Muito se fala sobre como a alta rotatividade causa prejuízos às empresas. Os custos com processos seletivos aumentam, as equipes ficam desfalcadas e a produtividade diminui. No entanto, esses não são os únicos problemas: os colaboradores saem perdendo com o entra e sai dos colegas. Mas por que o turnover é ruim para os funcionários?

Para responder a essa pergunta, reunimos os principais pontos negativos da baixa retenção de talentos para o dia a dia da empresa. Quer entender melhor esse impacto? Continue acompanhando o post!

 

O que é turnover?

Turnover é um indicador de RH que mede a rotatividade de funcionários, ou seja, o número de colaboradores contratados e desligados em determinado período.

É essencial tomar medidas para que essa taxa não seja muito elevada, já que isso causa diversos problemas para a gestão do negócio.

Uma rotatividade alta significa que algo não vai bem na retenção de talentos da organização. É preciso identificar os motivos que levam à saída frequente de funcionários e trabalhar para solucionar esses problemas.

Entre as razões que levam ao aumento do turnover, algumas das principais são:

  • mau relacionamento com o chefe;
  • clima interno ruim;
  • falta de identificação com a cultura organizacional;
  • salários e benefícios abaixo do mercado.

A principal razão para controlar o turnover é cuidar da employer branding da empresa, isto é,  sua reputação enquanto empregadora.

Organizações que não conseguem manter seus colaboradores levam a crer que não se preocupam em atender seus interesses. Isso causa uma impressão muito negativa no mercado, o que dificulta a atração de talentos.

Além disso, há o impacto financeiro da alta rotatividade. Para repor um profissional, além de arcar com os custos da rescisão, a empresa deve lidar com investimentos extras. Isso inclui a abertura de um novo processo seletivo e o onboarding do novo contratado.

Não se pode esquecer também dos prejuízos indiretos. Enquanto a equipe está desfalcada, sua produtividade diminui. Na ponta do lápis, a empresa está gastando mais e gerando menos resultados, o que vai contra os objetivos de qualquer organização.

 

Por que o turnover é ruim para os funcionários?

Como vimos acima, o aumento do turnover é altamente prejudicial para o negócio. No entanto, muitos ignoram como a rotatividade afeta a rotina dos colaboradores que ficam. Veja a seguir alguns desses impactos.

 

Enfraquecimento da cultura organizacional

A relação das pessoas com o trabalho mudou muito de alguns anos para cá.

Hoje, os profissionais buscam empregos com os quais se identifiquem, se sintam parte de algo e possam lutar por um propósito. Para que isso aconteça, a cultura organizacional deve ser muito bem desenvolvida.

Quando a rotatividade é alta, fortalecer a cultura é uma missão muito mais difícil. Criar identificação é algo que leva tempo, não acontece do dia para a noite.

Por mais que as diretrizes sejam estabelecidas pelos gestores, o que realmente define o DNA de uma empresa são as atitudes dos colaboradores no dia a dia.

Construir uma base de funcionários que permaneçam na companhia por um longo período é o melhor caminho para definir uma cultura consistente. Sem isso, a empresa fica sem identidade, o que dificulta a criação do senso de pertencimento, do propósito e de uma reputação positiva para a marca.

 

Redução do engajamento

Assistir os colegas deixarem a empresa um após o outro é um fator de desmotivação para quem permanece.

Se poucos têm interesse em ficar, é porque existe razão para isso. Pode ser um chefe ruim, salários baixos, falta de desafio no dia a dia… Seja qual for o motivo, o fato é que o engajamento do time diminui, enquanto a insatisfação cresce cada vez mais.

Por outro lado, quando a retenção de talentos é alta, o efeito é oposto. Quando a maioria dos colaboradores permanece por bastante tempo, é sinal de que o lugar atende às necessidades dos funcionários e procura mantê-los satisfeitos.

Além disso, os profissionais conseguem conviver mais  e criar laços mais fortes entre si, o que ajuda a aumentar o engajamento e melhorar o clima interno.

Assim, todos passam a valorizar mais o ambiente de trabalho, o que eleva o nível de satisfação pessoal e profissional da equipe.

 

Sobrecarga de trabalho

Um dos pontos que melhor explicam por que o turnover é ruim para os funcionários é a frequente sobrecarga de trabalho.

Sempre que acontece um desligamento, a equipe do ex-funcionário fica desfalcada até que seja feita a reposição.

Lidar esse problema várias vezes em um curto período significa que o time terá que trabalhar além da sua capacidade por muito mais tempo.

Quando isso acontece, a equipe distribui entre si as tarefas da pessoa que falta, até que chegue um novo responsável por essas demandas.

Em muitos casos, é preciso fazer horas extras para que as entregas sejam concluídas, o que aumenta ainda mais a sobrecarga e o nível de estresse.

 

Impacto negativo no budget da empresa

Já explicamos que o turnover elevado pode causar graves consequências para o orçamento. O prejuízo financeiro para a organização é evidente, mas devemos lembrar que, de maneira indireta, os funcionários também sofrem com isso. Como isso acontece?

A verba investida para abrir novos processos de recrutamento poderia ser usada para melhorar as remunerações e premiações dos colaboradores.

Com isso, os funcionários deixam de aproveitar benefícios que poderiam ser concedidos caso não existisse esse impacto negativo no budget.

Nesse cenário, pode-se dizer que reter talentos também é uma forma de estabelecer uma política de salários mais atrativa.

Assim, os recursos da organização são usados de maneira mais inteligente, otimizando o planejamento financeiro e garantindo a satisfação do time.

 

Agora que você já entendeu por que o turnover é ruim para os funcionários, tem mais um motivo para fortalecer a retenção de talentos da sua empresa.

Atender às necessidades dos colaboradores é uma medida básica para fazer a roda do negócio girar perfeitamente. Com a força de trabalho engajada, a produtividade aumenta e os resultados se tornam cada vez melhores.

 

Gostou do artigo? Deixe um comentário abaixo com suas dúvidas e opiniões! Estamos ansiosos para saber como você lida com o turnover na sua empresa!