Patrimônio ideal para a minha idade

Qual é o patrimônio ideal para a minha idade?

Se você, como muitos brasileiros, almeja uma aposentadoria confortável, esse sonho deve começar a ser construído o quanto antes. Depender da previdência pública é muito arriscado, e montar uma reserva para garantir o futuro não é algo que pode ser feito do dia para a noite.

Quando pensamos nisso, é comum surgirem perguntas como: “qual é o patrimônio ideal para a minha idade?” ou “quanto eu já deveria ter agora para não passar sufoco lá na frente?”. 

Mas se você ainda não começou a construir seu patrimônio, não se desespere. Neste post, mostraremos formas de calcular quais devem ser as suas metas de poupança de acordo com a sua faixa etária, visando manter o padrão de vida quando parar de trabalhar. Confira tudo a seguir!

A importância de construir patrimônio

Após a Reforma da Previdência, o tempo necessário para se aposentar por idade ficou maior e outras regras da aposentadoria também sofreram alterações. Com isso, procurar alternativas para garantir um futuro tranquilo tornou-se ainda mais necessário para evitar surpresas lá na frente.

O problema é que o brasileiro, em geral, nunca foi muito fã de pensar a longo prazo: segundo dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), 56% da população não guarda dinheiro e não tem nenhum tipo de reserva financeira.

Então, se você se preocupa com questões como o patrimônio ideal para a sua idade, saiba que já se destaca da maioria. Ter consciência da importância de poupar é o primeiro passo para definir e alcançar seus objetivos.

Mas, afinal, por onde começar? De forma resumida, os passos para alcançar um bom patrimônio são bem simples:

  • definir metas;
  • poupar uma parte dos ganhos mensais;
  • investir as economias;
  • ter paciência para acumular rendimentos ao longo dos anos.

Para dar uma forcinha, vamos apresentar dois métodos úteis para você calcular quanto deve ter guardado hoje de acordo a sua faixa etária. Em seguida, apontaremos alguns fatores essenciais que devem ser considerados na hora de poupar e investir o seu dinheiro.

Método 1, 3, 6, 9

Um dos métodos mais simples para definir o patrimônio ideal para a sua idade é o 1, 3, 6, 9, no qual cada número representa um fator de multiplicação da sua renda anual.

A regra é aplicada de dez em dez anos, dos 35 aos 65 anos, idade mínima para que homens possam se aposentar (para mulheres, o mínimo é 62 anos). A progressão é a seguinte:

  • 1: com 35 anos, o  patrimônio ideal é o equivalente à soma de um salário anual (salário mensal x 12);
  • 3: com 45 anos, o patrimônio ideal é o equivalente à soma de três salários anuais;
  • 6: aos 55 anos, seis salários anuais;
  • 9: aos 65 anos, nove salários anuais.

Ao fim da jornada, a valor acumulado deverá ser o suficiente para a pessoa se aposentar com o mesmo padrão de vida que sempre teve. 

Para ilustrar:

Imagine uma pessoa que ganhou R$ 5 mil mensais de forma estável durante toda a carreira. Nesse caso, a conta fica assim:

IdadeSalário anualPatrimônio acumulado
35R$ 60 milR$ 60 mil
45R$ 60 milR$ 180 mil
55R$ 60 milR$ 360 mil
65R$ 60 milR$ 540 mil

“Ok, já sei como traçar as metas de acordo com a idade. E agora? Quanto devo guardar por mês para atingi-las”?

A segunda fase do método indica exatamente isso, com a porcentagem do salário a ser poupada também variando de acordo com a faixa etária:

IdadeCálculoExemplo
Dos 25 aos 40 anosIdade 1532 anos 15 = 17% do salário
Acima dos 40 anosIdade 1047 anos 10 = 37% do salário
Após os 50 anosIdade = % a ser poupada50 anos = 50% do salário

Como podemos ver, a quantia a ser guardada aumenta conforme o tempo passa, mas isso não significa que você estará vivendo com menos dinheiro a cada ano. 

Vale lembrar que os cálculos apresentados aqui estão simplificadas, sem considerar juros recebidos de investimentos e variações salariais. Com o passar do tempo, a tendência é que a sua remuneração aumente, então se você mantiver o padrão de vida, não deverá ter problemas em poupar um percentual maior.

Fórmula da renda bruta anual

Outra maneira de calcular o patrimônio ideal para a sua idade é a fórmula criada pelos norte-americanos Thomas J. Stanley e William D. Danko, autores do livro “O Milionário Mora ao Lado”.

Com esse método, basta multiplicar a sua renda bruta anual (RB) pela sua idade (I) e dividir o resultado por 10, fazendo referência à ideia de que uma pessoa deve guardar pelo menos 10% de tudo o que ganha para acumular patrimônio.

(RB x I) ÷ 10 = patrimônio ideal

Para descobrir a sua renda bruta anual, basta multiplicar o seu salário mensal por 12 (ou 13, caso receba seguro-desemprego). Adicionais como bônus, premiações e PLR também devem ser somados ao valor total.

Vamos a alguns exemplos para você conferir como o cálculo é aplicado.

O Arthur, de 20, anos, tem uma renda mensal de R$ 1 mil, ou seja, recebe um total de R$ 12 mil por ano. Nesse caso, o patrimônio ideal para a idade dele será:

(R$ 12 mil x 20) ÷ 10 = R$ 24 mil

Na prática, é muito difícil alguém ter R$ 24 mil acumulados aos 20 anos, mas de todo modo esse número deve ser usado como meta. Dessa forma, a pessoa se sente estimulada a poupar e começar se planejar para alcançar o objetivo.

Já o Clayson, de 30 anos, tem um salário mensal de R$ 3 mil, totalizando R$ 36 mil por ano. Logo, a conta é:

(R$ 36 mil x 30) ÷ 10 = R$ 108 mil

Acontece que o Clayson, além de R$ 90 mil aplicados em renda fixa, também possui um carro no valor de R$ 35 mil, que também conta como patrimônio. Ele também tem guardado um valor que recebeu como herança, mas ele não é considerado por não ser fruto direto do seu trabalho.

Somadas as aplicações e o carro, o patrimônio acumulado do Clayson fica em R$ 125 mil, superando o total ideal para a idade dele. Ótimo, não?

Mas isso não significa que ele pode relaxar. Lembre-se que, conforme o tempo passa, a meta financeira fica ainda maior. Portanto, ainda sim será precisa fazer revisões periódicas no orçamento para garantir que tudo está sob controle.

Fatores que influenciam o seu patrimônio

Ao calcular o patrimônio ideal para a sua idade, não considere apenas os números. Existem diversas situações que podem influenciar a sua capacidade de acumular dinheiro e atingir (ou não) as metas estabelecidas.

Seja qual for o seu salário e a sua idade, o objetivo estipulado certamente terá um valor alto. Por isso, ele dificilmente será alcançado por alguém que está no início da carreira ou que acabou de ter uma variação no salário (para cima ou para baixo). Esses fatores costumam reduzir fortemente as possibilidades de economizar grandes quantias.

A carreira e o estilo de vida também tem grande impacto ao colocar a ideia em prática. É natural que algumas profissões paguem melhor que outras, e também que algumas pessoas tenham custos maiores que outras. É tudo uma questão de equilibrar os gastos e ganhos e traçar o melhor plano possível, sem pressa.

Outro aspecto de grande influência é como fazer o dinheiro trabalhar para você. Investir bem é essencial para construir patrimônio e fazer com que ele aumente, impedindo com que as suas economias percam poder de compra.

Se você colocar todo o dinheiro que guardou na poupança, que rende abaixo da inflação, no futuro ele valerá muito menos do que vale hoje. Portanto, fuja do óbvio e estude as melhores formas de aplicar seus ganhos a longo prazo.

Previdência privada, Tesouro Direto, CDBs, LCIs e LCAs são ótimas opções de investimento a longo prazo para quem quer acumular patrimônio. Se você se aprofundar, o mercado de renda variável pode ser uma boa alternativa para obter rendimentos maiores em menos tempo.

>> Quer saber mais sobre como aplicar o seu dinheiro? Confira este outro post do blog:
Tipos de investimentos: 7 opções mais lucrativas no Brasil <<

Leia, assista vídeos e pesquise muito sobre cada tipo de aplicação disponível mercado. Assim, você poderá transformar o dinheiro que economizar em uma carteira de investimentos robusta e rentável, que poderá te ajudar a acumular o patrimônio ideal para a sua idade de forma consistente.

Como pudemos ver ao longo do artigo, a pergunta “qual é o patrimônio ideal para a minha idade?” tem uma resposta diferente para cada pessoa. Se, ao fazer os cálculos, você estiver dentro do valor recomendado, continue assim! Mas caso esteja abaixo, defina a quantia como meta e faças as mudanças que precisam ser feitas para batê-la.

 

Gostou? Conte pra gente nos comentários como você se planeja para fazer o seu patrimônio crescer. Estamos à disposição para tirar qualquer dúvida que você tenha sobre o assunto.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.