fato, especialistas nas atividades propostas para as oportunidades dentro da empresa.

4. Referências

Indo além do conhecimento técnico, os seus recrutadores podem buscar informações referenciais dos talentos para entender se eles são, também, infalíveis no ramo comportamental.

Além, é claro, de facilitar a pesquisa para saber como eles agem e reagem frente às situações do dia a dia.

Isso tudo ajuda a compor um checklist completo sobre a personalidade e as habilidades dos profissionais. O que, por consequência, é importante para gerar total assertividade às contratações realizadas — sejam elas em curto, médio e longo prazo.

5. Contratação e onboarding

Após tomada a decisão, a contratação pode ser efetivada com mais certezas do que dúvidas.

Em seguida, cabe ao pessoal responsável pelo talent acquisition o seguinte trabalho: o de integração. Isso ocorre logo após realizada a contratação, enviando materiais informativos sobre o que se espera dele e, inclusive, tudo a respeito da cultura e identidade da empresa.

São ações que devem funcionar como uma orientação básica sobre as suas funções e a relação com a maneira que a empresa lida com tais questões. Assim, o primeiro dia de trabalho não vai fazer com que a pessoa se sinta um “estranho no ninho”, mas que tenha familiaridade com os colegas e as suas funções.

Como é o trabalho do profissional de Talent Acquisition?

No geral, esse tipo de especialista está sempre em alta rotatividade. Se não está caçando novos talentos em nome da empresa, está enriquecendo o seu banco de talentos ou, até mesmo, conduzindo entrevistas e processos de integração.

Como vimos, é uma atuação tão diversificada quanto munida de etapas importantes. Isso significa que o profissional de talento acquisition deve conhecer, profundamente:

  • estratégias de recrutamento;
  • avaliação de candidatos;
  • padrões de contratação;
  • técnicas de employer branding;
  • tendências de onboarding;
  • ações e boas práticas de gestão de pessoas.

Isso tudo deve ser complementado, é claro, com todo o conhecimento que o profissional deve ter a respeito da empresa onde trabalha.

Afinal de contas, estamos falando de um tipo de trabalho que não envolve apenas o preenchimento de cargos, mas o total alinhamento de expectativas, objetivos e necessidades de ambas as partes.

 

Para que essas dicas e os pontos levantados neste artigo fluam naturalmente em sua rotina, você pode ficar por dentro de todas as nossas novidades e aprender novas coisas todos os dias!

Para tanto, que tal curtir a nossa página no Facebook e seguir-nos no Instagram e LinkedIn? Lá, não faltam discussões e postagens relevantes para a qualificação do setor de RH — e dos profissionais, individualmente — da sua empresa!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.