Inscreva-se

O que é equilíbrio emocional? Entenda sua importância no trabalho
Cultura da Empresa

O que é equilíbrio emocional? Entenda sua importância no trabalho

Quanto menos concentrado você estiver, mais difícil será tomar boas decisões ou responder rapidamente a algum problema ou emergência. Isso demonstra a importância de se manter o equilíbrio emocional para qualquer profissional. Mas o que é equilíbrio emocional exatamente?

Há muito tempo, agir com empatia e deixar algumas emoções transparecerem no ambiente de trabalho era tido como sinal de fraqueza. Porém, os tempos mudaram.

O chamado equilíbrio emocional é agora reconhecido como um importante conceito de liderança, ajudando os gestores no comando das equipes e influenciando diretamente na produtividade e no resultado das empresas.

Mas afinal, em que o é equilíbrio emocional? Qual a importância dele para as organizações? Continue lendo e confira este material especial que preparamos sobre o equilíbrio emocional no ambiente de trabalho:

O que é equilíbrio emocional?

O equilíbrio emocional é a capacidade da mente e do corpo em manter a estabilidade e a flexibilidade em meio a desafios e mudanças nos mais variados aspectos.

Esse equilíbrio promove a saúde física e é um pré-requisito para o bem-estar e o crescimento profissional e pessoal.

Em outras palavras: manter um estado mental ou emocional equilibrado depende da forma como conduzimos nossos pensamentos e atitudes.

Todos nós experimentamos pensamentos e emoções negativas de tempos em tempos, mas manter uma postura neutra e equilibrada é o que nos faz permanecer no controle das situações.

Qual a importância para os líderes?

Mesmo quando um profissional chega a cargo de confiança na carreira, nunca deixa de ser um servidor. Em outras palavras, ele é aquele que atende os membros da equipe com empatia, ajudando-os a ter sucesso.

Praticar o equilíbrio emocional, portanto, permite que os líderes consigam extrair qualidades próprias e dos seus liderados apenas com atitudes comportamentais.

Simplificando, o equilíbrio emocional aprofunda a empatia, a capacidade de sentir os sentimentos dos outros e entender a situação de uma forma abrangente. É a capacidade de ouvir a si mesmo e a outrem quando mais se precisa.

Em resumo, é um senso de equilíbrio interno que permite que os líderes mantenham a compostura, tomem boas decisões, comuniquem-se melhor coletivamente e promovam uma liderança efetiva, mesmo sob estresse ou questões delicadas.

Após a leitura do artigo, recomendamos que você baixe esse e-book gratuito. Nele você conhecerá estratégias eficazes para reter os melhores talentos! Responda o formulário e receba agora mesmo:


Como desenvolver o equilíbrio emocional: dicas

Como qualquer habilidade, o equilíbrio emocional pode ser desenvolvido por meio de práticas e mudanças de hábito. Confira, abaixo, algumas dicas:

Aja, não reaja

Como líder, você não pode ficar preso em meio a emoções intensas, pois isso impede que você enxergue claramente as situações e fique reagindo através de padrões ultrapassados.

Sendo assim, escolha conscientemente as suas ações em vez de apenas reagir às dificuldades ou derrotas.

Reflita

Aproveite o final do dia para refletir sobre todas as situações que aconteceram, analise as experiências negativas e avalie sob a perspectiva de aprendizado e não simplesmente como falhas.

Faça um balanço de todas as emoções que você experimentou ao longo da jornada de trabalho e valide-se do progresso feito em direção aos seus objetivos emocionais, físicos e profissionais.

Busque soluções

É como diz o ditado: “não adianta dar murro em ponta de faca.” Se você refletiu sobre tudo que ocorreu negativamente no dia anterior, não adianta insistir no erro. Isso só lhe afastará de um equilíbrio emocional e, possivelmente, de uma solução plausível para o problema.

Por isso, pense fora da caixa e opte por caminhos novos e criativos. Isso fortalecerá as suas emoções e otimizará o seu trabalho e o da equipe.

Mantenha um objetivo

Ter uma “fonte de inspiração” faz toda a diferença para manter o equilíbrio emocional. Nem sempre a rotina de trabalho será favorável e um cenário negativo pode durar dias (ou até mesmo semanas). Nesse momento, é importante se manter focado no seu objetivo principal.

Sempre que a dificuldade parecer maior que as possibilidades, lembre-se da recompensa, da grande meta. Esse pensamento positivo será, por muitas vezes, o ponto de sustentação do seu equilíbrio emocional.

Demonstre empatia

Quando analisamos a mesma situação por diferentes pontos de vista, a decisão final tende a ser mais acertada. Demonstrar empatia e escutar a opinião de outras pessoas traz um equilíbrio emocional contínuo.

Para os líderes, expressar atitudes egoístas e narcisistas pode ser sinônimo de fracasso individual e coletivo.

Para gerir um grupo de profissionais, é preciso muito mais do que experiência ou conhecimentos acadêmicos: a empatia aliada a um ponto de equilíbrio emocional é tão importante quanto qualquer habilidade técnica.

Conheça os seus limites

Entender que nem tudo é possível também é importante para mantermos a concentração.

Como líder, você deve conhecer o seu próprio limite e os da sua equipe. Ter essa consciência não o deixará insistir em algo que não dará mais frutos, poupando esforços para investir em outros projetos. Entender nossas limitações também é um reflexo de equilíbrio.

Prejuízos de não aplicar o equilíbrio emocional

Como vimos, o equilíbrio emocional pode transformar positivamente a gestão de um líder. Mas quais os prejuízos a falta dessa filosofia pode trazer para um gestor? Entenda:

Dificuldade na tomada de decisões

Possivelmente, esse é o mais claro e o mais comum prejuízo para o líder que não pratica o equilíbrio emocional. A base do trabalho de um gestor é tomar decisões importantes durante todo o dia.

Com um emocional inconsistente, a probabilidade de escolhas ruins se tornarem um hábito aumenta de forma considerável.

Ambiente de trabalho ruim

Um líder que demonstra um comportamento explosivo e sem nenhum tipo de equilíbrio transforma completamente o ambiente a sua volta — nesse caso, para pior.

E, sem um clima organizacional tranquilo, dificilmente os colaboradores conseguirão produzir e alcançar os objetivos esperados pela empresa.

Falta de sintonia com a equipe

Sem um equilíbrio emocional não existe empatia ou mesmo entendimento sobre as dificuldades da equipe, tanto individual quanto coletivamente.

Ou seja, a falta desse conceito faz com que o gestor não entre em correta sintonia com os seus liderados, resultando em um trabalho defeituoso e sem grandes conquistas.

Em suma, ter uma liderança efetiva e engajar a equipe de trabalho são reflexos diretos de um equilíbrio emocional aplicado no dia a dia de uma empresa.

É por essas e outras razões que esse conceito tem sido cada vez mais procurado no mercado em geral. Analise as informações apresentadas e garanta que todos os profissionais da sua empresa tenham o verdadeiro equilíbrio emocional.

Gostou do artigo? Que tal continuar se aprofundando no assunto e conferir o nosso texto sobre inteligência emocional no trabalho? Nos vemos lá!

Conheça a Xerpa, uma plataforma de Recursos Humanos, que vai transformar a maneira como sua empresa faz a gestão de pessoas.

Com o nosso sistema você vai:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionados à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *