Inscreva-se

RH 4.0: conheça as novas tendências em gestão de pessoas!
Estratégia

RH 4.0: conheça as novas tendências em gestão de pessoas!

O RH 4.0 acompanha a revolução tecnológica da sociedade por meio da automatização de processos e funções. Isso agrega valor estratégico aos profissionais, que podem focar no bem-estar dos colaboradores e em resultados melhores para a empresa.

 

Desde que a tecnologia passou a conectar, integrar e automatizar, o mundo corporativo foi agraciado com diversos adventos. Não à toa, eles agregam produtividade e economia (em tempo e recursos) no processo. É aí que entra o conceito de RH 4.0.

O RH 4.0 é a resposta do segmento de recursos humanos àquela que é considerada a quarta revolução industrial: a da tecnologia.

Com isso, as mudanças e transformações são tão dinâmicas quanto as novidades tecnológicas. Algo que exige um olhar estratégico, na empresa, para uma boa tomada de decisão.

E é o que queremos propor neste artigo. Siga com esta leitura, e conheça, de vez, o RH 4.0 e descubra quais pontos de ruptura esse conceito tem aplicado na realidade corporativa!

 

O que é a revolução 4.0?

Desta forma, podemos resumir o RH 4.0 como uma revolução na qual processos e funções mecânicas e repetitivas podem ser automatizados.

Isso agrega valor estratégico aos profissionais do setor, que podem focar ainda mais no clima organizacional, no bem-estar dos colaboradores e em resultados melhores para a empresa.

Ou seja: as tarefas mecânicas e repetitivas — como algumas questões da folha de pagamento ou de encargos trabalhistas — deixam de consumir a maior parte do tempo produtivo deles.

No seu lugar, essas e outras tarefas podem ser delegadas à programação de recursos por meio de um software de gestão, por exemplo, entre outras soluções.

E, então, o setor de RH se torna a peça-chave para avaliar, monitorar e propor melhorias para a empresa. Tudo porque estamos no contexto da revolução 4.0.

Trata-se de uma quebra de pensamentos, comportamentos e de se relacionar com a informação. A revolução 4.0 é também conhecida como a Quarta Revolução Industrial.

E o que isso significa? Que, da mesma maneira que o maquinário a vapor, as indústrias segmentadas e a linha de produção impactaram o setor, a tecnologia assumiu o protagonismo.

Após finalizar a leitura, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você descobrirá estratégias eficazes para reter os melhores talentos! Responda o formulário e receba agora mesmo:


Quais são as mudanças percebidas na revolução 4.0?

Seja você da geração millennial ou das nomenclaturas anteriores, já deve ter percebido o reflexo imediato da revolução tecnológica e do estrondo causado pelo RH 4.0, certo?

Assim, podemos associar tais mudanças ao uso de tecnologias que agilizem o tempo produtivo, minimizem os erros e nos agregue mais tempo livre para focar em soluções estratégicas.

Mas o RH 4.0 — e, por consequência, a revolução 4.0 — não se propõe apenas a esses fatores. Ainda que sejam elementares no desenvolvimento de uma empresa.

Para que você identifique esses reflexos positivos na sua rotina, abaixo destacamos algumas das grandes transformações propostas pelo advento tecnológico, como:

  • automatização de processos, trazendo consigo a redução de trabalhos mecânicos e repetitivos para os colaboradores;
  • melhor direcionamento do tempo de trabalho de cada profissional a partir do uso equilibrado de recursos humanos e soluções tecnológicas;
  • mais especialização dos colaboradores — tanto para lidar com as novas tecnologias quanto para propor soluções criativas e diferenciadas para o crescimento de sua empresa;
  • flexibilidade para gerir e atuar de maneira móvel. Ou seja: fora da empresa, a qualquer hora ou lugar em que o profissional esteja;
  • integração de dados e informações, permitindo uma análise (microscópica ou macro) de cada setor por meio do monitoramento dos dados gerados;
  • as equipes dialogam mais entre si com base nesse cruzamento de informações, promovendo a comunicação empresarial em múltiplas escalas.

É possível perceber, portanto, o quanto a revolução 4.0 também influencia — direta ou indiretamente — o conceito de RH 4.0, não é mesmo?

De qualquer maneira, vamos nos aprofundar nessa ideia, para que não restem dúvidas para você ao replicá-la no contexto da empresa onde trabalha.

 

O que é RH 4.0?

Não dá para fugir da ideia de que a revolução 4.0 está intimamente relacionada ao boom tecnológico. Portanto, o RH 4.0 não é exceção.

Estamos diante de um cenário e, que o planejamento estratégico de RH se consolida como fundamental para o crescimento sustentável de qualquer organização.

Isso porque as mesmas características mencionadas anteriormente são aplicadas à rotina dos profissionais de Recursos Humanos. Com um diferencial: o setor acolheu mais atividades.

 

Quais são as vantagens na sua aplicação?

Aos poucos, a burocracia é minimizada e o fluxo de trabalho dessas responsabilidades mecânicas e repetitivas está sendo delegado aos softwares de gestão, por exemplo.

Consequentemente, a equipe de RH pode focar qualitativamente em áreas diversas. Setores que demandem conhecimentos técnicos, específicos e qualificados, como:

Destaques determinantes para impulsionar a empresa a um novo patamar, não concorda? Que tal conferirmos, então, quais tendências têm se consolidado junto do RH 4.0?

 

Quais são as tendências dessa revolução tecnológica?

É inegável que o mercado, como um todo, acompanha as mudanças promovidas pelo RH 4.0. Com isso, nos deparamos com tendências — sazonais ou não — que podem agregar muito mais valor à sua gestão inovadora. Casos de:

  • perfis de profissionais multidisciplinares. Uma necessidade do setor, que está mais dinâmico, versátil e que exige a reciclagem contínua de conhecimentos e habilidades;
  • recursos on-line que atuem na otimização de tarefas estratégicas do setor, como o já citado software de gestão, plataformas de recrutamento ou mesmo ferramentas de comunicação interna (como as redes sociais corporativas);
  • gestão descentralizada, envolvendo a equipe na tomada de decisão, no planejamento e no estabelecimento de novas ideias e projetos.

Isso tudo promovido em um ambiente primordialmente digital. E em que os profissionais do setor de RH devem estar atentos aos indicadores diversos para avaliar a satisfação coletiva, a produtividade e até mesmo a rotatividade de colaboradores, entre outros.

 

Quais são as diferenças entre o RH 4.0 e o tradicional?

No RH 4.0, muito do que falamos pode parecer “mais do mesmo” com o que o setor já buscava praticar.

Só que o diferencial mais perceptível, nessa comparação, está na eficácia e facilidade com a qual o RH 4.0 consegue despontar nessa estratégia. Entre outros elementos que merecem a devida atenção para que você possa comparar com os processos internos na sua empresa:

 

Abrangência em atuações

Tradicionalmente, o RH — também conhecido como Departamento Pessoal — acumula funções mais operacionais. Com um destaque às tarefas de recrutamento e seleção, e também na capacitação e no treinamento das equipes.

Só que o RH 4.0 está mais focado em planejamento, desenvolvimento e execução de estratégias inovadoras. Além das responsabilidades citadas acima, é de se destacar que o RH conta, agora, com dados quantificáveis promovidos por soluções tecnológicas.

Assim, ganha-se em volume e qualidade para a tomada de decisão. Por exemplo: uma pesquisa de satisfação aponta a insatisfação coletiva com os benefícios aplicados.

Com os dados em mãos, o RH pode estabelecer uma nova pesquisa, agora para alinhar os objetivos e perspectivas dos profissionais com o que a empresa pode oferecer. Tudo on-line.

Em pouco tempo, o problema é identificado, a solução é apontada e o nível de satisfação geral é promovido. E é popularmente difundida a ideia de que profissionais felizes são mais produtivos.

 

Burocracia

A burocracia é um problema recorrente para muitos setores, que enfrentam obstáculos diversos para alcançar objetivos considerados simples.

Só de encargos trabalhistas, o RH já passa boa parte do seu tempo soterrado em leis e cuidados para garantir os devidos direitos trabalhistas aos seus colaboradores.

Com o RH 4.0, por sua vez, a importância desse tema é mantida. O que muda é a facilidade com a qual essas tarefas são geridas.

A tecnologia permite a automatização de processos, os lembretes para determinadas tarefas e a flexibilidade para adaptar essas informações aos sistemas digitais que armazenam e compilam os dados.

Isso reduz o tempo de trabalho, tira um peso burocrático das costas dos profissionais e permite uma valorização maior de cada membro da sua equipe.

 

Comunicação

A comunicação vertical foi, com o tempo, diluída até obter um novo formato de comunicar e ouvir: da maneira mais transparente e objetiva possível.

Acabaram, portanto, os modelos engessados de comunicação. É importante que, no RH 4.0, os profissionais disponibilizem os meios para que os colaboradores se sintam ouvidos.

Mais que isso: que a sua voz tenha poder de mudança internamente. Quanto mais isso funcionar, mais os colaboradores vão se sentir parte da organização e, consequentemente, mais engajados serão.

 

Estratégia

Por fim, o RH 4.0 se diferencia do modelo tradicional de gestão da área porque faz parte elementar do crescimento estratégico do empreendimento.

Quer um exemplo simples? A construção de um plano de carreira passa diretamente pelo RH em conjunto com os líderes de cada setor.

Não só isso: são os profissionais de Recursos Humanos quem ajudam na elaboração do perfil profissional para cada área e qualifica ainda mais o seu projeto de atração e retenção de talentos — sem falar no enriquecimento da composição de um banco de talentos.

 

Quais são os desafios do RH 4.0?

É claro que toda grande transformação venha, a princípio, acompanhada de desafios — de todos os tipos e portes.

Por exemplo: a gestão de pessoas não é mais conduzida da mesma maneira. E ao longo deste artigo exploramos o assunto de maneiras distintas para evidenciar isso.

Os ambientes corporativos são menos complexos, é verdade, mas a tecnologia ampliou o leque de atuações e as responsabilidades de cada indivíduo.

No RH 4.0, cabe aos profissionais do setor a ciência disso e a divulgação dessas mudanças de maneira harmônica para as equipes. Estar à frente dessa transição e colaborar em cada etapa do processo para torná-lo menos conflituoso.

Outro ponto de atenção é a tecnologia em si. Embora os millennials façam enorme parte de toda a força de trabalho disponível, atualmente, existem aqueles que nasceram entre as transições de tecnologia.

Isso é uma obstrução natural para muitas pessoas. Daí a importância em ter um RH estratégico, que capacite, oriente e administre as transformações e, ao mesmo tempo, qualifique a sua força de trabalho.

Quer se aprofundar ainda mais no assunto? Recomendamos que você veja esse webinar que fizemos em parceria com a Vulpi!

Como isso funciona na prática?

Existem dois exemplos reais, do mercado, que podem ajudar a ilustrar perfeitamente tudo aquilo que falamos até aqui.

A seguir, você vai ficar por dentro de como o Google e o FedEx investiram pesado — e com sucesso — no conceito de RH 4.0!

 

Google

A gigante tecnológica pode estar acostumada à inovação, mas os seus esforços em alinhar as tendências ao conceito de RH 4.0 também são dignos de menção.

Isso porque a empresa priorizou o desenvolvimento de pessoas internamente. Ou seja: aplicar as ferramentas e metodologias estratégicas que contribuíssem ativamente na produção, estabilidade e felicidade dos seus colaboradores.

Algo que ficou sob a responsabilidade do RH da empresa, seja para atrair talentos ou retê-los, e também para contratar, lapidar e gratificar o quadro de colaboradores — individual e coletivamente.

Para isso, são usados treinamentos, alternativas de bem-estar e lazer, benefícios exclusivos e soluções tecnológicas que permitem uma avaliação mais aprofundado do perfil de cada profissional, facilitando assim a sua identificação e engajamento com a empresa.

 

FedEx

A empresa, mundialmente conhecida pelos seus serviços de entregas e logística, também apostou no conceito de RH 4.0 em suas dependências.

O foco também foi a qualificação da sua força de trabalho a partir dos resultados periódicos colhidos em pesquisas de satisfação e ações para estimular o engajamento do seu quadro de funcionários — como a participação ativa na tomada de decisões estratégicas.

Mas não são apenas essas duas empresas que fizeram história com o RH 4.0. Em um artigo específico a respeito, nós destacamos outros cases de inovação no setor de Recursos Humanos!

 

Quer saber mais sobre o RH 4.0 e inovações no setor?

Enquanto esse artigo está à sua espera, nós ficamos na expectativa de que o conceito de RH 4.0, e as suas devidas aplicações e características estejam devidamente esclarecidos.

Dessa maneira, caso queira se aprofundar cada vez mais no setor de inovações e tendências qualitativas para gerir o RH da sua empresa, convidamos você a curtir a nossa página no Facebook e a seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn para ficar por dentro de todas as nossas dicas e novidades!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *