Os sherpas são guias capazes de orientar os alpinistas através das montanhas do Himalaia. Dotados de conhecimentos únicos, sobre a região, e os equipamentos certos para a escalada, eles já fazem parte da história — especialmente, na primeira excursão bem-sucedida ao topo do Everest. Entendeu, agora, qual é o papel da Xerpa ao aliar-se com a sua empresa?

 

O nome Edmund Hillary é mundialmente famoso entre os alpinistas de plantão, já que ele foi o primeiro a empreender uma escala bem-sucedida aos 8.843 metros que nos separam do cume do Monte Everest.

Agora, um nome que pode ter passado despercebido pela maioria das pessoas é o de Tenzing Norgay, o sherpa que acompanhou-o até o “topo do mundo” em 1953.

Para os clientes e fiéis leitores que, até o momento, desconheciam o significado de Xerpa, este é justamente o símbolo que nos impulsiona.

E, para que você se inspire a alcançar o topo em sua escalada ao sucesso, neste post dedicaremos alguns parágrafos à explicação dos sherpas e o quanto esse povo tem fundamental importância na realização dos sonhos de intrépidos aventureiros. Boa leitura!

O que é um sherpa?

Para explicar a origem e o significado do nome, convém uma explicação básica: Sherpa, com letra maiúscula, remete ao grupo étnico do Nepal, e que vivem às margens (e na altitude) da cadeia montanhosa do Himalaia.

Sherpa, com letra minúscula, já remete a um guia de expedições em montanhas. Trata-se, então, da popularização de todo um grupo étnico que habita uma das regiões mais inacessíveis do planeta — e tem compartilhado essa resiliência e habilidade com o resto do mundo.

 

Por que Sherpa?

Começando pelo seu povo: os Sherpas são oriundos da região de montanhas do Nepal. No dialeto tibetano, o termo significa “povo do leste” — assim: shyarpa, que significa leste, e pa, que é povo.

No geral, o Sherpa sobrevive com o que a natureza proporciona. A agricultura, por exemplo, com cereais e tubérculos, e a partir da criação de Iaques, um animal da região. 

Onde vivem os Sherpas?

O Himalaia é extenso até perder de vista — são 2.600 km de extensão, dividindo a região horizontalmente por entre uma série de fronteiras, como:

  • Butão;
  • China;
  • Nepal;
  • Índia.

É lá que você pode encontrar o afamado povo sherpa, que cuida dos interesses de tantos alpinistas que se arriscam a escalar os elevados picos da cadeia montanhosa local.

Olha, e temos que atualizar você sobre algo: não são poucas as vertiginosas montanhas que seduzem milhares de aventureiros, todos os anos, para contar com o auxílio de um sherpa para alcançar o seu cume. Isso porque, só nesses poucos milhares de quilômetros de extensão, a área abriga dez dos 14 maiores picos do mundo inteiro. São eles:

  • Shisha Pangma, com 8.027 metros;
  • Annapurna, com 8.091 metros;
  • Nanga Parbat, com 8.126 metros;
  • Manaslu, com 8.163 metros;
  • Dhaulagiri, com 8.167 metros;
  • Cho Oyu, com 8.201 metros;
  • Makalu, com 8.462 metros;
  • Lhotse, com 8.501 metros;
  • Kanchenjunga, com 8.586 metros;
  • Everest, com 8.848 metros.

Ou seja: nem o primeiro homem a alcançar o topo do Everest, e nem mesmo outras centenas de aventureiros chegaram ao topo por conta própria, exclusivamente: por trás do sucesso deles, havia um sherpa, pelo menos.

É Xerpa ou Sherpa?

Essa pergunta é fácil de responder: se você já teve o menor contato com a nossa marca, sabe que nos diferenciamos étnica e profissionalmente de um sherpa himalaio.

Entretanto, há uma simbologia valiosa a ser absorvida quando você pensa no trabalho que prestamos aos nossos clientes, e o quanto isso se relaciona às perigosas aventuras a mais de 8 mil metros de altitude.

Por exemplo: chegamos ao mercado com muita bagagem profissional contida nas poucas sílabas que compõem a Xerpa. Além disso, trouxemos um equipamento à altura das demandas atuais do mercado, e muito bem alinhadas às tendências tecnológicas em curto e médio prazo.

Isso significa que podemos nos aproximar dos grandes aventureiros do mercado com toda a expertise e tecnologia que eles necessitam para realizar a sua escalada rumo ao sucesso — assim como o sherpa Tenzing Norgay auxiliou Edmund Hillary, há quase 70 anos.

O que a Xerpa tem a oferecer?

Antes de apontar para o seu objetivo e vestir as botas de escalada, confira se você tem o principal na sua bagagem:

  • conhecimento de mercado;
  • soluções tecnológicas que empreendam a sua empresa rumo à transformação digital;
  • uma equipe alinhada ao perfil da sua empresa;
  • um setor de RH estratégico, e não meramente burocrático.

Tudo certo até aqui? Agora, caso você saiba, exatamente, se tem tudo aquilo que precisa para chegar ao cume da montanha e fincar a sua bandeira em territórios inexplorados, que tal conhecer o que a Xerpa tem a oferecer?

O nosso guia começa na imensidão do território digital — esse universo de descobertas ainda a serem reveladas — por meio de um software de gestão que ajuda a colocar todo o seu RH dentro de um sistema.

Com isso, fica fácil acompanhar, monitorar e gerar os dados que vão ajudar você na realização e no planejamento dos seus objetivos. Sem falar que o nosso software ajuda a automatizar uma série de processos que tornam o seu RH ainda mais estratégico, como as áreas de admissão e demissão, controle de férias, pagamentos e outros processos de RH que podem, inclusive, serem integrados a outras plataformas, como um controle de ponto digital.

Afinal de contas, ninguém chega ao topo sozinho, lembra-se?

Por isso, se você acredita que um sherpa pode fazer toda a diferença para o desenvolvimento gradual e sustentável da sua marca, explore esses novos trajetos com o auxílio da Xerpa.

E, para que você não tome a nossa palavra, exclusivamente, como parâmetro, que tal avançarmos, juntos, em uma montanha menos arriscada? Para isso, aceite o nosso convite, e experimente o nosso software de gestão gratuitamente, através de uma demonstração da plataforma, para que possamos planejar em parceria as próximas escaladas da sua empresa!