Planejamento e organização. Essas são duas palavras que devem fazer parte dos RHs de empresas que buscam se destacar no mercado. E para alcançar essa meta existe a necessidade de manter alinhado os objetivos da organização com o dos colaboradores. Por esse motivo, criar a política de RH de uma empresa contribui para que haja não só um alinhamento do trabalho, mas também de regras internas.

As políticas internas de recursos humanos servem como uma padronização dos processos. Sejam eles de recrutamento, carreira, capacitações, cargos, benefícios e etc. É um mapa da empresa que impacta diretamente na gestão de funcionários.

Porém, desenvolver a política de RH de uma empresa exige muito trabalho, dedicação e integração entre vários setores. Isso porque todos os procedimentos devem estar devidamente alinhados aos objetivos e metas do negócio.

Quer saber como construir as política de RH de uma empresa com perfeição? Confira nossas dicas!

O que é política de RH?

As políticas de RH de uma empresa podem ser explicadas como um conjunto de regras e normas internas que buscam conduzir e direcionar os colaboradores aos objetivos da organização. Com isso, espera-se criar um alinhamento sobre as diretrizes do local de trabalho.

E dentro da política de RH, por exemplo, são definidas práticas que englobam processos de contratação e demissão, código de conduta, remuneração, benefícios, entre outros.

A ideia é que se crie um padrão para cada processo, para que assim todos estejam cientes de como devem agir em cada situação. No caso da empresa, política de RH serve como um guia estratégico para gerir todo o capital humano da empresa.

Ações de políticas de RH de uma empresa

Tendo conhecimento sobre a importância das políticas de RH de uma empresa, destacamos seis ações que podem lhe ajudar na construção dessa estratégia. Confira abaixo e veja qual se adapta a realidade da sua empresa, com base na sua cultura organizacional.

1. Recrutamento e seleção

Desenvolver políticas de RH de uma empresa com foco em recrutamento e seleção é essencial. Toda empresa começa por uma boa estrutura organizacional e dentro disso está a contratação de bons funcionários.

E dentro dessa política de recrutamento devem conter procedimentos padrões para contratação. Desde uma boa descrição das vagas, estratégias de recrutamento (online e offline), anúncio das vagas até a aplicação de testes e uma entrevista bem estruturada.

Sendo assim, as políticas de RH de uma empresa, com foco no recrutamento, dão a empresa suporte para contratar o perfil certo. Oferecendo maior assertividade nas contratações, por seguir uma estrutura de recrutamento, e impactando diretamente na taxa de turnover.  

>> E, para ajudar você a criar políticas de recrutamento e seleção, produzimos um livro digital que apresenta um passo a passo para a produção de um planejamento de recrutamento e seleção assertivo. Clique aqui e acesse agora mesmo!

2. Política de treinamento

Investir no funcionário não só possibilita crescimento aos colaboradores, mas traz inúmeros benefícios a empresa em questão. Isso porque quanto mais você possuir profissionais capacitados, maiores as chances de obter resultados satisfatórios.

Porém, um plano de treinamento e desenvolvimento exige boas políticas de RH de uma empresa. Já que é por meio dessa estruturação que a empresa terá uma base de quanto pode investir e de que forma – deixando muito bem definido o modelo de treinamento, como cursos presenciais, semipresenciais ou à distância, e delimitando o horário de treinamento e o orçamento para esse tipo de investimento.

3. Cargos e salários

Todo colaborador espera ser reconhecido pelo trabalho que faz dentro da empresa. Mais ainda, a expectativa da maioria dos funcionários é ter um plano de carreira real onde possa se desenvolver e crescer dentro da organização.

Ou seja, o plano de cargos e salários possibilita traçar critérios de remuneração, bonificação, horas trabalhadas e etc.  

Com base nisso, políticas de RH de uma empresa, dentro do universo de cargos e salários, são um grande diferencial para reter e atrair novos talentos para a organização.

Isso porque o profissional, dessa forma, tem a exata visão do caminho que precisa percorrer para crescer na empresa, seja para alcançar um bom cargo ou salário melhor, aumentando, assim, as chances do profissional se engajar com os objetivos da organização.

Esse desenho da hierarquia interna que uma política de cargos e salários constrói pode criar maior motivação aos colaboradores. Facilitando realocações de cargo, reajustes salariais, promoções e etc.

4. Benefícios

57% dos profissionais avaliam o pacote de benefícios da empresa antes de aceitarem uma proposta de emprego segundo pesquisa da Page Personal. Diante desse cenário, em que os benefícios são um diferencial competitivo, uma política de RH voltada a essa área é fundamental.

As políticas de RH de uma empresa referentes aos benefícios oferecidos podem ajudar a empresa a criar um padrão onde todos têm o mesmo direito. Seja em relação a um convênio médico, odontológico, vale refeição, entre outros benefícios.

Quando há uma padronização do que a empresa pode oferecer, fica mais fácil negociar uma contratação e até mesmo ser um diferencial para reter um talento.

Além disso, uma política de benefícios também organiza questões burocráticas.  Elas englobam descontos em folha,  legislação trabalhista, prazos para recebimento de cada benefício, condições e etc.

5. Avaliação de desempenho

Feedbacks contínuos podem se transformar em um reflexo dos bons resultados. Isso porque é por meio dele que o gestor consegue corrigir erros, valorizar os acertos e corrigir os rumos da equipe diante dos desafios que se apresentam diariamente.

E, para que esse processo seja estruturado e organizado, o mercado exige políticas de RH de uma empresa focadas na avaliação de desempenho. Na prática define-se o sistema de avaliação, critérios a serem avaliados e a frequência com que esse feedback acontecerá.

Assim, as análises de resultados se tornam cada vez mais contínuas e assertivas, diminuindo as chances de erros. Quando não há uma política de avaliação de desempenho, tudo acaba “ficando para amanhã” e perdem-se oportunidades de corrigir vários problemas.

As políticas de RH de uma empresa na avaliação de desempenho podem otimizar os processos e corrigir estratégias de forma mais rápida e eficaz. Isso porque haverá um padrão para que o gestor siga com seus colaboradores, sem fazer tudo na correria e sem planejamento.

6. Demissão

Muitos colaboradores sequer conhecem seus direitos dentro da empresa caso sejam demitidos ou peçam demissão. Além disso, um erro de processo por parte de um gestor ou do setor de RH pode gerar inúmeros processos trabalhistas futuramente.

Por esse motivo é imprescindível que toda empresa tenha em mãos uma política de desligamento. Aliás, dentro das políticas de RH de uma empresa essa deveria ser uma das mais importantes.

Já que uma saída em litígio pode não só fazer a empresa perder dinheiro, mas seu nome pode ficar sujo no mercado com futuros talentos em processo de recrutamento e seleção.

Portanto, é essencial que existam regras e normas sempre respeitando a legislação trabalhista e, principalmente, o profissional que está de saída. Afinal, toda regra dentro de uma política de desligamento dá suporte para decisões posteriores em relação ao tema.

Políticas de RH e a importância no alinhamento do trabalho

As políticas de RH de uma empresa têm como objetivo principal alinhar os trabalhos e a relação entre empresa e colaborador. Quando todos sabem exatamente quais as regras e normas, o trabalho fica mais transparente e justo.

Como citamos acima as políticas de RH da empresa podem impactar diretamente várias questões da empresa. Desde a um processo de seleção, até a uma política de benefícios ou de formação e treinamento.

Quando tudo está bem organizado, o trabalho tende a fluir de maneira mais eficaz, facilitando a vida do gestor e dos colaboradores.

Por isso, as políticas de RH de uma empresa podem ser um grande diferencial competitivo para quem as adota. Já que, assim, tudo tem o seu padrão, facilitando o controle e as tomadas de decisão, seja qual for o tema em questão.

Quer saber mais sobre o mundo do RH e Gestão? Assine a nossa newsletter e se mantenha sempre atualizado no mercado.

Uma plataforma de Recursos Humanos vai ajudar a controlar de maneira mais eficaz toda a política de RH de uma empresa. Com a Xerpa sua empresa terá acesso a benefícios como:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionado à questões legais e gestão de informação da empresa.

Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.