Planilha de Gastos

Aprenda a usar uma planilha de gastos

Educação financeira é algo elementar. Com ela, evitamos os custos exorbitantes, resistimos às compras por impulso e temos um planejamento consolidado que nos aproxima de nossos objetivos. Daí, a fundamental importância da planilha de gastos nesse processo.

Neste post, vamos mostrar para você o quanto ela é importante e, principalmente, como você pode organizar a sua própria planilha. Assim, independentemente de quais sejam os seus objetivos financeiros, você terá uma poderosa aliada para começar a poupar para o futuro.

Boa leitura!

O que são as planilhas de gastos?

Por meio da planilha de gastos, você agrega mais disciplina financeira à sua vida. O controle é necessário, por exemplo, para identificar as áreas nas quais o descontrole é maior, bem como os desperdícios. 

Assim, evita-se o surgimento (ou o acúmulo) de dívidas, bem como favorece o planejamento e a realização de objetivos em curto, médio e longo prazo.

Só que, na teoria, isso parece mais fácil do que é. Afinal de contas, uma boa planilha de gastos deve levar em consideração as suas características — objetivos e as pequenas metas, por exemplo —, não podendo ser algo completamente genérico.

Para isso, vamos ajudar com a orientação de como você deve desenhar a sua própria planilha para que você dê os primeiros passos para compreender a sua realidade financeira!

Como montar uma planilha de gastos?

Ao criar a sua própria planilha de gastos, recomendamos que em primeiro lugar você tenha um planejamento. Com base nele, você entende quais são os seus custos e também a sua renda mensal. 

Dividi-los, é o primeiro passo para saber exatamente da onde vem os seus recursos e para onde eles são destinados ao longo do mês. Em seguida, com a sua planilha de gastos recém-criada, é possível dividi-la da seguinte maneira:

  • crie uma lista de gastos por temas, como habitação (aluguel e contas de luz, água etc.), automóvel (IPVA, combustível e manutenção) e compras (supermercado e açougue), entre outros;
  • estabeleça um equilíbrio nas contas por meio de teto nos gastos em cada tópico. Em automóvel, por exemplo, proponha um limite de R$ 300 e cuide para não ultrapassar essa meta; 
  • registre todos os gastos (todos, mesmo) na planilha. Lembre-se de adicioná-los no tema correto para saber o quanto você tem gastado em cada aspecto da sua vida;
  • considere o que fazer caso os gastos tenham extrapolado em um dos tópicos (como reduzir o teto de outro tema para cobrir esse custo extra).

Agora que você já sabe como montar a sua planilha de gastos, vamos entender como você pode organizá-la com eficiência!

Como manter os gastos pessoais sob controle?

Como destacamos, não basta registrar tudo sem, antes, ter um planejamento financeiro que permita o uso estratégico dos gastos anotados e, assim, alcançar objetivos e evitar o acúmulo ou mesmo o surgimento de dívidas na sua vida.

Para isso, confira algumas dicas que separamos sobre isso!

Planeje um tempinho de cada dia para o controle de gastos

Pode ser pela manhã, antes de ir ao trabalho, ou mesmo como a última atividade antes de ir para a cama. O importante é que você dedique um tempinho que seja para anotar os gastos.

Afinal de contas, quanto mais você negligenciar essa atividade, mais os dados vão se acumular. E isso pode reduzir a disposição em fazer o trabalho inteiro de uma só vez.

Sem falar que, para manter o controle de suas despesas, é importante que a planilha de gastos esteja sempre atualizada. De que outra maneira você vai saber se está mantendo as metas estipuladas em cada tópico?

Crie uma reserva financeira

Além dos custos mensais, aproveite para calcular um pouquinho de sua renda para anotar na planilha de gastos. Isso porque, esse exercício pode ser benéfico de muitas formas, como:

  • ajuda a cobrir eventuais gastos extras em algum dos tópicos de sua planilha;
  • valoriza a sua renda, se aplicada em algum tipo de investimento;
  • gera segurança contra imprevistos e gastos emergenciais de todo tipo;
  • gera mais educação financeira para você e toda a sua família.

Com a reserva de emergência, você tem uma poderosa aliada para manter as finanças em dia. Se você quiser saber mais a respeito do assunto, aproveite para ler também nosso artigo com dicas para você montar a sua!

Identifique gastos desnecessários

Ao acompanhar a sua planilha de gastos, lembre-se de observar não apenas os números, mas as circunstâncias por trás deles. Por exemplo: um jantar fora, no meio da semana e que contribuiu para extrapolar os custos em determinado mês.

Com a planilha, você passa a analisar melhor os próprio hábitos. Assim, caso você tenha uma meta financeira em médio ou longo prazo, pode recorrer a esse documento para identificar onde é possível estancar mais custos e, consequentemente, aumentar a economia ao longo do mês.

Onde criar e manter a planilha de gastos?

Você tem três opções que se diferenciam pela facilidade de elaboração e manutenção, e também para agregar mais praticidade aos seus dias.

A primeira delas é por meio do uso manual de planilhas, em softwares especializados. Embora seja rápida, a alternativa não é a mais recomendada porque não oferece tantos recursos personalizáveis — caso a pessoa não domine as técnicas e recursos da ferramenta.

Outra opção é o download de nossa própria planilha de gastos. Por meio dela, você já tem uma série de alternativas para automatizar os dados e obter uma visão mais abrangente dos seus custos.

Para fazer o download, basta clicar aqui e ter a sua planilha de gastos diretamente no seu computador!

Por fim, você pode optar por esses mesmos recursos em outros sites, conforme a lista que vamos disponibilizar logo abaixo:

Quer ir além e mostrar para todo mundo que a planilha de gastos está ao alcance de todos? Pois então, compartilhe este post nas suas redes sociais — e aproveite para marcar os amigos e familiares que também podem fazer uso das dicas deste post!

Comentários Facebook

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.