previdência privada ou tesouro direto

Previdência privada ou tesouro direto: qual é a melhor opção?

Em dúvida sobre previdência privada ou tesouro direto? Entenda-os primeiro: a previdência é um plano de investimento que conta com as modalidades VGBL e PGBL. No entanto, ambas funcionais por meio de depósitos periódicos. Contudo, o tesouro direto é um programa do Tesouro Nacional em parceria com a BM&FBovespa, que facilita o acesso de pessoas físicas aos títulos federais e públicos — serve como uma espécie de empréstimo ao governo, que devolve em remunerações vantajosas ao investidor.

Entre tantas opções de investimento, as pessoas logo se veem encurraladas com indicações de amigos e ofertas de gerentes de bancos. E, entre tantas opiniões divergentes, qual é a melhor? Especialmente, quando falamos de dois modos populares, entre a previdência privada ou tesouro direto?

Se você se encaixa nesse grupo e está em busca de mais informações a respeito de ambas as modalidades de investimento, a sua procura terminou!

A seguir, temos um compilado com tudo o que você precisa saber para, enfim, tomar uma decisão assertiva e alinhada ao seu perfil, objetivos e necessidades: previdência privada ou tesouro direto?

Confira!

Entenda se a previdência privada ou tesouro direto são adequados

Entender se você tem mais perfil para previdência privada ou tesouro direto tem início com a diferenciação básica entre ambas as modalidades de investimentos. Vamos a elas?

 

A previdência privada

Comumente oferecida por instituições financeiras, a previdência privada é tida, por muitos, como um investimento complementar de renda. Isso porque o investimento foi concebido para servir de seguro às pessoas que não contribuíam com o INSS à época em que foi idealizado — em 1977.

Sua popularização, entretanto, foi só acontecer duas décadas depois por meio de pessoas que começaram a, de fato, se preocupar com os rumos de suas respectivas rendas. Para tanto, as pessoas podem escolher entre dois tipos de previdência privada:

  • o Plano Gerador de Benefício Definido (PGBL), que abate as suas aplicações a partir da sua declaração anual do Imposto de Renda;
  • o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), que é mais indicado para quem não realiza a declaração do Imposto de Renda (ou faz, mas como isento).

Em seguida, é importante avaliar que o investimento possui duas fazer, independentemente de ter optado pelo PGBL ou pelo VGBL: a acumulação, que é o resultado dos aportes mensais, e a fase seguinte, que se traduz na renda mensal contratada pelo seu plano de previdência.

 

O Tesouro Direto

Agora, no comparativo entre previdência privada ou Tesouro Direto, vamos entender como funciona esse segundo modelo de investimento.

Sua origem está atrelada ao esforço combinado do Tesouro Nacional com a BM&FBovespa, permitindo às pessoas um acesso facilitado aos títulos públicos federais.

E por que isso, você pode estar se perguntando? Simples, é uma maneira de fazer com que a própria população “empreste” recursos para o governo, que trabalhar com a rentabilização desse investimento gradualmente — uma espécie de retribuição, portanto.

Portanto, essa devolutiva ocorre por meio de uma remuneração anual, e que é paga através do auxílio de uma corretora de valores. Segurança e precisão para ter o seu investimento rendendo continuamente, e de acordo com os seus objetivos.

Vale, ainda, conhecer as modalidades dentro do Tesouro Direto, que são:

  • prefixado, com taxa fixa de rentabilidade (e indicado para quem desconfia da estabilidade da economia no longo prazo);
  • atrelado à Inflação, que dispõe de uma rentabilidade fixa e, outra, variável. O que flutua constantemente os ganhos desse tipo de investimento;
  • indexado à Taxa Selic, o único título atrelado a essa taxa — e também um dos mais usados por conta de sua flexibilidade (pois dá um retorno de 100%, da taxa Selic, para o investidor). 

Vamos ver, agora, como cada um deles pode ser melhor para você?

Como escolher entre a previdência privada ou Tesouro Direto?

Abaixo, vamos destacar as vantagens e, em seguida, os pontos de atenção de cada investimento!

Vantagens

Para escolher entre previdência privada ou Tesouro Direto, conheça as vantagens do primeiro:

  • disciplina regrada para poupar dinheiro, já que os aportes acontecem mensalmente em valores fixos;
  • ajuda a complementar a previdência social por meio de retiradas mensais;
  • tem como ser abatido no Imposto de Renda.

Agora, os pontos positivos do Tesouro Direto são:

  • rentabilidade melhor, independentemente da modalidade escolhida (inclusive, uma que acompanhe os índices de inflação);
  • menor risco de investimento;
  • o valor mínimo de investimento é acessível;
  • a liquidez é diária.

No comparativo entre previdência privada ou Tesouro Direto, a segunda leva vantagem com relação à primeira. Mas é importante analisar outros fatores também.

 

Desvantagens

No que diz respeito à previdência privada:

  • as taxas (administração, carregamento e saque) são elevadas;
  • existem, ainda, taxas complementares para quem retira o valor devido antes do prazo previamente estipulado;
  • tem baixa rentabilidade;
  • por meio dos impostos praticados, os investimentos de curto prazo não são recomendados;
  • não conta com a garantia do FGC.

E, sobre o Tesouro Direto, a grande desvantagem é o fato de que o investimento é tributado pelo Imposto de Renda.

Isso significa, então, que o Tesouro Direto é uma possibilidade mais flexível para o investidor — independentemente do seu perfil. Afinal, são qualidades que se sobressaem, no comparativo, e a única desvantagem pesa menos do que a lista de desafios propostos para quem investe na previdência privada.

No entanto, para além dessa questão entre previdência privada ou Tesouro Direto, gostaríamos de ouvir a sua opinião também: quais são os desafios e obstáculos que você mais enfrenta, na hora de planejar um investimento. Deixe um comentário, logo abaixo, e vamos expandir essa discussão sobre o assunto 🙂

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.