A inovação e as mudanças trazidas pela tecnologia e pelas transformações no mercado de trabalho têm sinalizado que estamos vivendo um período de transição. Diversas mudanças estão sendo incorporadas à rotina das empresas, criando novas necessidades e novos caminhos para as organizações. As tendências de RH ajudam a entender essas mudanças e permitem planejar estratégias para o futuro.

O setor de recursos humanos é, sem dúvida, um dos mais afetados pela inovação e pelo novo comportamento do mercado de trabalho. Além disso, os próprios profissionais têm incorporado essas mudanças, adaptando-se à tecnologia e às soluções oferecidas por ela.

Neste artigo, você vai conhecer as cinco principais tendências de RH para ficar de olho nos próximos anos. Confira!

As principais tendências de RH

1.  Destaque para os profissionais com capacidade de liderança

Em um mercado altamente competitivo e cada vez mais exigente, a capacidade de liderança já é uma das competências mais desejadas.

Apesar de ser uma característica bastante abstrata e relativa, ela têm sido largamente citada pelos CEOs de grandes empresas, principalmente no setor de inovação.

Dessa forma, percebe-se que a capacidade de liderança dos profissionais permite que a empresa tenha condições de focar em resultados, com perfis de colaboradores que tenham uma visão mais estratégica.

É natural que essa característica seja valorizada, inicialmente nos próprios profissionais que atuam no setor de recursos humanos, já que eles são a porta de entrada da empresa para os novos profissionais que vão integrar os times.

Os gestores de RH são constantemente cobrados por sua capacidade de mobilizar e gerenciar pessoas dentro de uma empresa, ou seja, pela sua capacidade de liderar.

Nesse sentido, o seu principal desafio é treinar e criar condições para que os gestores da empresa sejam líderes inspiradores e viabilizem o crescimento para a organização como um todo.

Nos próximos anos, essa tendência de RH deve ser cada vez mais testada e utilizada como parâmetro para a contratação de novos profissionais, independentemente do ramo de atividade ou da função a ser exercida dentro empresa.

2. Valorização e investimento em inteligência emocional

A inteligência emocional é um conceito que já vem sendo bastante discutido e abordado nos últimos anos. Uma das tendências de RH mais faladas e estudadas.

Entretanto, apesar de não ser um conceito novo, o tema ainda é tendência, pois o mercado identificou que essa característica é realmente imprescindível para o sucesso de um profissional no mercado de trabalho.

Saber lidar com as emoções dentro do ambiente profissional significa:

  • garantir maior produtividade;
  • bom relacionamento interpessoal;
  • bem-estar pessoal e coletivo;
  • gerar comprometimento com o trabalho.

A tendência é que as empresas, cada vez mais, invistam em treinamentos e orientações que permitam criar condições e meios para o desenvolvimento da inteligência emocional em seus colaboradores.

Quando aplicada às atividades profissionais, a inteligência emocional é imprescindível para a realização pessoal e profissional.

Dessa forma, os profissionais são estimulados e treinados para que se sintam mais seguros, confortáveis e motivados para enfrentar os desafios diários da sua rotina de trabalho.

3. Ampliação da aplicação de recursos tecnológicos

Entre as tendências de RH para os próximos anos, a aplicação de recursos tecnológicos na rotina laboral tem se destacado como uma das mudanças mais significativas e impactantes para o setor.

Anualmente, têm surgido no mercado soluções tecnológicas desenvolvidas especialmente para otimizar as atividades do setor de recursos humanos.

Sabemos que o Brasil destaca-se pela sua alta carga de burocratização das atividades e, dentro do setor de RH, essa burocracia representa grande parte do tempo despendido pelos profissionais da área.

Empresas que têm alta rotatividade, por exemplo, sofrem com a alta demanda de trabalho do setor de RH, que acaba ficando vinculado a uma quantidade infinita de processos burocráticos, como desligamentos, gestão de folha de pagamento, controle de férias, admissões, entre outros.

Já é possível encontrar, no mercado, diversos sistemas voltados para a otimização dessas atividades. Entre eles, um que se destaca é o Xerpa, um sistema que automatiza diversos processos do departamento pessoal como:

  • Otimiza a rotina de trabalho desses profissionais
  • Aumenta a sua produtividade
  • Reduz o tempo despendido com atividades burocráticas.

A tendência é que, a médio e longo prazo, todas as empresas possuam sistemas específicos voltados para as suas necessidades. O exemplo do setor de RH é apenas um entre uma infinidade de soluções e alternativas que devem surgir no mercado nos próximos anos.

4. Ampliação do uso de dados no setor de RH

O uso de dados já vem sendo utilizado pelo setor de recursos humanos das empresas de grande porte. A tendência é que essa utilização seja aperfeiçoada e introduzida no contexto também das médias e pequenas empresas.

Esse uso de dados significa que o trabalho desenvolvido pelo setor de RH está baseado em Big Data.

Esta metodologia analisa o comportamento dos colaboradores, gerando dados que tem como objetivo a melhora do desempenho dos trabalhadores, por meio de promoção de ações de alinhamento de habilidades que estejam de acordo com as demandas organizacionais.

Além disso, o uso de dados permite obter informações a respeito do trabalho desenvolvido pelos profissionais, tanto de forma individualizada quanto coletiva, permitindo a análise do custo-benefício de determinadas ações e trazendo elementos que auxiliam no desenvolvimento de estratégias de planejamento.

5. Investimentos no desenvolvimento de competências de comunicação

A quinta tendência de RH para os próximos anos é o investimento crescente no desenvolvimento de competências de comunicação.

Saber comunicar-se claramente e de maneira a alcançar um determinado objetivo é um desafio tanto do gestor de recursos humanos quanto dos gestores dos demais departamentos de uma empresa.

Além de ser adquirida, colocar em prática essa habilidade é um diferencial que garante uma posição de destaque da empresa no mercado de trabalho.

Vale lembrar que a comunicação e a estratégia utilizada estão atreladas à cultura da empresa. Por isso, uma boa comunicação deve estar entre os pilares da organização, já que ela constrói equipes confiantes, fortes e motivadas.

Investir na comunicação é uma tendência que estará em alta crescente nos próximos anos. Especialmente em razão das necessidades do mercado e das mudanças de comportamento dos profissionais, que estão cada vez mais dinâmicos e engajados com um propósito empresarial.

Está em busca de uma plataforma de Recursos Humanos eficiente para sua empresa? Conheça a Xerpa, o melhor software para RH do Brasil!

Com o nosso sistema você vai:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionados à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.