reduzir o custo de recrutamento

Como reduzir o custo de recrutamento: tudo o que você precisa saber

Ao contratar novos colaboradores, o papel do RH é muito maior do que escolher os candidatos certos. Também é fundamental agir para reduzir o custo de recrutamento, já que esse processo, se feito de forma errada, pode ser muito oneroso para a organização.

Mas como ser eficiente na seleção de profissionais usando o mínimo de recursos possível? Para ajudar você nessa missão, explicamos neste artigo tudo o que você precisa saber para reduzir o custo de recrutamento. Se interessou? Continue conosco!

Qual é a importância do recrutamento e seleção para o negócio?

O recrutamento e seleção de candidatos é uma das tarefas mais importantes do RH. Afinal, sem um bom grupo de profissionais, a empresa não funciona. São eles que ficam na linha de frente produzindo, se relacionando com os clientes e trazendo novas ideias para tornar a empresa cada vez mais inovadora.

Portanto, ter colaboradores motivados, engajados e capacitados é a chave para se destacar no mercado e superar a concorrência. E trazer esses profissionais para trabalhar na empresa não é fácil: depende de um processo de recrutamento estratégico, muito bem planejado pelo RH e pelas lideranças.

Quais são os custos do recrutamento e seleção para as empresas?

Quando se fala e reduzir o custo de recrutamento, muitos empresários e profissionais de RH não consideram as despesas do processo como um todo. A maioria pensa apenas nos valores pagos para anunciar as vagas nos sites de recrutamento e para fazer captação nas redes sociais.

Sim, esses são gastos importantes, mas na verdade eles representam apenas uma parte do custo real. É preciso ir além e observar os recursos movimentados em cada etapa da seleção. Assim dá para ter uma ideia exata do tamanho das despesas. Confira alguns deles a seguir.

Mobilização da equipe

Para contratar um novo funcionário, o RH precisa designar uma parte do time especialmente para essa tarefa, o que demanda tempo — e como dizem, tempo é dinheiro.

Enquanto se dedica a buscar bons candidatos, filtrar currículos e conduzir entrevistas, o profissional poderia estar desenvolvendo medidas para tornar a gestão de pessoas mais estratégica, por exemplo, o que representaria uma enorme vantagem competitiva para o negócio.

Quanto maior for a frequência de realização de novos processos seletivos, menos tempo o RH terá para atuar estrategicamente. Nesse sentido, a mobilização da equipe representa um custo importante a ser considerado nesse processo.

Além disso, nem sempre os colaboradores do RH são suficientes para conduzir a seleção. Para contratar diretores C-Level, por exemplo, pode ser necessário acionar uma consultoria ou um headhunter, o que eleva ainda mais o custo de recrutamento.

Utilização do espaço físico

O espaço físico utilizado ao longo do processo seletivo também representa um custo, já que as salas e equipamentos também são recursos da empresa. Nesse caso, elas são ocupadas para fazer entrevistas e dinâmicas, enquanto poderiam estar sendo usadas para treinamentos e reuniões de alinhamento.

Além disso, há os custos diretos, como energia elétrica, ar condicionado e coffee break (para dinâmicas longas com vários candidatos). Podem parecer despesas pequenas, mas esses custos, se replicados várias vezes ao ano, fazem uma grande diferença no orçamento.

Perda de produtividade

Um dos principais custos de recrutamento que muita gente não enxerga é a perda de produtividade

Enquanto o novo funcionário não é contratado, o time no qual ele vai atuar permanece com uma pessoa a menos. Com isso, a equipe fica sobrecarregada, precisando redistribuir tarefas e sacrificar algumas entregas ou a qualidade delas, o que causa um grande impacto financeiro para a empresa.

Por mais que todos se esforcem para segurar as pontas, só a presença do novo profissional na equipe poderá fazer tudo voltar aos eixos. E mesmo após a contratação, isso ainda demora um pouco, já que a pessoa precisará de um tempo para passar pelos treinamentos necessários e se adaptar à nova empresa.

Turnover elevado

Uma das principais missões do RH é manter a taxa de turnover baixa, ou seja, reduzir a rotatividade de funcionários. O raciocínio é simples: se houver muitos desligamentos (espontâneos ou não), mais processos seletivos precisarão ser realizados e o custo de recrutamento será maior.

Ser eficiente é a melhor forma de evitar esse problema. Contratando corretamente, o RH garante que o novo colaborador tenha as características técnicas e comportamentais certas para a posição, evitando que ele precise ser demitido ou peça as contas por não ter se adaptado.

>> Quer saber mais sobre processos seletivos? Confira este outro post do blog Recrutamento e seleção: o que é, processos e técnicas <<

Quais são as soluções para reduzir o custo de recrutamento?

Agora que você já conhece mais a fundo os custos de recrutamento das empresas, é hora de aprender as soluções para reduzi-los. Como dito anteriormente, isso requer muito planejamento, mas também envolve um uso inteligente da tecnologia. Saiba mais a seguir.

Planeje o recrutamento

O primeiro passo para reduzir o custo de recrutamento é planejar tudo o que vai acontecer no processo antes mesmo de abrir a vaga. Faça uma lista com todos os passos e datas da seleção, incluindo:

  • em quais canais a vaga será anunciada;
  • em quais datas a empresa receberá os candidatos;
  • quem fará as entrevistas ou dinâmicas de grupo;
  • quais testes serão aplicados;
  • quais serão os critérios de avaliação dos candidatos;
  • quando a decisão final será tomada;
  • em qual data o novo colaborador iniciará suas atividades.

Ter tudo isso bem organizado aumenta as chances de acertar na avaliação e fazer uma contratação adequada, reduzindo o risco de turnover.

Defina o perfil desejado

O RH também deve se reunir com os líderes do departamento e alinhar as expectativas quanto ao perfil do candidato desejado. Saber o que quer é a melhor forma de evitar erros, o que é essencial para fugir de más contratações e reduzir o custo de recrutamento.

Tenha clareza sobre quais comportamentos e habilidades o profissional deve ter para atender 100% às expectativas da vaga. Assim, o encarregado pela escolha dos candidatos saberá exatamente quais deles estão mais aptos para o cargo.

Priorize a seleção interna

Fazer uma seleção interna é uma excelente forma de reduzir o custo de recrutamento. Antes de buscar profissionais no mercado de trabalho, verifique se não existe alguém já dentro da organização que tenha interesse e se encaixe no cargo.

Dessa forma, não há despesas com anúncios em sites de vagas e buscas em redes sociais. O processo de avaliação é mais simples e a vaga é fechada mais rapidamente, impedindo que a equipe fique desfalcada por muito tempo.

Além disso, o processo de aprendizado é acelerado, pois o “novo” colaborador é uma pessoa que já conhece o dia a dia da empresa.

Outro efeito positivo dessa prática é o aumento de motivação do colaborador. Processos seletivos geralmente são uma oportunidade de promover alguém com bom desempenho ou dar chance a alguém que deseja mudar de área. Quando isso ocorre, o funcionário se sente grato e fica ainda mais propenso a dar o seu melhor.

Saiba onde divulgar

Definido o perfil da vaga, escolha criteriosamente onde ele será divulgada. Para atrair os profissionais certos é necessário anunciar a oportunidade nos canais em que ele está presente.

Buscando um estagiário? Sites de vagas e anúncios em murais de universidade podem ser efetivos. Precisa de um novo diretor executivo? Nesse caso, você precisará fazer uma busca ativa, selecionando nomes no LinkedIn e contando com um headhunter para fazer a primeira abordagem.

Tudo depende do perfil e do nível do profissional desejado. Escolher o canal certo é meio caminho andado para fazer uma contratação de sucesso.

Valorize indicações

Cada colaborador da sua empresa possui uma rica rede de contatos que pode e deve ser acionada na hora de buscar novos profissionais. Pedir indicações é uma ótima forma de encontrar ótimos candidatos para o processo seletivo de modo a reduzir o custo de recrutamento.

Para isso, informe os colaboradores sobre a vaga em aberto e pergunte se eles desejam recomendar alguém. Quem indica já está habituado aos valores e à cultura da empresa, sabendo exatamente quais colegas ou conhecidos pode se encaixar melhor na organização.

Mas lembre-se: ser indicado não significa que o candidato está automaticamente contratado ou que terá preferência. É apenas um mecanismo do RH para encontrar colaboradores em potencial mais rapidamente.

Os candidatos recomendados deverão participar de todas as entrevistas e testes como qualquer outro, garantindo que o recrutamento seja transparente e justo.

Utilize ferramentas tecnológicas

Há até pouco tempo, os processos seletivos funcionavam assim: o RH anunciava a vaga, recebia os currículos impressos ou por e-mail, e analisava um a um para decidir quem passaria para as fases seguintes.

Com as ferramentas tecnológicas que temos hoje, isso é inconcebível. Agora, as plataformas de anúncios de vagas e os sistemas de RH contam com algoritmos que fazem a primeira triagem dos currículos por palavra-chave, poupando os recrutadores desse trabalho manual.

Só isso já representa uma enorme economia de tempo e dinheiro, mas os avanços não param por aí. Também existem softwares de análise de dados, que cruzam informações obtidas ao longo do processo e contribuem para a tomada de decisões mais precisas.

Além disso, recursos como redes sociais, testes online e videochamadas chegaram para facilitar ainda mais a vida das empresas na hora de contratar, como veremos a seguir.

Recorra às redes sociais

Fazer um bom uso das redes sociais é mais uma forma efetiva de acelerar a seleção de candidatos e reduzir o custo de recrutamento.

No LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo, é possível encontrar bons profissionais de qualquer área de atuação com facilidade e de forma gratuita. O site ainda conta com ferramentas pagas para recrutadores, capazes de otimizar ainda mais a busca.

Trata-se de um investimento de custo baixo que pode trazer um enorme retorno em termos de rapidez e sucesso dos processos seletivos.

As redes sociais pessoais, como o Facebook, também podem ajudar muito nas decisões do RH. Por meio delas, é possível analisar os interesses e o comportamento dos candidatos, colhendo dados para montar um perfil completo do profissional e avaliar se ele é ou não a melhor escolha para a empresa.

Em suma, esses sites aceleram a busca e ajudam a conhecer melhor o profissional antes mesmo de entrevistá-lo, sendo ótimas ferramentas para reduzir o custo de recrutamento.

Faça testes e entrevistas online

Os testes e entrevistas online vem cada vez mais comuns nos processos seletivos. E não é para menos: essas ferramentas são uma ótima pedida para tornar as etapas iniciais mais dinâmicas, além de reduzir o custo de recrutamento significativamente.

É inegável a economia de tempo que a realização de etapas à distância proporciona. Por exemplo: imagine que você precisa entrevistar seis candidatos na primeira fase de uma seleção. Se as conversas forem presenciais, você provavelmente precisaria marcar um horário com cada um em dias diferentes, devido à toda a logística envolvida.

Por outro lado, se as entrevistas forem online, as três podem ser realizadas no mesmo dia, economizando tanto o tempo da empresa quanto o dos candidatos.

O mesmo ocorre com a aplicação de testes comportamentais e técnicos. Ao invés de fazer o candidato se deslocar e ocupar o espaço físico do escritório, é muito prático simplesmente enviar as provas pela internet e permitir que a pessoa as realize em casa.

Com a qualidade das plataformas de recrutamento e dos softwares de videochamada que temos hoje em dia, adotar essa prática é a maneira ideal de gastar menos tempo e menos recursos no recrutamento e seleção.

Agora que você já sabe como reduzir o custo de recrutamento, é hora de colocar o que aprendeu em prática na sua empresa. Lembre-se: é tudo uma questão de planejar o processo seletivo e fazer um bom uso das ferramentas tecnológicas. Com isso, você conseguirá contratar ótimos profissionais de um jeito muito mais rápido e barato.

 

Gostou? Conte pra gente nos comentários o que você faz para reduzir o custo de recrutamento na sua empresa. Estamos à disposição para tirar qualquer dúvida que você tenha sobre o assunto!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.