processos de admissão tradicional e digital

Processos de admissão tradicional X digital

O analógico e o digital permanecem em constante enfrentamento — quando sua integração não é possível —, mas é fácil entender quais são as melhores opções para a sua empresa. Por exemplo: os processos de admissão tradicional e digital possuem amplas diferenças e, ao analisá-las de perto, é mais fácil avaliar quais modelos são os mais eficientes para a sua empresa!

 

Independentemente da etapa de transformação digital que a sua empresa se encontre, pode ser a hora de avaliar como tornar o tempo de trabalho dos seus especialistas ainda mais valioso. E, para isso, convém observar as diferenças entre os processos de admissão tradicional X digital.

Com base nessa avaliação, é possível perceber que um processo longo, conturbado e pouco organizado pode ser altamente prejudicial para a sua organização.

Duvida? Pesquisa da IBOPE CONECTA mostra que 36% das empresas brasileiras já sofreram com a perda de candidatos porque um processo seletivo se estendeu além do necessário.

Só que esse não é o único motivo pelo qual você deveria comparar os processos de admissão tradicional e digital. Nos tópicos abaixo, vamos fazer um profundo diagnóstico de ambos para você tomar a sua decisão. Confira!

Quais são as diferenças entre os processos de admissão tradicional e digital?

Abaixo, vamos analisar os principais aspectos de cada modelo de contratação. Aproveite para identificar quais deles podem ser melhor absorvidos na sua rotina de trabalho!

>> A Xerpa elaborou uma Ficha do Processo Admissional. Com ela, você conseguirá guiar todo esse processo de forma efetiva (e sem deixar nada para trás). Clique aqui e baixe a ficha!

 

1. Organização dos currículos

Antes mesmo da admissão é importante ter, em sua empresa, um bom planejamento para o recebimento e a organização de currículos.

Para isso, o seu setor de seleção e recrutamento tem que estar alinhado às grandes tendências do mercado e, ainda, compreender a importância de um bom banco de currículos.

Quando isso é feito de maneira tradicional, pesados arquivos contêm os currículos de candidatos em potencial e demandam certo tempo para a filtragem dos seus colaboradores.

Agora, ao compararmos com o modelo digital, esse banco de informações é previamente preenchido e pode ser filtrado com base nas informações salvas.

Isso facilita, por exemplo, para que os seus especialistas de RH encontrem os melhores candidatos para cargos específicos, dentro de centenas de outros arquivos.

 

2. Entrega e verificação de documentos

Independentemente de avaliar os processos de admissão tradicional e digital, é importante observar que ambos seguem as mesmas etapas.

E isso implica, evidentemente, na entrega e verificação de documentos dos profissionais selecionados para integrar o quadro de funcionários. Em comum, também, tem os prazos da empresa para a devolução de documentos que só podem ser entregues presencialmente, como a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) (no prazo de 48 horas após o recebimento).

Entretanto, ao compararmos os processos de admissão tradicional e digital, podemos perceber que o modelo on-line oferecer mais comodidade, facilidades e agilidade.

Isso porque alguns softwares de gestão permitem que o processo não demande a necessidade física, do futuro profissional, para o envio de documentos. Basta dar acesso ao sistema, assim, ele mesmo anexa a documentação necessária (que pode ser tirada do próprio smartphone) e encaminha pelo sistema.

Assim, só a CTPS é entregue no primeiro dia de trabalho, para que o RH agilize os trâmites e entregue o documento em tempo, e sem imprevistos, além de outras informações que podem ser resolvidas já ao longo do dia de expediente.

 

3. Integração e treinamento

Essa é uma etapa fundamental para a contratação de qualquer colaborador, independentemente do cargo. E, dentro das diferenças entre os processos de admissão tradicional e digital, conseguimos observar novas discrepâncias entre os modelos.

Por exemplo: por que esperar pelo primeiro dia de trabalho para integrar e treinar os colaboradores? Por meio de mensagens personalizadas de boas-vindas — como textos e vídeos —, a pessoa recém-contratada já se inteira a respeito da cultura organizacional da empresa, o que é esperado dela etc.

Diferentemente de quem se apega, ainda, ao processo tradicional exclusivamente. Para isso, o trabalho só é feito após o primeiro dia de expediente, deixando o colaborador ainda “desorientado” a respeito de todas as informações.

Pelas vias digitais, há como preparar ao máximo o funcionário sobre a sua rotina, responsabilidades, comportamentos e atitudes. Sem falar nos diferenciais da empresa, bem como os pilares institucionais da organização previamente.

 

4. Tempo do ciclo de contratação

Por fim, vale observar que os processos de admissão tradicional e digital se distanciam, também, no próprio tempo para a contratação.

Digitalmente, as informações organizadas geram mais assertividade em menos tempo. Isso porque todo o fluxo de admissão pode ser mapeado e inserido no sistema. Assim, todos os profissionais envolvidos ficam cientes (por meio de notificações) de suas participações e o que falta para dar continuidade ao trabalho.

Quando o processo tradicional, por sua vez, exige uma comunicação constante — o que, agrega, consequentemente, desencontros comunicativos já que não há um local centralizador, como o software de gestão, para que todos possam acompanhar o andamento da contratação de eventuais colaboradores.

criar um processo de admissão digital

Como encontrar uma solução de admissão digital?

Caso você tenha se convencido de que há muito a se beneficiar no modelo on-line, após comparar as diferenças entre os processos de admissão tradicional e digital, aproveite para conhecer a solução da Xerpa!

Por meio dela, você pode adquirir, no seu processo de admissão:

  • menos burocracia a partir da utilização de um onboarding dinâmico e composto pelo branding da sua empresa;
  • mecanismos para personalizar as boas-vindas aos colaboradores ao longo de todo o processo de admissão;
  • menos papelada, já que o próprio colaborador preenche seus dados, com algumas fotos, e envia ao RH somente quando tudo estiver completo — e antes do primeiro dia de trabalho
  • um controle maior do andamento da admissão digital, já que o sistema permite um monitoramento assertivo;
  • total sintonia com o escritório de contabilidade, enviando todas as informações necessárias com um só clique.

Viu como é possível ir além das diferenças entre os processos de admissão tradicional e digital?

Quem é a Xerpa?

Sherpas são os povos residentes entre o Nepal e o Tibete, e que desempenham um papel elementar no auxílio de orientação de intrépidos aventureiros que planejam escalar as suas montanhas mais íngremes e desafiadoras.

Transpondo esse minucioso e fundamental trabalho para os corredores corporativos, a Xerpa tem como um de seus principais objetivos a mão estendida para guiar os seus clientes e parceiros ao cume dos seus objetivos de maneira segura e autossuficiente.

Para isso, a empresa dispõe de um amplo conhecimento do setor, tecnologia de ponta — e constantemente em desenvolvimento — para que os seus passos sejam seguros e decisivos mesmo em terrenos inexplorados e uma equipe multidisciplinar para atender e antecipar todas as suas demandas!

Para deixar de lado as diferenças entre os processos de admissão tradicional e digital e integrar a sua marca entre as grandes empresas do futuro, foque por dentro de nossas soluções e, também, de todas as nossas dicas e novidades. Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, portanto, e também de seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn!

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.