saude-do-colaborador

Saúde do colaborador: conheça os cuidados essenciais que uma empresa deve ter

Empresas que se preocupam apenas com a manutenção dos seus maquinários e softwares estão correndo o sério risco de prejudicar seu ativo mais valioso: a saúde do colaborador — tanto física quanto mental.

Isso porque eles são os grandes responsáveis por programarem a automação de suas soluções digitais, agregar produtividade, colocar os maquinários em atividade e lidar com o clima organizacional da empresa.

E não se engane: preocupar-se com os aspectos relacionados à saúde do colaborador não é uma tendência, mas uma necessidade valiosa para a empresa!

Principalmente para as organizações que compreendem os limites humanos de cada indivíduo e conseguem proporcionar um ambiente de trabalho que os estimule a cuidarem de si e não apenas dos resultados da empresa.

Vamos ver, então, como a saúde do colaborador impacta (positiva e negativamente) o ambiente — e o que fazer para gerar ótimos resultados. É só seguir com esta leitura!

Influencia do ambiente de trabalho na saúde do colaborador

Em um aspecto geral, vamos considerar que um ambiente no qual a gestão pressiona por resultados — e com más condições trabalhistas — e as metas são inatingíveis, a saúde do colaborador pode sofrer amplamente.

Soma-se a isso aos problemas que eles têm em casa, como o estresse financeiro — assunto que já falamos aqui no blog —, e aí a bomba está armada.

Casos de ansiedade, depressão, irritabilidade e dores pelo corpo, entre outros sintomas aparecem. Consequentemente, todo o clima organizacional é afetado.

>> Neste livro digital, explicamos quais são as medidas a serem adotadas para reduzir o estresse financeiro na sua empresa. Clique aqui e acesse-o agora mesmo!

Fatores de risco para a saúde do colaborador

Com exceção do exemplo acima para ilustrar o quanto a saúde do colaborador importa para a produtividade e o engajamento nas ações da empresa, uma série de pequenas situações podem surgir,no dia a dia, minando o empenho do seu quadro de funcionários.

Abaixo, apontamos alguns dos principais fatores de risco para a saúde do colaborador:

  • bullying;
  • todos os tipos de assédios — físico e psicológico;
  • estresse;
  • pressão contínua e desmedida;
  • ameaça de desemprego;
  • ambiente organizacional;
  • más (ou ausência delas) políticas de saúde e segurança;
  • falta de comunicação.

Como resultado disso, a produtividade pode cair potencialmente, bem como a motivação e o engajamento individual e coletivo.

Com o tempo, a empresa pode demitir mais do que o necessário, aumentando a rotatividade de pessoal. E isso gera prejuízos diretos e indiretos para a organização, afetando o seu desenvolvimento.

Como a empresa pode cuidar da saúde do colaborador

Primeiramente, a empresa deve se preocupar com a consolidação de um ambiente de trabalho harmônico, que encoraje a produtividade e foque na manutenção da qualidade de vida dos profissionais.

Para tanto, o seu RH pode focar em buscar, na própria legislação, algumas estratégias e boas práticas para garantir que as suas equipes têm todo o suporte necessário para desenvolverem o trabalho qualitativamente.

Com base em um guia publicado pelo Fórum Econômico Mundial, considere os três pilares abaixo que a sua organização pode intervir e construir para focar na saúde dos colaborador:

  1. reduzindo os fatores de risco;
  2. desenvolvendo as habilidades dos funcionários;
  3. enfrentando, junto dos profissionais, os eventuais problemas físicos e psicológicos que surjam.

Quer saber como isso pode ser elaborado e mantido no dia a dia corporativo? Confira a seguir, as boas práticas de como cuidar da saúde do colaborador.

1. Promova a ginástica laboral na empresa

Além de focar no estímulo aos exercícios físicos, com campanhas e eventos externos, a sua empresa também pode focar na saúde do colaborador a partir da ginástica laboral.

Alguns minutinhos do dia para a realização de atividades que foquem na respiração, nas articulações e no fortalecimento do corpo. Isso ajuda a aliviar a tensão acumulada e a começar o dia com mais leveza.

2. Contribua com a boa alimentação

Campanhas e as visitas periódicas de nutricionistas podem ser boas alternativas para focar na saúde do colaborador. Entretanto, você pode investir ainda mais nessa ideia com a nutrição comportamental!

Por exemplo: frutas distribuídas uma ou mais vezes na semana, já orientam a uma boa alimentação. Que tal?

3. Foque na ergonomia do ambiente de trabalho

Verifique se as cadeiras e apoios estão de acordo com as posições dos colaboradores enquanto exercem as suas atividades. Isso influencia — e muito — na ocorrência de lesões que podem afastar os colaboradores.

Algumas dicas de ergonomia no trabalho:

  • oriente-os a posicionarem-se na cadeira para que os ossos do quadril fiquem rentes ao encosto;
  • os pés devem estar firmemente apoiados no chão;
  • mãos e punhos devem estar alinhados com a altura da mesa e da cadeira, para que nenhum esforço extra seja aplicado;
  • a tela do monitor deve estar na altura dos olhos;
  • estimule as pausas programadas, periodicamente, para que eles estiquem as pernas.

Viu como medidas simples podem contribuir com a saúde do colaborador?

4. Atenção ao assédio

Respeite a diversidade, as características e o perfil de cada colaborador. Do contrário, eles podem se sentir perseguidos, desrespeitados influenciados a tomarem decisões e atitudes que não condizem com quem são. Isso interfere na motivação deles — e pode até mesmo motivar ações contra a empresa.

5. Invista em boa iluminação para o escritório

Iluminações inadequadas são prejudiciais à visão, e podem impactar também no humor dos colaboradores. Por isso, foque em um projeto que valorize a iluminação natural e que proporcione totais condições de os seus colaboradores trabalharem com eficiência.

6. Cuide da manutenção do clima organizacional

O clima organizacional é a soma da percepção dos profissionais a respeito da empresa. E uma boa maneira de cuidar da saúde do colaborador é por meio das pesquisas de satisfação.

Assim, o seu RH entende como impactar os colaboradores e redefinem estratégias que podem não estar surtindo o efeito esperado para gerar mais motivação, saúde e bem-estar para eles.

>> Neste post explicamos dicas de como fazer uma pesquisa de satisfação interna! Clique aqui e confira as nossas dicas!

7. Respeite a carga horária de trabalho

Pressão em excesso nunca é benéfico — em lugar algum! Por isso, crie um ambiente de trabalho que ofereça boas condições, que seja flexível e que saiba exatamente quanto, onde e como cobrar dos seus profissionais.

8. Ofereça benefícios voltados para o bem-estar

Você já considerou revolucionar o plano de benefícios da empresa? Com uma boa estratégia alinhada ao perfil dos colaboradores, você consegue elaborar um pacote inteiramente pensado nos seus profissionais.

Como resultado disso, a retenção de talentos — e a atração — são privilegiadas, e os seus recursos humanos aprendem como cuidarem mais de si mesmos e, consequentemente, renderem mais no ambiente de trabalho!

Otimize os processos de RH e foque na saúde do colaborador

Saiba também como uma plataforma de Recursos Humanos pode ajudar sua empresa fazer o controle de vários processos de gestão de pessoas importantes. Com a Xerpa sua empresa terá acesso a benefícios como:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionado à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.

E, agora que você já conhece a importância em cuidar da saúde do colaborador, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn! Assim, você vai ficar sempre por dentro de outras dicas e tendências para qualificar continuamente o RH da sua empresa!

.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.