A redução de inadimplentes é, sem dúvida, uma das principais prioridades de qualquer organização que preza pela sua saúde financeira. A princípio, como a instituição fica à mercê de seus clientes, a situação pode parecer difícil de ser controlada. Contudo, temos uma sugestão que vai resolver esse problema. 

Com organização e controle financeiro, a redução da falta de pagamento é certa, porque a empresa:

  • melhora o seu relacionamento com o cliente;
  • atualiza o seu banco de dados cadastrais;
  • automatiza seu sistema de controle de pagamentos;
  • tem uma projeção assertiva de recebimento;
  • tem controle da entrada e saída de recebimentos;
  • desenvolve uma estratégia eficiente de cobranças;
  • oferece formas diferentes de quitação de dívidas.

Viu, só? Uma boa administração do sistema interno da empresa pode trazer mais benefícios do que você imaginava para o cenário financeiro. E a melhor parte é que você não precisa investir uma nota para fazer isso acontecer. Implementando algumas mudanças na rotina da sua equipe, a instituição já perceberá bons resultados.

Acompanhe este post e entenda, com detalhes, como organização e controle financeiro impactam na redução de inadimplentes.

Como conquistar a redução de inadimplentes?

Antes de mais nada é preciso entender que é obrigação da empresa conhecer a sua real situação de inadimplências, e que ter conhecimento dessa gravidade não é suficiente. É preciso saber como resolvê-la.

Na prática, se a situação não for bem abordada, o negócio pode sofrer medidas penais. Além disso, a empresa ainda precisará lidar com clientes insatisfeitos que podem comprometer a sua reputação no mercado.

Para impedir que chegue a esse ponto, é indispensável desenvolver uma estratégia de ação que estimule a organização e o controle financeiro da empresa.

Esse plano deve propor controlar a entrada e a saída de recursos (dados do cliente, seus valores, datas de efetivação, número da parcela, taxa de juros, dentre outros), bem como as projeções de todos os seus recebimentos futuros. Com essas informações organizadas e constantemente atualizadas, o cenário de inadimplência se torna mais claro.

Assim, a empresa pode se dedicar a desenvolver novas medidas de cobrança mais eficientes e oferecer condições diferenciadas de correção, que sejam mais apropriadas para a realidade de cada cliente.

O que fazer para começar?

Separamos algumas dicas para te ajudar nesse momento inicial, confira!

 

Colete as informações de seus clientes

O primeiro passo é coletar as principais informações dos clientes, como nome completo, RG, CPF, telefone, endereço, produto ou serviço adquirido, valor a ser cobrado, número de parcelas, status geral, dentre outros.

 

Organize e mapeie o sistema de gestão de pagamento

Depois, é partir para a organização e controle financeiro desses dados. Para isso, um sistema de gestão de cobranças eficiente deve ser implantado; ele será o responsável por integrar diversas áreas da empresa e automatizar a maior parte desse trabalho.

Para assegurar ainda mais eficiência, é fundamental mapear todo processo de pagamento pelo qual o cliente passa. E assim, delinear cada etapa do processo e verificar as ações executadas pela empresa. Empregar uma régua de cobrança também pode ajudar bastante!

 

Automatize processos

Coloque a tecnologia a seu favor! O mercado já disponibiliza diversos softwares de gestão financeira que automatizam atividades operacionais e otimizam o fluxo de trabalho do setor financeiro da empresa.

Alguns dos melhores softwares já avaliam os processos de concessão creditícia, permitem que toda gestão financeira seja feita em uma única plataforma, integram setores diferentes da empresa, realizam o processo de geração de cobranças com antecipação e registro eletrônico, e muito mais.

 

Tenha uma régua de cobrança efetiva

A tecnologia com certeza é fator chave aqui também, pois muitas dessas ferramentas possuem uma réguas de cobrança integrada às funcionalidades do seu sistema. 

A régua de cobrança é uma sequência de lembretes enviados automaticamente para o usuário, destacando as datas de vencimento e, consequentemente, reduzindo as pendências por esquecimento.

Além disso, os lembretes são uma excelente forma de otimizar algumas atividades operacionais como a geração de boletos e o contato de cobrança com o cliente antes do prazo de vencimento.

 

Ofereça uma área do cliente

A área do cliente é um recurso digital que garante facilidades para todos os envolvidos. O cliente acessa uma página on-line, em que grande parte de suas necessidades cadastrais e financeiras pode ser resolvida instantaneamente. Por exemplo, a emissão da segunda via de um boleto, alteração da forma de pagamento, verificação da data de vencimento, consulta da nota fiscal, dentre outros.

Já a empresa, ganha pela otimização do tempo. O recurso permite que muitas questões sejam resolvidas sem burocracia, sem pendências, sem demora e com baixo custo.

 

Mantenha um bom relacionamento com os clientes

Com os dados dos clientes já organizados, é importante definir também a forma de contato mais amigável para cada tipo de perfil de cliente. Assim, o relacionamento com eles passa a ter um caráter menos invasivo e mais respeitoso. 

Como uma das principais causas da inadimplência é o descontentamento, um relacionamento amigável faz toda a diferença. Cada um tem um motivo, mas a nossa missão é a redução de inadimplentes, por isso é essencial escutar todos eles.

Além disso,  escutar as reclamações é uma forma de diagnosticar os pontos a serem melhorados na empresa, seja no atendimento, na qualidade do serviço, no pós-venda. Posicione-se a favor do cliente e demonstre que a solução para o problema já está sendo resolvido.

Assim, o cliente retoma a responsabilidade pela dívida para si e, geralmente, quita a sua pendência. Ademais, pode ser só isso que ele realmente está buscando: ser ouvido!

 

Esteja pronto para fazer acordos

Manter um relacionamento impecável com o cliente não exclui o fato de que imprevistos acontecem, principalmente quando não há organização e controle financeiro. Por isso, esteja pronto para fazer acordos, e facilite o seu pagamento.

Aplicando essas dicas, a redução de inadimplentes é certa! Você desenvolverá um sistema de gestão eficiente para o setor de finanças, com organização e controle financeiro.

Assim, permitirá que novos e mais assertivos métodos de cobrança sejam criados, acabará com o problema da falta de pagamento e oferecerá condições para que a empresa cresça cada vez mais.

E aí, gostou? Se sim, temos uma dica bônus para você! Clique aqui e saiba mais sobre planejamento financeiro empresarial!