´
restituição de imposto de renda

Restituição do Imposto de Renda: como consultar e receber

A restituição do Imposto de Renda é um dos momentos mais esperados do ano, sobretudo em um período de crise como o que estamos vivendo. Afinal, um dinheiro extra na conta é sempre bem-vindo, seja para fazer uma poupança, pagar as dívidas ou sair do sufoco em caso de desemprego.

Então, se você já fez a sua declaração, fique atento ao nosso guia e aprenda o passo a passo para consultar e receber a sua restituição!

O que é a restituição do Imposto de Renda?

Restituição do Imposto de Renda é o valor devolvido pela Receita Federal aos contribuintes que sofreram retenção de impostos na fonte maior do que deveriam. Em outras palavras, se a pessoa pagou mais impostos do que o necessário, ela recebe o “troco” do governo após enviar a sua declaração de IR.

Quando a pessoa preenche o formulário, o próprio programa da Receita Federal faz o cálculo automaticamente, levando em conta todos os ganhos, despesas e o regime de tributação escolhido pelo contribuinte.

Na coluna do lado esquerdo da tela são exibidas duas opções de tributação: completa ou simplificada, já com o valor do imposto a ser pago ou restituído de acordo com os dados que a pessoa informou. Antes de enviar a declaração, observe as alternativas e escolha a mais vantajosa para você. 

Se você tiver filhos como dependentes e gastos como escola particular, plano de saúde e previdência privada, provavelmente sua restituição será maior na declaração completa. Caso você não tenha muitas despesas dedutíveis, a declaração simplificada deverá compensar mais.

>> Para saber mais sobre a tributação e outros detalhes do Imposto de Renda, confira este outro post do blog: Imposto de Renda: um guia completo para 2020. <<

Como consultar a restituição do Imposto de Renda?

Após enviar a sua declaração, você pode consultar sobre o pagamento da restituição de duas maneiras: pelo site da Receita Federal ou pelo aplicativo Pessoa Física. Confira como funciona cada forma.

Site da Receita Federal

  1. Acesse o serviço de Consulta de Restituição no site da Receita Federal. 
  2. Informe seu CPF, data de nascimento, ano -exercício e código verificador.
  3. Clique em Avançar e confira o resultado. 

Caso o seu envio ainda esteja pendente, aparecerá a mensagem: “Sua declaração não consta na base de dados da Receita Federal”. Se você já tiver enviado, a data e o status da sua restituição do Imposto de Renda serão informados.

App Pessoa Física

  1. Procure pelo app Pessoa Física na sua loja virtual do Android ou iOS e instale-o no seu smartphone. 
  2. Ao abrir o app, informe seu CPF e o ano da declaração e depois acesse o menu Consulta Restituição.
  3. Se a restituição ainda estiver pendente, aparecerá um ícone de estrela. Clique nele para ver os detalhes. 
  4. Caso ao valor já tenha sido pago, aparecerá a mensagem: “Restituição enviada para o banco”.

O app também oferece a facilidade de receber uma notificação quando o valor é liberado para saque. Assim você não perde a data do seu benefício e pode contar com o dinheiro o mais rápido possível.

Qual é o calendário da restituição do Imposto de Renda em 2020?

Em 2020, os pagamentos das restituições do Imposto de Renda serão feitos em seis lotes, de maio a setembro. Excepcionalmente, a liberação tem início antes do prazo final de envio da declaração, que vai até 30 de junho. De início, esse período seria de 2 de março a 30 de abril, mas foi estendido por conta da pandemia.

No primeiro lote, a restituição é paga prioritariamente a idosos com mais de 60 anos, pessoas com deficiência e professores cuja principal fonte de renda tenha sido o magistério. Depois, os depósitos são feitos por ordem de chegada. Então, quando antes você enviar a sua declaração, mais cedo vai receber.

Confira as datas dos lotes de 2020:

  • 1º lote: 29 de maio de 2020;
  • 2º lote: 30 de junho de 2020;
  • 3º lote: 31 de julho de 2020;
  • 4º lote: 31 de agosto de 2020;
  • 5º lote: 30 de setembro de 2020.

Como receber a restituição do Imposto de Renda?

O pagamento da restituição do Imposto de Renda só pode ser depositado em conta corrente ou conta poupança em nome do próprio beneficiário. É proibido utilizar contas de terceiros ou conta salário para esse fim.

Você deve informar os dados bancários antes de finalizar a declaração do IR, na tela de preenchimento que aparecerá antes da conclusão do envio. Preste muita atenção para preencher os dados corretamente e evitar dores de cabeça no recebimento da sua restituição.

Caso, por algum motivo, seja necessário alterar a conta, você tem três opções:

  • realizar uma retificação da declaração;
  • acessar o atendimento virtual no portal eCAC;
  • ou aguardar a liberação do pagamento e depois informar a nova conta na Central da Atendimento do Banco do Brasil ou em uma agência física.

O que acontece se eu não sacar o dinheiro?

Caso você não consiga receber o dinheiro em conta e não faça o saque no prazo de um ano, o valor volta para os cofres da Receita Federal. Para fazer reivindicar o pagamento, basta preencher o formulário online “Pedido de Pagamento de Restituição”, encontrado no site da Receita.

A restituição poderá ser requerida dentro do prazo de cinco anos, contados a partir da data original de encaminhamento do valor ao banco.

O que fazer se eu não receber o pagamento?

Se o seu lote foi liberado, mas você não recebeu o valor na conta indicada, ligue para a Central de Atendimento do Banco do Brasil para solicitar um novo agendamento de crédito:

  • capitais: 4001 0001
  • outras localidades: 0800 729 0001
  • deficientes auditivos: 0800 729 0088

Se preferir, você também pode resolver pessoalmente em qualquer agência do Banco do Brasil.

Agora que você já sabe como consultar e receber a sua restituição do Imposto de Renda, ficou mais fácil saber quando você vai receber esse dinheiro extra. Fique atento ao calendário e, caso ainda não tenha enviado a sua declaração, faça isso assim que possível.

 

Gostou do post? Assine a nossa newsletter e receba diretamente no seu e-mail mais conteúdos sobre impostos, finanças e muito mais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.