Como realizar o reajuste salarial na folha de pagamento sem prejuízos?

reajuste salarial na folha de pagamento

O reajuste salarial na folha de pagamento é um direito anual de todo trabalhador garantido pela Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) e obriga as empresas a concedê-lo. Por falta de planejamento, muitas organizações não se preparam e quase perdem a cabeça para realizar os pagamentos, sem sofrer com nenhum processo trabalhista.

 

O planejamento administrativo realizado pelo departamento de gestão de pessoas é fundamental para que uma empresa seja eficaz e faça seus negócios crescerem.

Para que elas consigam sempre os melhores resultados, é necessário contar com colaboradores produtivos e motivados.

Portanto, assim como toda empresa precisa planejar objetivos, otimizar e avaliar as metas alcançadas em seu negócio, é preciso ainda administrar seu capital humano e todas as questões que os envolve. Isso é crucial para manter o time satisfeito!

Um dos principais tópicos que envolvem o planejamento administrativo relacionado aos funcionários é a respeito da folha de pagamento. Muitos processos burocráticos envolvem o assunto.

Por isso, a empresa precisa organizar todas as informações e tarefas para que o fechamento da folha seja feito corretamente.

Calcular a folha de pagamento realmente não é algo tão simples.

Quando o assunto é reajustar o salário de todos os funcionários, levando em conta diversos fatores, torna-se uma tarefa mais complexa ainda.

Como isso é realizado na sua empresa?

Acompanhe o artigo a seguir e aprenda quais cuidados são necessários para realizar o reajuste corretamente, garantindo que sua empresa mantenha a saúde financeira e prospere. Boa leitura!

 

O que é a folha de pagamento dos funcionários?

Não é novidade que o quinto dia útil de cada mês é marcado por muita correria e transtorno com o fechamento da folha de pagamento.

Devido aos diversos impostos, possíveis demissões, contratações e outras questões é necessário realizar uma gestão efetiva.

A folha de pagamento é uma das partes mais importantes da gestão financeira de uma empresa.

Ela é a forma utilizada pelos empregadores para contabilizar os valores devidos a seus funcionários e demais prestadores de serviço conectadas a ela.

Graças a folha de pagamento, as organizações conseguem formalizar o pagamento de seus empregados mensalmente.

Nela, deve ser discriminado um resumo de todos os dados da ficha pessoal, cargo e atribuições do colaborador.

Além disso, outras informações como os valores devidos e os descontos previstos nas leis trabalhistas que são deduzidos do valor total do pagamento devem constar no documento.

Isso é fundamental para que a organização não tenha nenhum imprevisto que possa atrapalhar seu desenvolvimento.

 

O que é o reajuste salarial na folha de pagamento?

O reajuste salarial é um aumento salarial baseado na inflação e em outros fatores econômicos que deve ser realizado anualmente.

Ele é garantido a todos os trabalhadores pela CLT, portanto todas as empresas e sindicatos profissionais devem respeitá-lo e cumpri-lo.

O objetivo do reajuste salarial na folha de pagamento é preservar o poder de compra dos trabalhadores com carteira assinada em relação a inflação de cada ano.

Assim, eles passam a ter uma remuneração mais adequada aos fatores econômicos atuais.

Por se tratar de uma obrigatoriedade, as empresas precisam estar preparadas.

Para isso, foi criado o período conhecido como data-base. É durante essa fase que as organizações de todas as categorias precisam se reunir e discutir sobre os termos dos contratos coletivos de trabalho e as revisões de salários.

 

Como ele é realizado?

O período data-base acontece sempre no primeiro do mês agendado em acordo, podendo variar para cada categoria e seu sindicato.

Para que o reajuste seja definido, acontece um processo que envolve sindicatos, empresas e trabalhadores.

Apenas após essa negociação, é possível se chegar a um acordo sobre o valor do aumento e, assim, homologar o ajuste.

Em outros casos, quando a corporação realiza o reajuste salarial na folha de pagamento de forma automática antes das negociações, o valor precisa ser abatido posteriormente ao acordo coletivo ou dissídio.

 

Como ele é calculado?

Primeiramente, é precisa saber quais são as negociações vigentes.

Para isso, a empresa deve identificar a categoria profissional dos colaboradores e o sindicato que os representa.

Em seguida, é necessário calcular o reajuste, considerando a porcentagem definida no acordo.

Essa porcentagem deve ser aplicada sobre o último valor bruto do salário dos empregados.

Há casos em que os acordos também incluem reajustes nos benefícios, como vale-alimentação e diminuição do percentual de desconto do vale-transporte. É necessário se informar.

 

Como preparar minha empresa para esse reajuste?

Para todas os negócios, esse período exige muita atenção. Como o reajuste salarial na folha de pagamento é obrigatório, ele impacta diretamente no orçamento.

Portanto, é necessário realizar um planejamento anual previamente, prevendo as suas porcentagens.

Estar preparado é crucial para realizar o reajuste de forma efetiva. Para isso, a empresa deve saber como realizar o processo e ainda tomar alguns cuidados com seu orçamento.

Portanto, confira a seguir algumas dicas importantes para gerenciar o reajuste salarial dentro de sua empresa:

 

1. Mantenha-se informado

A empresa deve andar lado a lado aos sindicatos que regulam a categoria profissional de seus funcionários.

Assim, ela pode acompanhar o andamento da convenção coletiva de trabalho e se manter atualizada sobre os valores do reajuste salarial na folha de pagamento.

Portanto, mantenha um bom relacionamento com eles, além de buscar ajuda de profissionais jurídicos para que o processo seja realizado de forma legal.

Dessa forma, a empresa fica livre de processos trabalhistas.

 

2. Atualize sua folha de pagamento

O reajuste salarial precisa ser concedido a todos os funcionários que possuem direito a ele e de acordo com suas respectivas categorias. Por esse motivo, é indispensável incluí-lo na folha de pagamento.

Para isso, prepare sua folha de pagamento. Durante o planejamento anual de sua empresa, tente prever a porcentagem dos reajustes, para não sofrer com nenhum impacto muito grande no orçamento.

 

3. Oriente o RH

Os profissionais do RH devem estar preparados para o reajuste salarial na folha de pagamento.

Eles devem ser instruídos para esclarecer possíveis dúvidas dos demais colaboradores.

 

4. Comunique os empregados

Sua empresa deve manter sempre uma boa comunicação com os funcionários. Isso é fundamental para um bom clima organizacional.

Portanto, deixe-os informados sobre o andamento da convenção coletiva e as previsões para a homologação.

Assim que a corporação tiver uma posição sobre a porcentagem do reajuste e a data do pagamento repasse ao time.

A comunicação pode ser feita por meio de boletins internos, comunicados, mural, e-mails, entre outras opções.

 

5. Saiba quem tem direito ao reajuste

Todos os colaboradores contratados pela CLT possuem direito ao reajuste salarial na folha de pagamento.

Além disso, é importante lembrar que aqueles empregados que estão cumprindo aviso prévio também possuem o direito ao reajuste.

Para os profissionais que foram contratados antes ou durante o período da convenção, o pagamento do reajuste deve ser realizado de forma retroativo para os dias trabalhados nos meses anteriores.

 

Quais os cuidados necessários com o orçamento da empresa?

Para que o reajuste salarial na folha de pagamento seja realizado de forma adequada e sem surpresas no orçamento da empresa é preciso planejamento.

A organização deve realizar uma gestão orçamentária para conseguir prever os valores e reduzir o impacto do reajuste salarial.

Para isso, é preciso avaliar, constantemente, o desempenho dos funcionários e checar se as metas da empresa estão sendo atingidas.

Além disso, prepare seus gestores para buscarem sempre por novos padrões de desempenho para otimizar os resultados da empresa.

Como você pode ver, o planejamento administrativo de uma empresa é crucial para que melhorias sejam feitas e os efeitos do reajuste salarial na folha de pagamento sejam reduzidos.

Portanto, sua organização deve realizá-lo com sucesso para garantir esse direito aos trabalhadores, sem contar com prejuízos no orçamento.

 

Gostou das informações que trouxemos neste artigo? Então nos acompanhe no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn e confira outras dicas em primeira mão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *