erros de gestão financeira

10 erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa

Você sabia que erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa? É isso mesmo, problemas com as finanças são um dos principais motivos que levam uma organização a falência. Muito porque a gestão financeira acaba ficando em segundo plano.

Uma pesquisa do SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostrou que 6 em cada 10 brasileiros não dedicam tempo para organizar suas finanças.

No ambiente corporativo o cenário não é diferente, uma pesquisa do IBGE revelou que 6 a cada 10 empresas fecham as portas nos cinco primeiros anos. Muitas por causa de erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa.

Mas tem como se prevenir? Neste artigo vamos falar explicar o que é gestão financeira e apresentar quais os principais erros que podem levar a empresa à falência.

Quer manter a saúde financeira da sua empresa em dia? Saiba como nas próximas linhas deste artigo. Siga em frente e boa leitura.

O que é gestão financeira?

A gestão financeira se explica como um conjunto de estratégias e ações que tem como função manter as finanças da empresa em dia. Por meio dela é possível analisar despesas e ganhos e planejar ações para obter lucro.

Nesse processo o gestor tem um controle completo do que entra e sai da organização para assim ser possível fazer cortes e investimentos com segurança.

Com uma correta administração dos recursos, a empresa mantém sua saúde financeira e pode se expandir de maneira organizada.

Afinal, segundo o Sebrae, mais de 50% das micro e pequenas empresas não resistem ao mercado por falta de lucro, capital e por se tornarem inadimplentes.  Ou seja, a gestão financeira tem um papel essencial no futuro da organização.

Erros de gestão financeira: quais os principais?

Sabendo da importância das finanças dentro da organização é imprescindível identificar possíveis erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa. Para lhe ajudar nesse desafio, elencamos abaixo 10 dos principais erros.

  1. Misturar finanças pessoais com empresariais;
  2. Falta de planejamento orçamentário;
  3. Desorganização no fluxo de caixa;
  4. Falta de capital de giro;
  5. Inexistência de um profissional de finanças na empresa;
  6. Erros de contratação;
  7. Descontrole do estoque;
  8. Desequilíbrio dos custos fixos;
  9. Esquecer dos impostos;
  10. Ignorar os relatórios financeiros.

Abaixo falaremos mais sobre esses erros.

1. Misturar finanças pessoais com empresariais

Dentre os erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa um dos mais comuns é a incapacidade de separar as finanças pessoais das empresariais. Essa falta de distinção pode levar a empresa ao descontrole financeiro, impactando negativamente no fluxo de caixa.

Isso porque se não há uma separação entre o pessoal e profissional, vez ou outra uma dívida pode acabar comprometendo um dos lados.  Se surge uma dívida pessoal e, você tira dinheiro da empresa, com certeza vai faltar para pagar alguma conta ou fazer um investimento.

No sentido inverso não é diferente, se você vende algum bem pessoal para suprir a necessidade da empresa pode se arriscar demais e consequentemente acumular dívidas.

Outro problema é que misturar as contas pode atrapalhar o controle de gastos, rentabilidade da empresa e posteriormente a organização de documentação para declaração do IR. Para corrigir esse erro é essencial que haja uma divisão entre conta pessoal e profissional.

Definir um pró-labore, que é o salário mensal fixo para o próprio empreendedor, advindo da empresa, pode também ser uma solução para evitar que haja um comprometimento do dinheiro da companhia. Falamos no blog o que é pró-labore, confira aqui.

2. Falta de planejamento orçamentário

Quase metade dos brasileiros (46%) não controla o orçamento, segundo o SPC Brasil. 29% admitem fazem apenas contas de cabeça.

Se na vida pessoal isso é um problema na empresarial esse pode ser um dos erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa. Quem não estima quando vai gastar e ganhar acaba jogando no escuro.

Esse problema pode fazer com que investimentos sejam feitos de maneira errada e a consequência podem ser dívidas astronômicas que podem levar a companhia à falência.

Além disso, o controle do orçamento permite ao gestor identificar onde é possível aportar o dinheiro de forma segura, contribuindo inclusive com um planejamento estratégico prévio do negócio.

3. Desorganização no fluxo de caixa

Outro ponto dentro dos principais erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa é o descompromisso com o fluxo de caixa. Se hoje te perguntassem se você sabe exatamente quanto entra e sai da sua empresa efetivamente você teria a resposta na ponta da língua?

Se a resposta for não é bom você reavaliar o seu nível de gestão financeira. O fluxo de caixa nada mais é do que o movimento que computa as entradas e saídas efetivas de recursos da empresa.

Quando se fala de fluxo de caixa é aquela rotina de colocar tudo, literalmente, na ponta do lápis, de despesas fixas, variáveis a receitas futuras, sejam elas mensais ou anuais.

Um erro comum é deixar isso de lado, assim como muitos fazem com o orçamento, como citamos acima, e se exceder em gastos sem ter ganhado nada ainda. É aquela velha história de quem gasta mais do que ganha estar sempre acumulando dívidas.

E um bom fluxo de caixa independe de como você irá construí-lo: pode ser no Excel ou em softwares de gestão financeira.

4. Falta de capital de giro

O capital de giro nada mais é do que aquele dinheiro capaz de suprir as necessidades da empresa por determinado período.

Por exemplo, se sua empresa vendeu algo parcelado irá receber as parcelas mês a mês e não o total de uma vez, então como manter a empresa nesse período recebendo apenas parte do produto? É aí que entra o capital de giro, capaz de suprir essas necessidades.

Sendo assim, já temos uma noção da importância dele para que a empresa se mantenha viva no mercado.   No entanto, ele aparece como um dos principais componentes na lista de erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa.

Isso porque o capital de giro é esquecido apesar de ter uma função importante no fluxo financeiro do negócio. Em outras palavras, ele é um suporte financeiro que mantém compras de matéria-prima, pagamento de impostos, salários, entre outras despesas.

É como se fosse um banco pessoal da empresa, um ponto de equilíbrio para organizar períodos de vendas bons e ruins. Empresas que trabalham com sazonalidade costumam recorrer bastante ao capital de giro para esse equilíbrio nas contas.

Portanto, Não conseguir fazer esse controle financeiro com base no capital de giro, que o tempo todo mantém a empresa funcionando, pode gerar o acúmulo de dívidas e falta de recursos.

5. Inexistência de um profissional de finanças na empresa

Sabemos bem que nem todo mundo tem a habilidade de lidar com números, porém, muitos empreendedores acreditam ser experts em finanças. Esse, aliás, pode ser um dos erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa.

Até porque, gestão financeira pode não ser um bicho de sete cabeças, mas exige conhecimento por parte de quem cuida do tema. Querer assumir o que não se entende pode levar o negócio ao fracasso.

A gestão financeira não só é parte de um processo onde os profissionais precisam gerir toda a contabilidade do negócio, mas também  exige familiaridade com a lei. Pois, deduções fiscais, pagamento de impostos, declarações de IR e mais, requerem a atuação de um profissional.

Qualquer economia neste sentido pode fazer com a empresa tenha problemas com a receita federal e precise pagar multas ou até mesmo sofra com penalizações que leve-a ao fechamento.

Dessa forma, no caso da gestão financeira é primordial contar com profissionais especializados na área ou até mesmo investir em um serviço de contabilidade externo. Economizar nesse caso não é uma boa ideia.

6. Erros de contratação

Você sabia que um dos erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa está ligado a contratações erradas? Uma pesquisa da Universidade de Harvard apontou que 80% das causas do turnover estão ligadas a um erro na contratação.

 Já a empresa de recrutamento Robert Half revelou que 51% dos gestores brasileiros apontam queda de produtividade por uma má contratação e 17% afirmam ter sofrido prejuízos financeiros.

Ou seja, um processo seletivo errado pode não só comprometer a produtividade da organização, mas limitar seu crescimento. Já que um investimento errado neste sentido pode trazer gastos com demissões, novos processos seletivos e contratações.

Por isso, valorize o processo seletivo na sua empresa. Avalie o que você precisa, descreva as características essenciais para a vaga e aplique testes de habilidade. Quanto mais delimitar esses detalhes no processo maiores as chances de contratar corretamente.

Além disso, não queira economizar, pois, um funcionário talentoso não é barato, mas pode trazer resultados surpreendentes a sua empresa. Escolher a pessoa certa é a melhor opção.  

7. Descontrole do estoque

Empresas que trabalham com vendas costumam possuir um estoque para os seus produtos. Aliás, essa é uma das áreas mais importantes para que o fluxo de vendas funcione da melhor forma, entre a compra e posterior envio.

Contudo, um dos erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa está na falta de controle de estoque. Esse problema ocorre por diversos motivos, sendo que a falta de planejamento é o principal deles.

Se a empresa não planeja previamente suas vendas acaba comprando demais ou de menos e isso é péssimo.

Pois, o produto pode acabar faltando e a entrega estragar a experiência do cliente ou no outro cenário, se a empresa compra produtos demais, o estoque pode ficar parado gerando custos com armazenamento e até a perda dos que têm validade.

Então, é essencial controlar o seu estoque tendo como base um estudo do mercado, organização correta das mercadorias, conhecimento do perfil dos seus cliente e sazonalidade para que você esteja pronto para qualquer demanda.

8. Desequilíbrio dos custos fixos

Todos os seus custos fixos são de extrema necessidade para que sua empresa funcione? Você precisa da quantidade de funcionários que tem? É necessário comprar novos computadores ou equipamentos nesse momento?

E aquele serviço de TV por assinatura no escritório que ninguém usa? A conta de telefone fixo com milhares de minutos que a empresa nem precisa. Esses “pequenos” custos fixos precisam ser administrados para não virar uma bola de neve.

Ignorá-los é um dos erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa. Se algo não for essencial para sua empresa então corte ou evite gastar dinheiro com isso.

Até porque os custos fixos, como o próprio nome define, é algo recorrente e não pode ser apenas opcional, precisa ser algo necessário e de extrema necessidade para a empresa. Dado que a saúde financeira depende e muito desse controle de gastos.

9. Esquecer dos impostos

Dados do IBGE/Impostômetro mostram que quase 100% das empresas no país (95%) acabam pagando impostos de forma indevida.

Dentre os erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa esse é um dos mais complexos, pois, a leis tributárias no país são extremamente complicadas.

O Brasil é o país onde as micro e pequenas empresas mais pagam impostos, segundo estudo da Plume Consulting e a Sage, empresa britânica com foco em gestão. Diante desse cenário, podemos dizer que é imprescindível que a empresa reserve um dinheiro para os impostos.

Quando se fala de impostos é necessário calcular não só os pagos nas declarações, mas também os impostos relacionados a vendas e a própria folha de pagamento.

Sem contar que é fundamental se adequar a menor carga tributária possível para sua empresa, para que não sejam pagos valores indevidamente, sem necessidade.

Não é possível, portanto, ignorar os impostos numa gestão financeira, uma vez que não cumprir com as obrigações tributárias legais pode haver penalizações e multas.

10. Ignorar os relatórios financeiros

Qual é a sua base hoje para tomar as decisões financeiras da empresa? Não tem nenhuma? Pois saiba que você está cometendo um dos principais erros de gestão financeira que podem fechar sua empresa.

A gestão financeira efetiva depende de uma visão macro do negócio. Tudo precisa estar na mão dos gestores em tempo real para que as tomadas de decisão sejam assertivas.

Por isso, os relatórios que contenham orçamento, fluxo de caixa, despesas, investimentos e outras informações é que permitem que a empresa defina seus objetivos de forma estratégica.

Informações precisas das finanças diante dos olhos do gestor otimizam as decisões e as tornam mais efetivas, sem que tudo seja baseado em achismos ou dúvidas.

Um controle de gestão financeira, então, exige como base esses relatórios, que podem ser diários, mensais, bimestrais ou conforme necessidade da empresa.

O segredo é: quanto mais rápido for possível tomar uma decisão para prevenir ou reverter uma situação de crise, melhor para a empresa não fechar suas portas.

 

Gostou do nosso artigo? Como você tem feito à gestão financeira da sua empresa? Deixe um comentário nesse post e conte para nós.

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.