JUROS COMPOSTOS

O que são Juros Compostos: como ganhar dinheiro e parar de perder com eles

Juros compostos são a aplicação de juros sobre juros. Em um investimento com juros compostos, por exemplo, o juro a cada período (geralmente mensal) não é aplicado sobre o capital inicial, mas sobre o novo capital formado com a soma das aplicações anteriores. Para entender melhor o que são juros compostos e como sua vida financeira pode se beneficiar ou prejudicar com eles, acompanhe o texto.

Considere que você tem tenha R$ 1.000 na poupança e que ela esteja oferecendo um rendimento de 0,5% de juros mensais. No primeiro mês, você receberá R$ 5 de juros, acumulando R$ 105. No mês seguinte, os juros lucrados serão calculados sobre o valor de R$ 105 e não sobre o valor inicial de R$ 100.

Mesmo quem tem um perfil de investidor mais conservador deve ter ouvido falar que os juros compostos afetam na rentabilidade dos seus aportes.

Afinal de contas, com uma boa dose de planejamento, os investimentos com juros compostos podem ser uma maneira de valorizar rapidamente os seus rendimentos.

Proporcionalmente oposto ao que acontece quando deixamos acumular uma conta com encargos por atraso, por exemplo.

O que são juros?

Comecemos pelo básico da questão: os juros são as consequências monetárias de um empréstimo, normalmente representados por percentuais.

Por exemplo: os juros de atrasar o pagamento da mensalidade de um curso acadêmico é de 0,1% do total previsto no boleto. Assim, se o valor é de R$ 800, os juros desse atraso seriam de R$ 0,80.

É um mecanismo de garantia e segurança, portanto, para o cumprimento de suas obrigações financeiras.

O que são juros compostos?

Quando o assunto é juros falamos, basicamente, de dois tipos:

  • juros simples;
  • juros compostos.

O primeiro é cobrado apenas sobre o valor inicial. O exemplo que apresentamos acima, sobre o atraso do pagamento da mensalidade de um curso acadêmico, é justamente esse caso.

Agora, quando falamos em juros compostos, estamos diante de uma situação que pode se desenrolar contínua e acumuladamente.

Por exemplo: ao solicitar um empréstimo de R$ 1 mil, com taxas mensais de 1%, faz com que você deva R$ 1.010 após 30 dias da solicitação. Entretanto, após um ano, esse valor vai ser de R$ R$ 1.126,82 — já que ele acumula com base no valor do último mês, e não as cifras iniciais.

Entretanto, os juros compostos não devem ser temidos, exclusivamente. Afinal de contas, destacamos que os mesmos são aplicados nos diferentes tipos de investimentos — inclusive, no investimento para aposentadoria.

Pois, em longo prazo, os juros compostos são maiores do que aqueles praticados pelos juros simples, sendo eles os melhores amigos dos investidores.

Por que os juros compostos são bons para os investimentos?

Por serem parte de uma remuneração que incide sobre o valor dos juros, constantemente, os juros compostos têm a finalidade de balizar investimentos em geral — seja na forma de um empréstimo realizado por instituições ou para o investidor que cede crédito ao governo (como é o caso do Tesouro Direto).

Como vimos, inclusive, os juros compostos podem não ser bons aliados ao solicitar um empréstimo para o banco, mas a situação contrária é para lá de vantajosa.

Daí, a importância em aprender a investir desde cedo. Destacamos, anteriormente, o valor disso para a aposentadoria, e aí que está o DNA da questão.

Quanto mais você investir em opções de juros compostos, e quanto mais tempo você deixar essa renda crescer, melhor será para você.

Se você comprometer-se a criar uma economia de R$ 100 ao mês, os juros compostos vão trabalhar em cima dessas aplicações e dos juros já acumulados mês após mês.

Assim, em 20 anos, por exemplo, você tem uma quantia generosa apenas com base nesses rendimentos dos juros compostos (além dos R$ 100 mensais, que por si só totalizam R$ 24 mil).

Como investir em juros compostos?

Existem diversos tipos de investimentos no mercado. Muitos deles, são pensados para aplicações em curto prazo, por exemplo.

Inclusive, se você quiser saber mais a respeito dos investimentos que você pode adquirir um rendimento rápido, leia nosso artigo, “Qual é o melhor investimento de curto prazo?”.

Agora, quando falamos no planejamento para o futuro, entender o que são juros compostos pode fazer toda a diferença para você, como já havíamos destacado.

Portanto, fique de olho nos tipos de investimentos que podem ter mais a ver com os seus objetivos em longo prazo, como:

Vale a pena investir na poupança?

A poupança — embora ainda popular no país — não tem um rendimento tão valorizado quando comparado com as outras opções. No entanto, por fazer uso dos juros compostos, achamos relevante mantê-la na lista acima.

Além disso, o cálculo da poupança é um pouco diferente. Você tem que considerar o aniversário de suas aplicações para que os juros compostos se acumulem sempre no mesmo dia. Assim, você pode acumular mais, mês após mês.

Por exemplo: ao investir R$ 100, todos os meses no mesmo dia digamos, 28, os juros compostos vão se acumular todos nessa data, especificamente.

Ao depositar nos dias 10, 13, 17 e 28, hipoteticamente, você vai ter juros acumulando em cada uma dessas datas e com base nos valores aplicados. Compensa mais, então, depositar sempre no mesmo dia de cada mês.

Vale observar, contudo, que os investimentos da lista não são todos os investimentos que amparam-se nos juros compostos para calcular os rendimentos.

Em teoria, seja em renda fixa ou variável, todos são calculados com base em juros compostos — e não o simples.

O que são juros compostos

Portanto, com educação financeira, objetivos definidos para saber o motivo da sua poupança e as aplicações mais adequadas a eles, e um planejamento para diversificar as suas carteiras de investimentos com base no seu perfil, os juros compostos podem ser grandes aliados.

Antes de investir organize sua vida financeira

Aprender sobre organização financeira e gestão financeira é fundamental para quem está pensando em investir.

Se você tem dívidas como do cartão de crédito e está sofrente com o juros compostos ao invés de aproveitar sua rentabilidade, é indispensável que faça um planejamento financeiro. Para isso indicamos que acesse o guia sobre Como sair das dívidas: conheça os tipos mais comuns e como quitá-las”. 

É muito comum que as pessoas não tenham dinheiro para pagar suas contas na data do vencimento e passem pagar juros e multas, ampliando as chances de problemas financeiros. Em muitos casos isso acontece porque o salário ainda não caiu na conta, não é mesmo?

Isso não precisa acontecer mais. O Xerpay é um aplicativo que permite que os colaboradores antecipem parte de seus salários quando quiserem de forma simples e instantânea.

Acredite, os benefícios para a empresa também são muitos como:

  • diminuição de turnover;
  • aumento de produtividade;
  • atração e retenção de talentos.

Gostou? Então acesse acesse nosso site e indique a empresa na qual você trabalha para fazer parte desse novo modelo de pagamento sob demanda.

Ainda em dúvida? No vídeo abaixo explicamos como tudo isso funciona. Confira!

Esperamos ter te ajudado a entender o que são juros compostos e como aproveitá-los a seu favor! E, se você já teve alguma experiência no assunto, que tal compartilhá-las conosco? Deixe um comentário, no campo abaixo, e vamos expandir a discussão sobre os juros compostos para que mais pessoas saibam como considerá-los ao escolherem os seus investimentos!