política de férias flexível

Política de férias flexível: o que é e dicas para implantar na sua empresa

Por meio de uma política de férias flexível, a empresa dá ao colaborador a possibilidade de montar a sua própria rotina. Mais autonomia, portanto, para terem os dias de repouso da maneira que preferirem — e tudo de acordo com as leis trabalhistas vigentes —, agregando mais produtividade, engajamento e valor na retenção de talentos.

 

Uma boa dica para você promover a satisfação dos colaboradores e agregar mais qualidade de vida às suas rotinas: a elaboração de uma política de férias flexível na empresa.

Com base em um planejamento focado na flexibilização desse período de repouso, a empresa adquire mais ativos e atrativos para melhorar o seu poder de atração de talentos, do mercado, bem como a retenção, produtividade e o clima do ambiente de trabalho.

E essa não é uma tendência recente, mas tem recuperado o seu prestígio entre muitos especialistas de RH. Quer saber como compor uma política de férias flexível e adotá-la no dia a dia da sua empresa? Basta seguir com a leitura deste post!

O que é uma política de férias flexível?

Em princípio, a política de férias flexível é atrativa porque permite mais autonomia ao colaborador. Ciente de suas responsabilidades e do funcionamento de sua rotina, ele mesmo compõe os períodos de repouso.

Inclusive, trata-se de um alento e tanto para as empresas interessadas em atrair os millennials e a geração Z. Conhecidos pelo perfil focado em vantagens no ambiente de trabalho, eles preferem uma rotina mais flexível para equilibrarem as suas vidas pessoal e profissional.

Em pouco tempo, essas gerações vão dominar o mercado de trabalho. O que reflete a importância de antecipar-se e focar na elaboração de uma política de férias flexível.

>> Elaboramos um checklist para o Processo de Férias. Com ele, você conseguirá guiar todo esse processo de forma efetiva (e sem deixar nada para trás). Clique aqui e baixe o checklist!

O quanto isso impacta as leis trabalhistas?

Mudanças ocorridas em 2017 nas leis trabalhistas apontam um direcionamento a essa tendência. Confira, agora, o que a CLT aponta a respeito das férias dos profissionais:

  • a lei permite que, em vez de fracionar o período de 30 dias corridos em dois períodos, apenas, o colaborador consiga dividi-lo até três vezes ao ano;
  • a questão, agora, está nessa divisão. Um dos períodos deve conter, obrigatoriamente, o mínimo de 14 dias, enquanto os outros dois devem ter, pelo menos, cinco dias cada;
  • para tanto, a política de férias flexível não deve ser imposta pela empresa, mas acordada com os colaboradores.

Portanto, há um respaldo da lei, agora, para que você conceda esse tipo de atrativo para os seus colaboradores, alinhando-se às principais tendências de motivação, retenção e atração de talentos.

Como promover mais flexibilidade à rotina?

Outra ação interessante, nesse sentido, é a elaboração de um plano de férias flexível com base em uma tendência bastante comum nos Estados Unidos: o paid time off.

Nele, a empresa já considera uma quantidade de dias específicos para que os colaboradores possam organizar-se dentro de suas próprias necessidades, como:

  • idas ao médico;
  • repousos em decorrência de doenças;
  • resolver assuntos particulares.

Entretanto, cabe, aqui, o cuidado em alinhar-se às exigências das leis trabalhistas. Isso porque todas as empresas estão sujeitas a seguirem cargas horárias específicas mínimas. Mas, por meio de um planejamento que bonifique os colaboradores, é possível compor esse projeto peculiar e interessante.

Como resultado disso, você pode agregar mais flexibilidade para os colaboradores. Imagine que, assim, eles possam equilibrar as suas demandas pessoais com a rotina profissional — e sem atropelar ou deixar acumularem os problemas em um ou outro aspecto de sua vida.

Para a organização, isso se traduz em investimentos pouco custosos, e com elevado retorno para a produtividade e o engajamento do seu quadro de funcionários. No mercado, a sua reputação é potencializada e mais profissionais de renome vão buscar uma oportunidade aí, com vocês.

 

Que tal, agora, você nos contar o que achou dessa política de férias flexível? Compartilhe conosco a sua opinião sobre o assunto, no campo de comentários, e vamos estender a discussão para identificar as melhores ações nesse sentido para agregar mais qualidade de vida ao ambiente de trabalho!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.