O que é gestão de desempenho? Descubra tudo sobre o assunto

o que é gestão de desempenho

Você certamente já ouviu falar em gestão de desempenho. Essa prática muito comum em grandes empresas ajuda a direcionar as ações internas.

Embora guarde algumas complexidades, trata-se de uma estratégia importante e que deve ser considerada, independentemente do porte e setor da organização.

Neste post, vamos explicar melhor o que é gestão de desempenho, quais as vantagens que ela apresenta e os desafios que devem ser superados para conseguir bons resultados.

Se você está focado no crescimento da sua organização, este conteúdo é indispensável. Acompanhe!

 

O que é gestão de desempenho?

A gestão de desempenho busca o alinhamento da performance dos funcionários com as metas a serem alcançadas pela empresa.

Por meio dela, é possível ter uma visão global dos objetivos e dos recursos que a corporação dispõe no momento.

O foco da gestão de desempenho é na melhoria dos resultados por meio de aprendizagem e do desenvolvimento individual.

Para que isso ocorra, o RH e os gestores usam diversas ferramentas para identificar os talentos e promover a evolução das equipes, em busca de um conjunto de competências mais completo.

 

Qual a diferença entre avaliação e gestão de desempenho?

Enquanto a gestão de desempenho procura identificar os talentos e administrá-los para que possam ser melhor aproveitados em prol de um objetivo da empresa, a avaliação de desempenho é algo mais restrito.

Podemos afirmar que a avaliação é uma das ferramentas da gestão de desempenho.

Ela tem como objetivo analisar a performance dos colaboradores, permitindo a visualização e a utilização desses dados para a gestão.

Enquanto a avaliação quantifica e qualifica os resultados apresentados pelo funcionário ou equipe, a gestão de desempenho aproveita essas informações e busca alternativas para utilizar melhor esses aspectos ou desenvolver os pontos mais fracos e alcançar as metas da empresa.

 

Quais são as vantagens trazidas pela gestão de desempenho?

A gestão de desempenho traz uma série de vantagens, já que direciona as operações e dá um norte para a tomada de decisões e mudanças internas.

Para a empresa, trata-se de uma ferramenta que permite o melhor aproveitamento possível do capital humano.

Por meio da gestão, é possível entender o que os funcionários são capazes de oferecer, além de planejar treinamentos e novas contratações que realmente cubram as lacunas e tragam as habilidades necessárias.

Além disso, com a gestão de desempenho o RH consegue direcionar o trabalho de todos, mantendo a relevância da empresa dentro do mercado e garantindo a competitividade.

Para os funcionários, trata-se de uma boa oportunidade para crescer profissionalmente.

Ao receberem um direcionamento sobre quais pontos devem melhorar, esses colaboradores conseguem se desenvolver. Assim, tornam-se profissionais mais completos e relevantes.

Em muitas empresas, a gestão de desempenho envolve a formação de equipes híbridas, que permitem que os colaboradores façam diversas atividades além das determinadas para a sua função.

Essa mobilidade quebra a sensação de rotina e aumenta a motivação. A gestão de desempenho dá a chance para o profissional reavaliar suas escolhas e até mesmo dar uma guinada na carreira para algo que lhe dê mais prazer e satisfação pessoal.

 

Quais são os desafios da gestão de desempenho?

Apesar de ser uma estratégia de crescimento, a gestão de performance apresenta alguns desafios que precisam ser superados pelo Recursos Humanos para que possa trazer os resultados esperados. Destacamos os principais:

 

Problemas com o planejamento da gestão de desempenho

O sistema de gestão e as ferramentas adotadas devem estar de acordo com as necessidades particulares de cada empresa.

Para essa adaptação, é necessária uma consulta interna às equipes que vão lidar diariamente com essas ferramentas.

O RH precisa avaliar e reavaliar constantemente esses sistemas a fim de identificar se eles continuam úteis ou devem ser modificados.

 

Mudanças no cenário

A gestão de desempenho tem como base as metas estabelecidas para o período.

Porém a dinâmica do mercado pode mudar em poucos dias, com a concorrência obtendo uma explosão entre os clientes graças a uma boa campanha, por exemplo.

Quando essas mudanças ocorrem, é necessário reavaliar as metas e estratégias corporativas.

Se as transformações ocorrem com frequência, fica difícil para a empresa acompanhar esses processos e adequar a sua gestão de desempenho com facilidade.

O RH pode tentar ser pró-ativo ou realizar um planejamento que permita pequenos ajustes ao longo do período.

Também é interessante revisar as metas a cada seis meses, para adequar a gestão de desempenho.

 

Falhas na escolha das métricas

Para que a gestão de desempenho realmente funcione, é importante escolher as métricas que retratem os pontos importantes para a empresa.

Esses índices mudam de uma organização para outra.

Usar um modelo que deu certo em outra corporação ou não levar em consideração o que o seu negócio precisa vai guiar a sua gestão de desempenho para um caminho inútil.

A empresa consegue evitar isso fazendo uma análise interna profunda, que leve em consideração as necessidades do mercado e os diferenciais particulares que apresenta.

Assim, vai entender quais métricas melhor correspondem aos pontos que devem ser trabalhados para um serviço de excelência.

 

Avaliações com grandes intervalos de tempo

A gestão de desempenho leva em consideração a melhora dos funcionários para que dê certo. Essa melhora é conseguida após o feedback, no qual o gestor passa os resultados de performance e indica que pontos podem ser trabalhados.

Quando as avaliações ocorrem com um intervalo de tempo muito longo, esses feedbacks se perdem no meio do caminho. Fica difícil passar um retorno de algo que ocorreu há 5 meses, por exemplo.

Para resolver o problema, o RH deve estabelecer um calendário com feedbacks em períodos pré-determinados, mas constantes.

Se possível, é interessante que o gestor faça reuniões pontuais para resolver um ou outro problema. Assim o colaborador tem a chance de corrigir a falha automaticamente.

 

Agora que você já sabe o que é gestão de desempenho e como ela pode ajudar a sua empresa, comece a pensar em como vai estruturá-la de acordo com as necessidades e ambições do seu negócio.

Fazer esse planejamento vai ajudar a otimizar todo o trabalho das suas equipes!

 

Para receber mais informações que vão ajudar a sua empresa, siga os perfis da Xerpa no Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *