Por que os funcionários faltam

Por que os funcionários faltam? 5 motivos para o absenteísmo

Uma das maiores causas de queda de produtividade nas empresas, o absenteísmo é um dos principais pontos de atenção em uma estratégia de gestão de pessoas. Para resolver esse problema, o primeiro passo é entender suas causas: por que os funcionários faltam ao trabalho?

Se um colaborador se atrasa todas as manhãs ou se ausenta com frequência, ele se torna um problema para andamento do negócio. Afinal, os gestores não podem contar com essa pessoa para completar projetos, além de a situação causar estranhamento no resto da equipe.

Entretanto, antes de punir o funcionário, é essencial buscar entender esse comportamento. Nem sempre as faltas são por má fé ou preguiça. Pode haver razões muitos mais profundas por trás da situação.

Pensando nisso, listamos principais motivos para ausências de funcionários e como administrá-los. Quer aprender a lidar com as faltas? Continue acompanhando o post!

1. Desmotivação

Segundo a pesquisa da consultoria PwC, a principal razão que explica por que os funcionários faltam é o tédio. 61% dos entrevistados disseram que faltavam por se sentirem desmotivados e deprimidos com suas tarefas na empresa.

Nesse caso, o grande desafio é identificar as razões da desmotivação. Se as faltas são frequentes na equipe inteira, provavelmente a empresa tem deficiências na gestão de pessoas.

Isso acontece quando a liderança não oferece o suporte necessário ao time e não reconhece os esforços dos profissionais. Maus gestores também costumam controlar de forma exagerada a rotina dos funcionários e são pouco abertos ao diálogo.

Esse relacionamento ruim contribui para que as pessoas percam o engajamento e comecem a faltar mais, seja por falta de vontade de trabalhar ou por estarem buscando novas oportunidades.

Outras causas comuns de desmotivação são salários abaixo da média e falta de interesse nas tarefas diárias. Para conhecer a raiz do problema, o ideal é chamar o profissional para uma conversa franca.

Se o problema apontado for o líder, busque confirmação com outros membros do time e escolha um gestor que, de fato, trabalhe em favor da equipe.

Ter uma política de revisão de cargos também é uma excelente estratégia. Ao invés de manter um profissional desmotivado por fazer algo que não gosta, vale a pena detectar o que ele faz de melhor e direcioná-lo a uma função que esteja mais próxima das suas aspirações.

2. Desejo de ser demitido

Por motivos diversos, há muitos casos de profissionais que desejam sair da empresa, mas não pedem demissão para não saírem perdendo financeiramente. Por isso, começam a faltar com frequência para forçar um desligamento.

Se você perceber essa intenção, saiba que a empresa tem como se proteger com a força da lei. A cada falta não justificada, o empregador deve agir da seguinte forma, segundo a CLT:

  1. Primeira falta: aplicar uma advertência verbal, registrada na ficha do colaborador.
  2. Segunda falta: aplicar uma advertência por escrito, registrada na ficha do colaborador e assinada por duas testemunhas;
  3. Terceira falta: Além da advertência por escrito, aplicar suspensão de um dia, com desconto no salário.
  4. Quarta falta: Além da advertência por escrito, aplicar suspensão de três dias a uma semana, com desconto no salário.
  5. Quinta falta: Demissão por justa causa.

Algumas convenções trabalhistas determinam algumas adaptações no processo, mas a essência é sempre a mesma: aplicar advertências para corrigir o comportamento e, em última instância, demitir por justa causa, sem direito a multa nem seguro-desemprego.

3. Problemas pessoais

Atrasos crônicos e absenteísmo muitas vezes são sinais de problemas pessoais graves que explicam por que os funcionários faltam. Pode ser uma doença na família, dependência de álcool, drogas ou relacionamentos abusivos, entre outros. Em uma reunião particular com o colaborador, questione se há algo acontecendo e como você pode ajudar.

Oferecer apoio em uma fase difícil pode fazer com que um empregado problemático se torne um dos seus funcionários mais leais dali em diante. Saber ouvir sem julgamentos nem preconceitos é importante, pois muitas vezes a pessoa só precisa de um acolhimento que não encontra em lugar nenhum.

Outra situação que costuma responder por que os funcionários faltam são os problemas financeiros. Lidar com dívidas e atrasos nas contas pessoais é algo que deixa muita gente desconcentrada, estressada e, por vezes, incapaz de ir trabalhar.

Por isso, cuide do bem-estar financeiro dos seus funcionários. Saiba que isso vai muito além de um pacote de remuneração competitivo. É preciso ter iniciativas de educação financeira na empresa, para que todos aprendam a ter uma relação positiva com o dinheiro.

4. Problemas de saúde

Questões médicas estão entre os motivos mais frequentes que explicam por que os funcionários faltam. É muito comum um colaborador se ausentar porque está gripado, com dores ou porque tirou o dia para exames de rotina. Há, também, casos de afastamentos longos para tratamentos mais sérios.

O que muita gente não leva em conta é o adoecimento mental, que engloba boa parte das ausências no trabalho. Depressão, ansiedade, estresse e burnout são algumas das doenças mais comuns entre os trabalhadores, e em situações extremas chegam a ser incapacitantes.

A empresa deve ser oferecer apoio tanto para problemas de saúde física quanto mental. Somos todos seres humanos, e às vezes ficamos doentes. Nunca espere nem permita que um colaborador coloque o trabalho na frente da própria saúde. 

Se ausentar por um ou alguns dias acaba sendo melhor do que trabalhar sem condições e não conseguir ter um bom rendimento.

5. Assédio moral

Diretamente ligado à saúde mental, o assédio moral é um ótimo exemplo para nos ajudar a entender por que os funcionários faltam. Infelizmente, muitos profissionais sofrem com comentários pejorativos ou agressivos vindos de colegas ou gestores, de modo que o convívio no dia a dia se torna insuportável.

É papel da empresa implementar políticas que evitem o bullying e todos os tipos de assédio de forma veemente. Um bom clima organizacional é essencial para manter a satisfação e a produtividade em alta. 

Os responsáveis por qualquer agressão psicológica precisam ser devidamente advertidos, sob pena de demissão em caso de reincidência.

Agora que você já entendeu por que os funcionários faltam, é hora de agir para prevenir o problema. Lembre-se: antes de tirar conclusões precipitadas, avalie caso a caso e conheça a situação do funcionário em questão. Assim você poderá tomar as medidas mais adequadas para reduzir o absenteísmo na empresa.

Gostou do artigo? Que tal se aprofundar no assunto? Confira este artigo sobre estresse financeiro e conheça as melhores formas de lidar com o problema!

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.