pipeline de talentos

O que é pipeline de talentos e como implementar?

Contratar bem é uma das maiores prioridades do RH. Afinal, o sucesso da empresa depende de um time qualificado, que seja identificado com os valores da organização e entregue resultados acima de média. No entanto, muitas vezes o recrutamento é feito às pressas, o que prejudica a retenção e a produtividade dos profissionais.

Para evitar a correria, uma boa estratégia é construir um pipeline de talentos, aumentando as chances de acertar nas contratações. Você já ouviu falar neste método? A seguir, confira tudo o que você precisa saber sobre o conceito e como implementá-lo na sua empresa!

O que é pipeline de talentos?

Pipeline de talentos é um banco de candidatos formado por profissionais previamente avaliados e considerados aptos a trabalhar na empresa. A melhor forma de construí-lo é por meio do recrutamento ativo, que envolve a busca constante de pessoas que se encaixam no perfil desejado pela organização.

Para isso, é possível recorrer às redes sociais, plataformas de vagas, formulários no site da empresa ou até a headhunters, no caso de posições com maior nível de senioridade ou especialização.

É preciso construir um relacionamento com essas pessoas, mesmo sem ter uma posição aberta. Assim, quando a oportunidade surgir, a contratação será mais fácil.

Outro ponto importante é incluir no pipeline de talentos profissionais que já tenham participado de processos seletivos anteriores e agradaram, mas não foram contratados. Pode ter sido por falta de senioridade, salário incompatível ou simplesmente por ter tido um concorrente mais adequado naquele momento.

Com uma vaga aberta, basta escolher o candidato mais alinhado à posição e entrar em contato. Se a pessoa estiver à disposição, o cargo é preenchido rapidamente.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Como implementar um pipeline de talentos?

Construir um pipeline de talentos envolve muito planejamento. A busca deve ser feita com bastante antecedência, para que se consiga trabalhar o relacionamento com os profissionais e engaja-los corretamente. Veja abaixo o passo a passo para montar o pipeline da sua empresa.

Determine quais posições precisam de um pipeline

Por ser um processo extenso e trabalhoso, não é possível aplicar o pipeline de talentos a todos os cargos da empresa. Antes de começar, determine quais posições precisam dessa estratégia no dia a dia.

O método costuma ser usado em dois casos principais:

  • posições com alto índice de turnover, que precisam ser preenchidas com frequência;
  • posições difíceis de preencher, que geral alta perda de receita quando ficam vagas.

O pipeline de talentos ajuda a preencher essas vagas o quanto antes, reduzindo danos e garantido continuidade ao trabalho da equipe.

Defina uma persona

Utilize o people analytics para entender o turnover da empresa e os perfis dos funcionários com melhor desempenho.

Depois, monte uma persona do funcionário ideal, levando em conta as qualidades técnicas e comportamentais valorizadas para o cargo em questão.

Preencha o pipeline

Definido o perfil desejado, é hora de preencher o pipeline de talentos, fazendo uma busca ativa por essas pessoas.

Uma das melhores formas de colocar isso em prática é incluindo profissionais que já demonstraram interesse em fazer parte da empresa e participaram de seleções anteriores. Campanhas de atração de talentos, por meio do formulário “trabalhe conosco” e estratégias de networking, também funcionam bem.

Outra boa estratégia é recorrer a plataformas especializadas, redes sociais e headhunters. Nesse caso, tenha cuidado com a abordagem: ela vai influenciar diretamente a impressão que o candidato terá da empresa.

>> Quer mais dicas sobre recrutamento de candidatos? Confira este outro post do blog:
8 hacks de recrutamento e seleção de pessoas <<

Engaje o pipeline

Mais do que incluir as pessoas certas no pipeline de talentos, é preciso saber engajar esses candidatos. Mas como construir um relacionamento sem desagradar com excesso de mensagens?

A chave do processo é pensar no longo prazo, com paciência e dedicação. O primeiro contato é muito importante: é ele que vai definir como será a sequência da comunicação.

Um dos principais pontos é ser transparente. Diga que não há nenhuma vaga aberta, mas que a empresa se interessou pelo perfil e gostaria de conhecê-lo melhor. Fale sobre a carreira do profissional, seus projetos atuais e responda com clareza as dúvidas que ele tiver sobre a empresa.

Depois, pergunte a ele como ele se sentiria mais confortável em continuar o relacionamento. Pode ser por meio de convites a eventos, compartilhamento de conteúdos relevantes ou outras estratégias, sempre com o cuidado de não fazer spam e causar o efeito oposto ao desejado.

Desenvolva a marca empregadora

Em meio a todo esse processo, é fundamental realizar um bom trabalho de employer branding para fortalecer a imagem da empresa como empregadora.

Colete depoimentos de funcionários, produza vídeos, destaque nos canais de comunicação os pontos positivos de trabalhar na organização. Isso envolve desde os descritivos das vagas até o site e as redes sociais da marca.

Um bom marketing neste sentido garante que os profissionais do mercado se mantenham interessados em trabalhar na empresa, incluindo os que já estão no pipeline de talentos.

Isso deixa as portas abertas para que eles participem de um processo seletivo, ou sejam receptivos ao receberem uma nova ligação.

Quais são os benefícios do pipeline de talentos?

São muitos os benefícios de construir um pipeline de talentos na empresa. Os principais deles são:

  • mais precisão nas contratações: sem a necessidade de realizar processos seletivos às pressas, a empresa garante a qualificação e o fit cultural dos profissionais contratados. O relacionamento de longo prazo é essencial para que isso aconteça;
  • economia de tempo e dinheiro: com o pipeline de talentos, o RH já sabe quem procurar quando uma nova vaga e aberta, evitando a realização de um processo seletivo longo e custoso;
  • mais possibilidades de contratações: o pipeline ajuda na localização e engajamento de talentos que não se candidataram para trabalhar na empresa, ampliando as possibilidades do RH.

Como vimos ao longo do artigo, o pipeline de talentos é um método muito vantajoso para atrair e reter bons talentos. Com ele, o RH garante a qualidade das contratações e a fluidez dos processos seletivos, ajudando a empresa a construir equipes altamente competentes e engajadas.

Gostou do artigo? Siga-nos nas redes sociais e recebe em primeira mão os nossos principais conteúdos sobre gestão de pessoas. Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.