Processos financeiros de uma empresa: conheça os principais

processos financeiros de uma empresa

Quem trabalha com gestão de processos financeiros de uma empresa sabe o quão desafiador pode ser esse trabalho, afinal envolve o domínio de inúmeras habilidades estratégicas, execução de atividades multidisciplinares e o controle geral de todas as áreas de um negócio.

Os processos do departamento financeiro exigem uma capacitação administrativa excepcional e específica. Isso porque a prosperidade e sustentabilidade comercial da empresa estão diretamente ligadas a qualidade dessa operação.

Para assegurar uma gestão pecuniária eficiente, é indispensável destrinchar as particularidades e importâncias específicas dos processos.

Grosso modo, os principais processos financeiros de uma empresa são:

  1. Gestão de contas a pagar e a receber;
  2. Controle do fluxo de caixa;
  3. Captação de recursos;
  4. Gestão orçamentária;
  5. Faturamento;
  6. Administração de estoque;
  7. Aplicação de recursos financeiros;
  8. Gestão de crédito e cobrança;
  9. Demonstração de resultados;
  10. Controle patrimonial;
  11. Comunicação financeira.

Se você quiser mais sobre planejamento financeiro e conhecer algumas táticas estratégicas para estruturá-la com competência, recomendamos a leitura do artigo: ‘Planejamento financeiro para médias empresas: como implementar’.

Agora, para conhecer as propriedades dos principais processos financeiros de uma empresa, continue acompanhando este post. Separamos informações primordiais para te ajudar a otimizar a gestão financeira do seu negócio. Boa leitura!

O que é o setor financeiro em uma empresa?

Conhecido como o “coração” da empresa, o departamento financeiro é o setor responsável pela distribuição estratégica de recursos que condiciona o funcionamento dos diversos segmentos do negócio. Em outras palavras, o setor é indispensável para a sobrevivência de qualquer organização.

Uma fazer uma gestão financeira consistente ainda proporciona condições de:

  • crescimento comercial;
  • melhor posicionamento de mercado;
  • redução de desperdícios;
  • controle de imprevistos;
  • desenvolvimento profissional;
  • divulgação publicitária;
  • otimização de resultados;
  • melhora no faturamento, assim por diante.

Muito mais do que sustentar o esqueleto empresarial, o departamento permite estruturar táticas de evolução comercial.

Existem diversas área atreladas ao departamento, tais como o administrativo, Recursos Humanos (RH), marketing, contábil, vendas, jurídico, dentre outros.

A integração visa maximizar o valor empresarial de mercado e assegurar o cumprimento de metas a curto, médio e longo prazo. Mais adiante vamos explorar os principais processos financeiros de uma empresa em detalhes para te ajudar a visualizar esse cenário macro.

Vale ressaltar que como se trata de um pilar fundamental, o departamento deve ser gerido por profissionais especialistas e altamente qualificados. Afinal, qualquer falha pode comprometer a saúde financeira da empresa, desmantelar objetivos específicos e bloquear o funcionamento de segmentos especiais.

Como funciona o departamento financeiro?

Agora que você já sabe o que é um departamento financeiro, vamos explorar o seu funcionamento básico.

De forma bastante resumida, esse departamento é comandado por um CFO (Chief Financial Officer), que responde pela três principais subáreas financeiras: a Tesouraria, a Controladoria e a Área Fiscal.

1. Tesouraria

A Tesouraria é a subárea responsável pela administração do caixa da organização, cuidando de atividades como as contas a pagar e a receber, o fluxo de caixa, análise de crédito, dentre outras.

2. Controladoria

A Controladoria é a subárea que executa o controle financeiro do negócio, ou seja, tem sob a sua responsabilidade o planejamento, a contabilidade, o controle orçamentário, os custos gerais da empresa, dentre outros.

3. Área Fiscal

Já a Área Fiscal é a subárea encarregada de lidar com questões legais. Em outras palavras, assegura que a empresa esteja em conformidade com a legislação vigente e gerencia as emissões de Notas Fiscais (NF) e equivalentes.

Quais são os processos financeiros de uma empresa?

Neste contexto, o departamento financeiro conta com operações inteligentes que permitem ao CFO comandar as três subáreas com eficiência, qualidade e presteza. Confira a seguir os principais processos financeiros de uma empresa.

1. Gestão de contas a pagar e a receber

A gestão de contas a pagar e receber é o processo financeiro responsável por todos os pagamentos e recebimentos da empresa. Sua atividades dão suporte direto ao fluxo de caixa e são pautadas por três princípios operacionais básicos: agilidade, confiabilidade e economia.

2. Controle do fluxo de caixa

Outro dos principais processos financeiros de uma empresa é o controle do fluxo de caixa. Este é o procedimento responsável por apurar e projetar o saldo disponível na empresa para garantir que sempre exista capital de giro.

O fluxo de caixa está diretamente ligado aos processos de pagamento e recebimento, captação de recursos e aplicação de recursos financeiros.

3. Captação de recursos

A captação de recursos é o processos financeiros de uma empresa responsável pela busca de aportes para o caixa empresarial. Por meio dele, é alinhada a programação dos recursos captados nas diversas linhas de crédito do negócio para reduzir e otimizar custos.

4. Aplicação de recursos financeiros

Outro dos mais importantes processos financeiros de uma empresa é a aplicação de recursos. Com essa operação, a empresa é capaz de operar aplicações temporárias de sobras de caixa, trabalhando preferencialmente com ativos financeiros de baixo risco e alta liquidez.

5. Gestão orçamentária

A gestão orçamentária é responsável pela otimização da rentabilidade do negócio, por meio de adequações de custos e despesas.

Esse processos financeiros de uma empresa estrutura um planejamento que avalia condições de gerar receita, entender incertezas, riscos de mercado e possibilidades de expansão.

6. Faturamento

O faturamento é outros dos principais processos financeiros de uma empresa. Esta atividade é a responsável pela emissão e conferência de notas fiscais, controle de vendas, contratação de logística, gerenciamento de estoque, dentre outros.

7. Administração de estoque

A administração de estoque é o processo financeiro que registra, fiscaliza e gere a entrada e saída de insumos e mercadorias de uma organização. A parte física do processo é dirigida pela área de logística e a parte financeira, pela área contábil.

8. Gestão de crédito e cobrança

Outro processo financeiro que merece atenção é a gestão de crédito e cobrança. Ela funciona de duas formas básicas:

  • a primeira analisa a capacidade de pagamento dos clientes, conforme as normas de crédito pré-estabelecidas pela empresa;
  • a segunda busca os recursos não recebidos de clientes inadimplentes.

9. Demonstração de resultados

Esse é um dos processos financeiros de uma empresa é o responsável pela demonstração transparente dos lucros e perdas do negócio.

Para isso, se apoia em atividades como a apuração de saldos, contabilização de Impostos de Renda (IR), conferência de participações estatutárias, transferências de lucro líquido para os acumulados, e assim por diante.

Em outras palavras, receitas, custos e resultados são cruzados para apurar os resultados líquidos do negócio.

10. Controle patrimonial

Outro dos principais processos financeiros de uma empresa é o controle patrimonial. Esta atividade atualiza os valores monetários do patrimônio da empresa, através da contabilização e depreciação de seus bens imobilizados.

11. Comunicação Financeira

Por fim, o último dos processos financeiros de uma empresa que vamos abordar é a comunicação financeira. Esta atividade é a responsável pela divulgação da importância do negócio para o seu público-alvo, otimizando a sua visibilidade comercial.

Os principais assuntos abordados por esse processo são:

  • comunicação de fusões;
  • aquisições, aplicações ou IPO’s (Initial Public Offering);
  • gerenciamento de reputação;
  • relacionamento com investidores;
  • divulgação de relatórios anuais;
  • reuniões com os principais analistas financeiros da indústria;
  • desempenho financeiro da organização.

Qual a importância dos processos financeiros de uma empresa?

Embora todas as atividades sejam importantes para o funcionamento de uma organização, o departamento financeiro tem méritos diferenciados. Assim como dissemos, ele é o “coração” do negócio.

Por meio da aplicação estratégica de seus processos, o departamento dita as regras orçamentárias que a organização seguirá para favorecer o cumprimento de metas e objetivos específicos. Desta forma:

  • o fluxo de despesas e receita é equilibrado;
  • o montante é calculado e direcionado com propósito;
  • o corte de gastos é planejado com inteligência;
  • o departamento contábil conta com dados precisos;
  • desperdícios são minimizados;
  • erros e falhas operacionais são reduzidos;
  • as expectativas de crescimento são alinhadas com as reais condições do negócio, e assim por diante.

Em outras palavras, os processos financeiros de uma empresa tornam a tomada de decisões mais assertivas e eficientes. Além de potencializar o desenvolvimento comercial da empresa, reduzir ruídos internos e, consequentemente, falhas, garantindo sua saúde financeira para situações diversas.

Investir em educação financeira é essencial para ganhar competitividade no mercado. Segundo dados da aceleradora Startup Farm, 74% das startups brasileiras fecham após cinco anos de existência e 18% antes mesmo de completar dois anos. A falta de visão do negócio em termos financeiros é um das principais razões.

Além disso, o Sebrae aponta que 77% dos microempreendedores nunca se capacitaram em finanças. Ou seja, a falta de conhecimento em gestão pecuniária é escandalosa no Brasil e o domínio dessa qualidade é evidentemente um otimizador de resultados.

Portanto, é essencial investir em educação financeira para assegurar que os processos financeiros estejam otimizados e estruturados para trazer os melhores resultados para o faturamento do negócio.

O que fazer para melhorar o financeiro da empresa?

Como vimos, os processos financeiros de uma empresa quando bem estruturados revolucionam o rendimento do negócio e maximizam o seu retorno econômico.

Para adequá-los à rotina da organização, os gestores deverão adotar algumas medidas especiais. Confira a seguir!

Faça um diagnóstico dos processos atuais

Seguindo uma lógica simples, melhorias só podem ser apontadas se um problema ou ineficácia no sistema forem identificados, certo?

Portanto, antes de mais nada, é indispensável fazer uma análise criteriosa do cenário financeiro atual do negócio, considerando todas as práticas adotadas, atividades realizadas, conexões internas e externas, integração interseções e assim por diante.

Desta forma, possibilidades de melhoria ou correção podem ser identificadas com mais facilidade e as propostas de inovação se tornam mais eficientes.

Faça o mapeamento dos processos

O próximo passo é mapear todo processo financeiro da empresa e estar atento às falhas identificadas anteriormente. Seja para evitar desperdícios ou otimizar uma operação, essas questões devem estar muito bem indicadas.

Para ter certeza de que o mapeamento está correto, é interessante conversar com a força de trabalho e conhecer a sua visão do processo. Além de conferir se a prática e a teoria estão em conformidade, ainda é possível ouvir feedbacks fundamentais.

Com isso, é possível estruturar um novo padrão para os processos organizacionais, considerando investimentos e retornos.

Faça o fluxo de processos ser mais eficiente

Outra medida importante para aplicar os principais processos financeiros de uma empresa adequadamente é melhorar o fluxo de atividades. Em outras palavras, é essencial:

  • eliminar as burocracias que não sejam essenciais e que retardam o fluxo operacional;
  • adotar procedimentos mais enxutos e objetivos;
  • empregar comunicações mais transparentes;
  • padronizar atividades, dentre outros.

É indispensável estar atento e ser capaz de descartar etapas que não agregam valor ao negócio. A desorganização interna pode comprometer a efetivação de negociações futuras e prejudicar todo planejamento financeiro.

Faça investimentos em tecnologia

O próximo passo é investir em tecnologia de automação. Além de contar com um time de profissionais especialistas em finanças, é essencial empregar soluções inteligentes de automação.

Seja para otimizar serviços de pagamento, cobrança, cadastramento, conciliação bancária, ou qual for a demanda do negócio, um bom software de gestão financeira pode otimizar todo o funcionamento do setor.

A automatização pode concentrar informações essenciais da empresa em uma só base de dados, facilitar a comunicação entre os departamentos, reforçar a assertividade operacionais, minimizar tarefas manuais e repetitivas, fazer uso engenhoso do tempo, e assim por diante.

Faça a monitoração dos resultados

Por fim, é fundamental monitorar os resultados dessas operações corretivas meticulosamente e garantir que elas estejam trabalhando com eficiência.

Indicadores são ferramentas eficazes que podem controlar a qualidade dessa implementação. Seguindo uma frequência pré-estipulada, possivelmente no planejamento estratégico, os KPIs (Key Performance Indicator) devem ser analisados criteriosamente.

Além de evitar surpresas desagradáveis, os gestores podem avaliar os reais resultados de suas estratégias e corrigi-las previamente se for necessário.

Como você pôde perceber neste artigo, os processos financeiros de uma empresa impactam não apenas a gestão operacional do negócio como também o seu posicionamento no mercado.

Além de melhorar o fluxo de atividades, a empresa é capaz de otimizar resultados e potencializar a sua competitividade.

O conhecimento a fundo dos processos financeiros, fluxos de atividade rotineira, análises de KPIs, dentre outros, permitem que os gestores elevem a qualidade do negócio, minimizem falhas de aplicação, reduzam ruídos e condicionem a conquista de resultados financeiros mais promissores.

Melhore a sua empresa cuidando da saúde financeira dos colaboradores

Com os  processos financeiros de uma empresa em dia é possível pensar também na saúde financeira dos colaboradores.

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, os colaboradores de uma empresa podem antecipar parte de seus salários quando precisarem.

Essa ferramenta está mudando a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação no trabalho.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais!

 

Gostou do artigo? Então, segue a gente nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn, compartilhamos conteúdos como esse toda semana para te ajudar a dominar o mercado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar