rh e finanças

RH e finanças: qual a importância da gestão financeira dentro da empresa?

Você sabia que a importância da gestão financeira dentro da empresa tem ligação com a boa gestão de pessoas? E, que as duas estão relacionadas ao lucro financeiro de uma empresa? Se essa lógica parece confusa, este artigo promete esclarecer suas dúvidas e te guiar para uma boa gestão financeira.

Capital humano e capital financeiro realmente, à primeira vista, parecem duas demandas bem distintas e desassociadas dentro da gestão de uma organização. Mas não são assim tão diferentes e, na realidade, são estratégias que devem andar lado a lado.

Veja a seguir como a gestão financeira é importante para a saúde da empresa e, especificamente, para a área de recursos humanos.

Qual a importância da gestão financeira dentro da empresa?

A gestão financeira nada mais é do que um conjunto de ações que visam potencializar o resultado financeiro de um negócio. Ou seja, foca no aumento da lucratividade a partir do gerenciamento dos recursos financeiros da empresa.

Ela é determinante para indicar oportunidades de investimento, determinar limitações de recursos e aferir resultados obtidos. 

A ausência ou deficiência nesta gestão pode ocasionar uma visão distorcida da saúde financeira da empresa. Isso porque chegar ao final do mês com dinheiro no caixa não significa, necessariamente, que sua empresa está tendo um lucro sustentável.

Como consequência, pode provocar prejuízos como gerenciamento de riscos mal planejados, baixa produtividade, perda de oportunidades de negócios e custos elevados.

Responsável pelos recursos, a gestão financeira influencia, também, o funcionamento de todos os processos dentro dela (controle de materiais, estoque, vendas, fiscal, recursos humanos, comunicação, etc).

Podemos dizer, então, que todo o sucesso de uma empresa depende do controle financeiro eficiente. E dar importância a esta função administrativa é fundamental para diminuir o risco de surpresas desagradáveis no caixa da empresa.

Mas, por exigir muitos critérios e envolver diversos dados, essa é uma demanda que exige muita cautela. E, por isso, o recomendado é adotar recursos tecnológicos capazes de automatizar processos.

Como a gestão financeira pode influenciar na saúde do setor de RH?

Qualquer negócio precisa de dinheiro para funcionar e financiar suas operações, certo? Mas também precisa de pessoas capacitadas e engajadas para desempenhar as tarefas. 

É por apresentarem funções estratégicas que RH e Financeiro estão entre os departamentos mais importantes para o sucesso de uma empresa. E devem estar associados na tomada de decisões dentro de qualquer organização. 

Mas qual a relação entre as atividade dos dois setores? Como eles podem interagir e se ajudar?

Essa é fácil! 

O setor financeiro tem o desafio de garantir o melhor uso do dinheiro, sem desperdícios e, para isso, precisa compreender as necessidades e objetivos das ações do RH para decidir quando e quanto investir.

O RH, por sua vez, deve ter conhecimento da verba que o setor financeiro pode disponibilizar para elaborar estratégias e ações que caibam no orçamento.

Estudos recentes apontam vários ganhos em produtividade, engajamento, eficiência e crescimento em empresas que promovem corretamente a integração entre o RH e o setor financeiro.

Isso demonstra que o que era um relacionamento instável tem se tornando cada vez mais estável e estratégico.

Como integrar a gestão financeira ao setor de RH?

Até aqui falamos mais sobre a parte teórica da importância da gestão financeira e como ela está diretamente relacionada ao setor de RH. Mas chegou o momento de colocar a mão na massa.

As dúvidas sobre como melhorar a gestão financeira voltada à gestão de RH são muito comuns. Por isso, aqui algumas dicas eficientes para colocar essas atribuições em prática.

 

Alinhamento e planejamento

Já imaginou se a sua equipe de RH tivesse que elaborar uma ação de treinamento e qualificação da equipe e, no fim, ter que interrompê-la no meio por falta de recurso? Ou diminuir a qualidade e o conforto por não ter verba suficiente?

RH e gestão financeira devem andar lado a lado. E o processo de associação entre os setores deve começar com o alinhamento de expectativas e o planejamento de metas. Esses passos são fundamentais para que todas as ações funcionem em sinergia, rumo à conquista dos objetivos.

Inclusive uma prática recomendada é estabelecer reuniões periódicas entre os setores, para alinhamento de idéias, análise de resultados e buscas por soluções.

Mas, é preciso ter cuidado com as reuniões para que elas não acabem matando a produtividade da sua equipe. Defina pautas, tópicos e, por que não, um tempo limite para o término da reunião.

 

Comunicação mais robusta

Mais uma vez, é fundamental romper as barreiras da setorização, pois este estado indica que cada área deve cuidar dos seus resultados, sem levar a outra em consideração. Porém, não é isso que desejamos aqui.

O fluxo de informações deve ocorrer livremente, de forma clara e contínua, entre todos os departamentos, especialmente entre o RH e o financeiro.

Além das reuniões de alinhamento, existem diversas outras alternativas que você pode aplicar na sua empresa para melhorar a comunicação interna do seu negócio. 

 

Fluxos de trabalho

Apesar de estarem traçando estratégias em conjunto, os dois setores carregam outras demandas em paralelo.

O financeiro, por exemplo, precisa considerar os desafios e exigências calculadas no planejamento financeiro da empresa e, mais especificamente, das outras áreas do negócio. Já o recursos humanos, ainda precisa cumprir com o desenvolvimento de talentos e integração da equipe.

Nesse sentido, vale a pena estruturar um fluxo de trabalho, especialmente na parte em que há a interseção dos dois setores, definindo claramente as atividades e seus responsáveis. Isso facilitará não apenas a supervisão das ações estratégicas, mas também a execução das tarefas em si.

 

Automatização de processos

Buscar sistemas automatizados e integrados é uma das melhores e mais fáceis formas de unir forças entre RH e financeiro. Entre os benefícios podemos destacar:

  • aumento de produtividade;
  • redução dos esforços necessários;
  • mais  confiabilidade de dados;
  • menos retrabalhos e maior dinamismo;
  • resultado positivo em menos tempo.

 

Acompanhamento e otimização de resultados

Se na prática o processo chegou aqui, significa que a integração entre setores de RH e financeiro já está funcional. E em pouco tempo os primeiros efeitos começaram a aparecer.

Mas isso não significa que o trabalho acabou. Ainda que tudo tenha ocorrido corretamente é necessário ter atenção aos resultados obtidos. Afinal, a integração entre financeiro e RH é um processo contínuo.

Para verdadeiramente conseguir medir os efeitos dessas estratégias na saúde da sua empresa, é importante definir indicadores de desempenho e acompanhar de perto os efeitos.

Mas atente-se, quando falamos de indicadores de desempenho, estamos falando do desempenho das medidas tomadas e não apenas do desempenho dos funcionários. Ou seja, é importante que você consiga alinhar os impactos sofridos pelos indicadores financeiros (fluxo de caixa e capital de giro, por exemplo) com os impactos na gestão de pessoas.

Assim que os dados forem aparecendo, execute uma análise que seja capaz de olhar os dois cenários simultaneamente e, sempre que possível, busque por possibilidades de melhoria para afinar a integração.

Uma dica prática para facilitar suas análises é promover experimentos. Foque em um objetivo e promova uma ação por vez, assim você diminuirá a influência de incertezas na sua análise.

Isso é fundamental para a construção de um resultado melhor e capaz de atingir todas as metas do planejamento estratégico da empresa.

RH e finanças promove o sucesso corporativo

Chegando ao final deste artigo, queremos propor uma reflexão. A gestão financeira é bem executada e faz parte da rotina administrativa da sua empresa?

Quando o departamento financeiro atua de forma ativa nos processos da organização e passa a reconhecer os custos do RH como investimentos a médio e longo prazo, o relacionamento dos setores se torna uma  verdadeira aliança. E, a partir disso, novas oportunidades e desafios surgem.

Esse artigo foi escrito pela VExpenses, um sistema de gestão de reembolso corporativo de funcionários que gerencia de forma inteligente as despesas a trabalho. Nossa plataforma possibilita reduzir os gastos com prestação de contas em até 88%, tanto das pequenas empresas quanto das multinacionais. Além disso, facilita as análises dos indicadores financeiros e dos gastos de pessoal, tornando ainda mais fácil a integração do RH com financeiro.

Quer aprender mais sobre a importância da gestão financeira dentro da empresa? Acesse nosso blog e boa leitura!

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.