O que é especulação financeira

O que é especulação financeira? Entenda o conceito e com usar a seu favor!

Há quem diga que a possibilidade de obter altos custos, em um curto espaço de tempo, é: irreal ou ilegal. Bom, o conceito sobre o que é especulação financeira está aí para apontar uma terceira alternativa à afirmativa.

Afinal de contas, ao entender o que significa especulação financeira compreendemos que sua prática nada tem de ilegal e é bastante comum em diversos setores do mercado incluindo alguns tipos de investimentos.

Vamos ver então, o que é especulação financeira e onde ela tem sido utilizada — e proveitosa — e descobrir como você pode explorar essa ideia de maneira assertiva? Para isso, te convidamos a seguir esta leitura conosco!

O que é especulação financeira?

Resumidamente, imagine a especulação financeira como uma compra ou venda de ativos, não com a intenção direta de obter lucros, mas de obtê-los futuramente sob uma condição de incerteza.

É o caso de quem dá palpites em um setor que acredita ter uma queda repentina, como a Ibovespa, hipoteticamente, para lucrar em seguida com a alta de suas ações.

Esse é um exemplo bastante simplório, mas a teoria sobre como funciona a especulação financeira é basicamente essa: partir de um pressuposto e lucrar em cima das incertezas que se concretizarão sobre esse pressuposto.

Quais são as características de uma especulação financeira?

Por jogar em cima de cenários incertos, a especulação financeira se apresenta de maneira muito clara, diferentemente de outras situações — como o próprio mercado de investimentos. Essas são as suas principais características:

  • ganhos acima da média praticada no mercado;
  • boas chances de arriscar o capital;
  • objetivos imediatos ou em curto prazo;
  • projeções múltiplas para para curto e médio prazo.

Por sua vez, investimento é uma prática diametralmente oposta ao que é especulação financeira.

Isso porque os seus ganhos são lentos e consistentes, e a sua prática valoriza o capital, temendo mais os riscos e perdas. 

Leia também: 7 principais investimentos de baixo risco

Aproveite também para assistir ao vídeo abaixo com informações sobre o que é especulação financeira e outros termos comuns na área.

Como funciona a especulação financeira?

Além de características exclusivas que iram em torno do que é especulação financeira, esse conceito se mostra muito bem definido em seu ciclo de atuação.

Embora a prática seja mais complexa — o que costuma afetar os especuladores de primeira viagem —, sua teoria é fácil de ser identificada. Vamos ver como é esse ciclo?

Otimismo

Qualquer economia em alta tende a despertar o interesse de investidores. Afinal, surgem oportunidades de:

  • empreendimento;
  • crédito;
  • ações valorizadas;
  • consequentemente, maior movimentação financeira.

Bolha

O aumento contínuo gerado pelo cenário acima mencionado cria a seguinte alternativa para os investidores: a avaliação de que a alta chegou ao seu auge.

Como resultado, eles costumam vender as suas ações para obter o máximo de lucro daquela tendência em um momento de valorização.

Como funciona a especulação financeira na Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores, no Brasil, é o lugar onde mais podemos perceber esse ciclo anteriormente citado, bem como as características mais comuns de um especulador.

Vale destacar que a especulação financeira é trabalhada pela compra e venda de todo tipo de ações de empresas, contratos futuros e mini contratos, entre outros. Onde há a possibilidade de lucro, há esse tipo de atividade em torno, pode ter certeza.

Para que esse trabalho ocorra de maneira assertiva, aí vão algumas dicas e noções básicas de investimento que você deve dominar:

  • um bom capital inicial que compreenda a possibilidade de perdas sem prejudicar, por completo, o seu trabalho (especuladores sempre mantêm boa parte de seus investimentos em opções seguras);
  • uma reserva de emergência que não coloque todo o seu jogo a perder;
  • conhecimento em alavancagem financeira;
  • técnicas de análise gráfica (como um estudo de cotações);
  • disciplina financeira e estratégica.

Interessante observar que, além disso, a presença da especulação financeira é fundamental para a liquidez do mercado. Afinal, as compras e vendas rápidas de ações tendem a acontecer por meio das estratégias desses perfis de investidores no setor. O que, por sua vez, dificultaria potencialmente a entrada de novos investidores já que todo o capital estaria preso aos investidores de longo prazo.

Agora que você já sabe o que é especulação financeira, vamos ver, então, como realizar essa operação para você se inspirar em desenvolver esse tipo de atuação diferenciada no mercado!

Especulação com IPOs

Há como trabalhar a especulação financeira participando de Initial Public Offers (IPOs) — as Ofertas Públicas Iniciais. Ricardo Brasil é um exemplo recente de ter realizado essa façanha.

Para tanto, ele comprou ações de empresas estreantes na bolsa de valores para, em seguida, ofertá-las em um momento estratégico.

Day trade e Swing trade

A ideia, aqui, também é simples no papel: comprar ações em baixa para vendê-las caro depois. O que difere ambos os modelos é o momento de oferta.

O day trader, por exemplo, tende a ser o tipo de investidor que encerra o pregão sem nenhuma ação na sua carteira. Todos os seus lucros — ou prejuízos — são resumidos na atuação daquele dia em particular.

O swing trader, por sua vez, lida com esperas maiores — dois dias ou, às vezes, até mesmo semanas ou meses — para realizar a venda. É preciso, antes, identificar uma tendência.

Robôs traders

Como a tarefa demanda não apenas planejamento, mas tempo para ficar de olho nas oscilações do mercado, é possível lidar com a tecnologia para auxiliar na especulação financeira.

Por meio de ações automatizadas e previamente programadas, de acordo com os seus objetivos e características, esses sistemas realizam algumas ações “em seu nome”. Claro, com os devidos parâmetros de risco e de objetivos traçados para que não ocorram problemas, como um prejuízo exorbitante.

Como fazer a gestão de capital?

Parece complexo, mas entender o que é especulação financeira é um assunto que, cada vez mias, vem chamando atenção das pessoas que estão focadas em fazer um uso mais consciente do seu dinheiro e passar longe de ficar com a conta no vermelho.

Ao invés de cair nos juros altos e crédito irresponsável que são os culpados pelo endividamento das famílias, as empresas podem oferecer benefícios que permitem o colaborador otimizar a própria renda.

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, os colaboradores de uma empresa podem antecipar parte de seus salários quando quiserem.

E então, deu para entender um pouquinho sobre o que é especulação financeira? Caso você tenha alguma história ou queira compartilhar as suas experiências conosco, aproveite e deixe um comentário no campo abaixo! Assim, podemos expandir ainda mais esta discussão!

 

Comentários Facebook

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.