saúde nas empresas

5 formas de promover a saúde nas empresas

70% da população brasileira já apresentou algum sintoma relacionado ao estresse. Segundo  pesquisa da Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse (Isma Brasil). O pior de tudo, é que 69% das pessoas disseram que o trabalho foi o principal causador.

O reflexo desse número são trabalhadores menos produtivos e empresas com alto índice de absenteísmo e a taxa de rotatividade batendo recordes. Pensando nisso, a saúde nas empresas passou a ser prioridade.

Até porque a empresa passou a ser corresponsável pela saúde física e mental dos funcionários, já que eles passam boa parte de suas vida no ambiente de trabalho.

Portanto, priorizar a saúde nas empresas começou a impactar diretamente em um ambiente mais produtivo e no engajamento dos colaboradores

Entretanto, conseguir manter a saúde nas empresas é um desafio e exige um planejamento de ações que tenha influência nesse sentido.

Neste artigo vamos listar os passos para que sua empresa consiga promover a saúde e consequentemente influencie na alta produtividade da equipe. Confira!

Como desenvolver a saúde nas empresas 

Um estudo desenvolvido pela Universidade da Califórnia revelou que colaboradores felizes são três vezes mais criativos e 31% mais produtivos. Ou seja, investir na saúde das empresas tem um impacto direto nos resultados.

Sendo assim, e para lhe ajudar nesse desafio de manter a saúde nas empresas, separamos cinco ações que podem ser desenvolvidas para promover o bem-estar no trabalho. Conheça quais são elas abaixo:

  • ofereça um bom plano de saúde;
  • crie ações de bem-estar dentro da empresa;
  • planeje ações de prevenção ao estresse financeiro;
  • promova palestras e campanhas voltadas para a saúde;
  • atente-se à ergonomia.

 

Oferecer um bom plano de saúde

74,6% das pessoas, revelou uma pesquisa da Catho, valorizam um bom plano de saúde como um item motivador para exercerem bem seu trabalho. 

Isto é, o desejado encontro pela saúde nas empresas passa também por essa preocupação da empresa em evitar que seus colaboradores fiquem doentes. Mas vai além disso, eles querem ter um amparo para se cuidarem, caso seja necessário, e o convênio oferece isso.

Além disso, empresas que oferecem um bom plano de saúde podem impactar no engajamento e na motivação dos colaboradores. Fazendo com que o colaborador se sinta cuidado, numa relação que ultrapassa o lado profissional e atinge o bem-estar social.

 

Ações de bem estar dentro da empresa

Uma boa alternativa para quem deseja promover a saúde nas empresas é adotar ações internas que aliviem as tensões diárias dos funcionários. 

Existem inúmeras alternativas que podem inclusive evitar doenças ocasionadas pelo ambiente de trabalho e pela função exercida. Como, por exemplo, ficar horas sentado na frente computador com uma postura errada que trará consequências futuras.

Entre essas ações simples, acessíveis e extremamente efetivas podemos destacar a ginástica laboral, quick-massage e acupuntura. 

Prezando pela qualidade de vida a ginástica laboral visa promover intervalos de tempo que levem o colaborador a exercitar músculos e articulações para prevenir dores e lesões

No caso da quick-massage a empresa possui um profissional habilitado para fazer massagens rápidas nos funcionários, que duram no máximo 15 minutos, mas que são um alívio para dores nas costas e ombros. 

E por fim a acupuntura que busca aliviar LER, lombalgias, tendinites e outras dores. Ações que se bem planejadas podem trazer saúde nas empresas e promover o bem-estar corporativo. Evitando possíveis afastamentos por lesões e outros problemas de saúde.

 

Planejar ações de prevenção ao estresse financeiro

Quem nunca chegou no final do mês com aquela preocupação se teria ou não dinheiro para pagar determinada conta? 

Pois é, o estresse financeiro está intimamente ligado a saúde nas empresas. Ocasionando queda de rendimento, dificuldade de concentração e problemas emocionais.

Uma pesquisa da Society for Human Resource Management (Sociedade para a Administração de Recursos Humanos) mostrou que 83% dos profissionais de RH acreditam que a produtividade dos empregados é afetada negativamente pelo estresse financeiro

Neste cenário, empresas que criam programas destinados ao planejamento financeiro podem evitar problemas nessa área. 

Seja promovendo palestras, workshops, programas de benefícios flexíveis e até com pagamentos antecipados, onde o colaborador saca o dinheiro com antecedência pelo período trabalhado.

Por isso, é importantíssimo que no atual cenário que o país vive as empresas identifiquem essa correlação entre o estresse financeiro e a saúde dos colaboradores. 

 

Promover palestras e campanhas voltadas para a saúde

Sair da rotina muitas vezes estressante pelas cobranças e horas de trabalho, pode ser uma alternativa para alcançar a saúde nas empresas. Por isso, criar um ambiente de trabalho agradável e confortável influencia no bem-estar dos colaboradores. 

A Globoforce juntamente com a MarketTools expôs em pesquisa que 89% das pessoas acreditam que, o ambiente de trabalho influencia diretamente na sua qualidade de vida.

Dessa forma, a saúde nas empresas depende muito do ambiente ser agradável, saudável e confortável para que o profissional exerça sua função. Ambientes com chefes hostis influenciam a equipe, deixando o clima pesado e com uma taxa de rotatividade alta.

Para mudar esse rumo a empresa precisa aplicar pesquisas de clima para saber do próprio colaborador os pontos fortes e fracos do ambiente e da empresa de uma forma geral.

Deve-se levar em conta também pontos como a valorização do colaborador, a boa relação com os superiores e o quanto a opinião dos funcionários tem valor para a empresa.

 

Atentar-se à ergonomia

Tensão, dor nos músculos e muitas outras reclamações relacionados ao cansaço pelo trabalho são comuns. 

Contudo, para evitar que um colaborador tenha problemas graves de saúde em função das horas em que ele exerceu seu trabalho, é necessário que a empresa se atente a ergonomia.

A ergonomia está relacionada a uma série de técnicas que as empresas adotam visando o bem-estar físico de seus colaboradores. Medidas simples e que muitas vezes impactam diretamente na saúde das empresas.

Seja por meio de uma boa iluminação, cadeiras confortáveis e uma estrutura que permita ao colaborador dar o seu máximo diariamente. Inclusive a ergonomia está prevista em lei na Norma Regulamentadora nº 17 do Ministério do Trabalho.

Ela é descrita como um fator determinante não só para a qualidade de vida do colaborador, mas para sua segurança, por meio de EPIs – Equipamentos de Proteção Individual. 

Cabe então a empresa promover ações como palestras que mostrem a importância da postura e orientações periódicas sobre o tema.

A saúde nas empresas e o reflexo na produtividade

A saúde nas empresas impacta diretamente na boa produtividade, no engajamento e na retenção de talentos. Quem consegue criar ações que mantenham o bem-estar dos funcionários está à frente da concorrência no mercado.

Isso porque colaboradores felizes trabalham mais motivados e tendem a se dedicar mais pelos objetivos e metas da empresa. 

Portanto, criar estratégias no sentido de manter a saúde nas organizações diminui o absenteísmo, gastos com assistência médica, estresse e o risco de doenças ocupacionais.

Sem contar que quando a empresa consegue manter seus colaboradores felizes ela terá uma boa imagem de mercado e ganhará porta-vozes na atração de novos talentos.

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas saibam dos benefícios de manter o bem-estar dos colaboradores no dia a dia da empresa.

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.