Inscreva-se

O que é um headhunter, qual o seu papel e como seguir essa carreira?
Estratégia

O que é um headhunter, qual o seu papel e como seguir essa carreira?

Para você que não sabe o que é um headhunter, trata-se de um profissional atento ao mercado e munido de um robusto networking. Assim, ele consegue conectar empresas a pessoas que tenham tudo a ver com os objetivos da marca. São especialistas em recrutamentos externos.

A retenção de talentos na empresa não é só uma questão construída no dia a dia produtivo, mas em etapas anteriores à rotina. Por exemplo: por meio do recrutamento externo, você pode agregar um valor imenso ao processo de contratação.

Com isso, queremos saber: você sabe o que é um headhunter e o quanto ele pode ser determinante na qualificação do processo de contratação na sua empresa?

Para responder a essas perguntas vamos elucidar:

  • o que é um headhunter;
  • os seus diferenciais;
  • e dicas de como seguir carreira na área.

Boa leitura!

Quer saber mais sobre retenção de talentos? Recomendamos que você baixe esse ebook gratuito! Nele você descobrirá estratégias eficazes para reter os melhores talentos. Responda o formulário e receba:


O que é um headhunter?

Para entender efetivamente o que é um headhunter vamos ao seu conceito: a origem remonta à junção de duas palavras em inglês:

  • head — cabeça;
  • hunter — que significa caçador.

Não pense, entretanto, que esse tipo de profissional é literalmente um caçador de cabeças. Mas, de maneira simbólica, ele está sempre em busca de recursos humanos valiosos para organizações de todos os portes e segmentos de atuação.

São, portanto, especialistas para auxiliar no processo de recrutamento externo, de maneira que a eficácia da pessoa escolhida seja elevada. Consequentemente, aumentando o poder de retenção da organização com relação aos seus talentos.

 

Como trabalha um headhunter?

Digamos que uma empresa enfrenta graves problemas para reter os seus profissionais, o que aumenta consideravelmente o índice de turnover. Logo, descobriu-se o problema: profissionais sem o perfil para as vagas ocupadas.

Como o preenchimento de vagas internamente tem sido um dos catalisadores dessa situação, o setor de RH considera o recrutamento externo e, para isso, contrata um headhunter.

E, agora que você já sabe o que é um headhunter, fica fácil entender o que acontece a partir dessa etapa do processo, não é mesmo?

O headhunter pode ser contratado como um profissional autônomo, dispor de um modelo de contrato temporário ou mesmo ser um funcionário integral da empresa.

O que não muda é o DNA de sua atuação no mercado. Ele sempre está de olho em oportunidades para aproximar as empresas dos candidatos ideias para cada vaga — em aberto ou não — nas organizações.

Até por isso, dissemos que o headhunter é importante nesse trabalho de retenção: ele explora o mercado em busca de pessoas que viriam para, realmente, somar à empresa. Que se identifiquem com a cultura organizacional do lugar e que saibam da possibilidade de crescer internamente, desenvolvendo-se junto com a marca.

E aí está um dos grandes trunfos desse profissional para contribuir com a qualificação do recrutamento, em uma empresa, e a efetiva retenção desses profissionais.

 

Já sei o que é um headhunter: um recrutador?

Não, embora tenha similaridades com o cargo de recrutador, o headhunter conta com mais autonomia e flexibilidade em sua profissão.

Além disso, o recrutador é mais passivo do que ativo. Enquanto o headhunter vai ao mercado e procura por profissionais qualificados para diferentes oportunidades, o recrutador recebe os currículos — em sua maioria — para preencher cargos que estão vagos.

Vale destacar, também, o contínuo — e incessante — trabalho do headhunter em monitorar o mercado. Ele sabe onde pesquisar, tem conexões e dispõe de uma base sólida de profissionais adequados para diferentes cargos.

Com isso, além de saber o que é um headhunter é recomendável entender que um profissional desses deve dispor de qualidades multidisciplinares. Vamos ver as principais delas?

 

Quais são as características de um bom headhunter?

Abaixo, uma lista de características, habilidades e competências que não podem faltar ao headhunter, no exercício de suas tarefas cotidianas:

  • observação: um headhunter possui muitos traços de um investigador. Ele precisa identificar rapidamente, no comportamento e habilidades de um profissional, características úteis para serem melhor aproveitadas nas empresas contratantes;
  • escuta ativa: característica de um bom vendedor e de quem sabe o que é um headhunter. Ao escutar, ele conhece melhor os candidatos, as necessidades das empresas e identifica potenciais negociações entre ambos;
  • argumentação: capacidade de se expressar é fundamental. O headhunter, muitas vezes, vai tentar convencer um profissional a mudar de ares e uma empresa a considerar a contratação de um indivíduo. Ele é um intermediador, em busca de um final feliz para ambas as partes;
  • networking: sem uma reciclagem contínua de pessoas, o headhunter fica estagnado. Em um mundo tão dinâmico quanto o nosso, o principal trabalho desse profissional é a ampliação e qualificação da sua rede de contatos;
  • iniciativa e liderança: sem isso, o headhunter não se porta como um especialista, não se apresenta como solução para as empresas e, tampouco, convence um profissional a se aventurar em uma nova oportunidade profissional;
  •  ética profissional: indispensável para a condução do seu trabalho. Muitas vezes, ele vai negociar com empresas e profissionais atuantes do mesmo ramo;
  • comprometimento: pode parecer uma característica genérica, mas para o headhunter faz toda a diferença. Pois ele deve estar inteiramente focado em oferecer à empresa contratante — ou ao profissional que ele representa — a solução ideal para as necessidades e objetivos que ele ouviu, e cujas orientações recebeu. Caso contrário, por que contratá-lo?

Com base nessas qualidades, muitas pessoas que já sabem o que é um headhunter ficam apenas com uma questão pendente: como seguir essa carreira?

 

Como se tornar um headhunter?

Comecemos pelo principal: não existe formação acadêmica para iniciar sua jornada profissional como headhunter. Por ser um profissional autônomo, na maioria dos casos, ele é um indivíduo que se desenvolve de maneira plural para ser um especialista em recrutamento.

E que não confundamos isso com o papel do RH, que é complementado pelos trabalhos de entrevistas, seleção, manutenção da qualidade de vida dos colaboradores etc.

Assim, o profissional pode ter uma formação superior em qualquer área. Mas, a sua atuação como headhunter vai depender do desenvolvimento das habilidades acima mencionadas.

São questões pontuais, das quais ele vai trabalhar gradativamente até que consiga se portar como uma solução para as empresas e para a recolocação profissional de pessoas capacitadas.

Sem falar, é claro, na intermediação de ambos os lados para que as empresas adquiram os desejados talentos que vão construir a sua carreira ali dentro.

 

Para saber outras dicas sobre o que é um headhunter, o que ele faz e como o RJH da empresa pode se qualificar ainda mais, não deixe de curtir a nossa página no Facebook e de seguir-nos no Instagram, Twitter e LinkedIn. Assim, você ficará sabendo todas as nossas dicas e novidades em primeira mão!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *