Engajamento, retenção, produtividade… todos esses pontos são motivos de preocupação e foco da gestão de pessoas. Uma estratégia que está sendo reconhecida recentemente pode ajudar a trabalhar esses pontos: people first.

Mas o que é people first, como ele ajuda a gerenciar talentos e quais benefícios traz para a empresa? Neste post, vamos trazer mais informações sobre o assunto e mostrar como o conceito pode ser aplicado. Confira!

 

O que é people first?

O termo people first pode ser traduzido livremente como “pessoas primeiro”. Dentro do conceito empresarial, remete a um conjunto de práticas e estratégias que colocam as pessoas como prioridade em um planejamento.

Empresas que lidam com B2C aplicam essa ideia com foco nos clientes, pensando sempre na experiência do usuário e colocando as suas necessidades e expectativas em primeiro lugar.

Um bom exemplo é o serviço de streaming Netflix. Quando um assinante está vendo um filme, é possível pausar e voltar depois exatamente do ponto onde tinha parado. Esse pequeno detalhe certamente valoriza a experiência do usuário, que não precisa recomeçar o filme ou perder tempo buscando a última cena que viu.

 

Como o people first é aplicado dentro das empresas?

O people first na gestão de pessoas coloca o funcionário como prioridade. Nesse conceito, os colaboradores são tratados como clientes, com a preocupação em oferecer as melhores condições possíveis para que o profissional exerça as suas tarefas.

Com essa estratégia, há um aumento da motivação e do engajamento, permitindo que a empresa alcance melhores resultados e tenha maiores índices de retenção. Confira alguns aspectos em que o conceito pode ser aplicado.

 

Liderança empática

A abordagem proposta pelo people first traz mudanças não só em como a organização lida com seus funcionários, mas também para a liderança.

Surge a preocupação com o relacionamento e com o desenvolvimento de aspectos mais ligados à inteligência emocional, saber ouvir e lidar com as diferenças.

O modelo de liderança mais indicado para esses casos é o horizontal, no qual a rigidez das hierarquias é quebrada e a comunicação é mais aberta e direta.

 

Atmosfera positiva

Responda sinceramente: você gosta de ir ao trabalho? E seus funcionários, gostam do ambiente laboral?

A construção de um local agradável e acolhedor, onde os colaboradores se sintam à vontade, é um dos pilares de uma empresa com o people first arraigado em sua cultura.

Uma atmosfera positiva é cheia de energia construtiva, que vai ser percebida pelos seus funcionários e clientes.

 

Desenvolvimento dos funcionários

Organizações centradas no people first entendem que o crescimento dos colaboradores deve ser uma prioridade.

Em algumas dessas empresas, há um trabalho de coaching para facilitar a performance e ajudar no desenvolvimento. Em outras, há a aplicação de avaliações, com foco no aprimoramento profissional e pessoal.

 

Valorização do indivíduo

Não basta gerenciar as pessoas, é preciso conhecê-las.

Uma estratégia poderosa é interagir e conhecer os funcionários, ouvindo-os de maneira sincera, dando orientações e conhecendo as suas preferências.

Um bom sinal de que essa interação está ocorrendo de maneira positiva é quando as pessoas investem tempo para interagir com o líder. Isso demonstra reciprocidade e indica que os colaboradores percebem que são vistos como pessoas, e não como números.

 

Reconhecimento

O reconhecimento é uma parte importante de uma boa estratégia de gestão de pessoas, mais ainda quando se trata do people first. Afinal, se o foco é pensar nos funcionários em primeiro lugar, nada mais justo do que reconhecer o esforço e o empenho dessas pessoas.

Além disso, considere também o reconhecimento em relação às posturas e comportamentos desejados na empresa. Aspectos como pró-atividade, senso de equipe e iniciativa podem ser recompensados.

 

Quais são os benefícios trazidos pelo people first?

As práticas baseadas no people first trazem uma série de benefícios para a empresa. Conheça as principais!

 

Aumenta o engajamento

Uma gestão de empresas que se baseia no people first requer líderes que se preocupem de maneira genuína com os funcionários.

Quando os colaboradores têm esse espaço, sentem mais segurança em trazer as suas paixões e ideias ao trabalho, ficando mais engajados. Ignorar essas preferências pessoais pode gerar mais demissões e aumentar o índice de turnover.

 

Fortalece a marca empregadora

As pessoas querem trabalhar em lugares onde são valorizadas.

Os profissionais mais talentosos podem escolher para qual empresa querem colaborar e escolhem lugares com um bom ambiente, que dê segurança o suficiente para o seu desenvolvimento.

Com isso, sua empresa vai ser conhecida por ser um local interessante para se trabalhar e que vai atrair a pessoas mais competentes do mercado de trabalho.

 

Melhora o desempenho

Os funcionários apresentam uma melhor performance quando colocam as suas habilidades à prova, em locais em que se sentem confortáveis e sabem que são valorizados.

Empresas que têm a cultura organizacional baseada no people first abrem oportunidade para que os profissionais contribuam com o que sabem fazer, não apenas com o que devem fazer.

Assim, há a valorização das competências como um todo e o desempenho do time melhora de maneira considerável.

 

Possibilita o alcance de metas

Empresas nas quais os líderes acompanham os projetos e valorizam a equipe conseguem ir muito mais longe em seus resultados. Muitas vezes ultrapassando as metas determinadas no começo do período.

Em uma cultura com a prática do people first, a liderança é feita a partir dos propósitos dos profissionais, o que leva a um envolvimento muito maior.

Tal postura impulsiona a realização de projetos cada vez mais ousados e consequentemente, o crescimento da empresa.

 

A aplicação do people first pode revolucionar a gestão de pessoas da sua organização.

A princípio, pode ser um pouco complexo, principalmente se a gestão atual é mais rígida e baseada nos moldes tradicionais.

Mas lembre-se de que com a facilidade para buscar novas oportunidades de trabalho e a maneira com a qual as pessoas enxergam a vida profissional atualmente, investir no people first é garantir a competitividade e a sobrevivência da empresa.

 

E você, está pronto para implementar o conceito na sua gestão? Aproveite para deixar um comentário no post sobre alguma prática que já realiza ou sugestões de como valorizar o funcionário.