Já pensou em usar as habilidades, conhecimentos e experiência dos  profissionais da sua equipe para evoluírem em conjunto a empresa? Entender o que é um empreendedor corporativo pode trazer grandes benefícios diante da competitividade do mercado atual.

Uma pesquisa recente da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) aponta que quatro entre dez brasileiros, em média, são empreendedores. Ou seja: para as empresas isso pode significar a perda de um talento em potencial, mas na verdade pode ser um ganho quando se incorpora o conceito de empreendedor corporativo.

Afinal de contas, quando muitas mentes empreendedoras trabalham coletivamente na condução do seu negócio, só existem benefícios a serem colhidos disso.

Ao longo dos próximos tópicos nós vamos explicar o que é um empreendedor corporativo, destacar a importância em aplicar o conceito nas empresas e os benefícios dessa prática e um guia completo sobre como implementá-lo. Boa leitura!

O que é um empreendedor corporativo

Em vez de perder um talento para que ele se desenvolva em um negócio próprio, por que não retê-lo e mostrar a ele como um plano de carreira interno pode ser a melhor opção?

Em resumo, esse é grande trunfo em identificar a presença de um empreendedor corporativo.

E sabe por quê? O empreendedor corporativo é o profissional que usa suas habilidades, conhecimentos e experiência para evoluir com a empresa. Ele concentra as características de um líder, mas sabe que pode ser valorizado e se desenvolver dentro de uma organização, e não empreendendo por conta própria.

Ou seja: em vez de se aventurar no mercado sem o respaldo de uma organização e equipe confiáveis, ele permanece em ascensão, mas em um contexto já familiar.

Nem é preciso explicar de maneira aprofundada o quanto as empresas se beneficiam de um profissional assim, não é mesmo?

A relação com o empreendedorismo corporativo

A ideia vai de encontro com a essência do empreendedorismo corporativo. Afinal, para que a empresa possa apresentar resultados melhores, com menos custos e equívocos no fluxo de trabalho, ela depende de recursos humanos valiosos.

É igual ao funcionamento de um equipamento: se você optar por peças baratas e de procedência duvidosa, o maquinário vai apresentar uma série de problemas no dia a dia.

Se você conta com um empreendedor corporativo, o seu investimento se reflete em mais produtividade e resultados promissores. Igual a um investimento em peças que vão fazer o seu equipamento render acima do esperado.

O que é um empreendedor corporativo: explore o potencial inovador de seus colaboradores

Líder vs. Empreendedor corporativo | Fonte: Slideshare.

Esse tipo de profissional age, portanto, de maneira inovadora para que a empresa onde trabalha se desenvolva cada vez mais — e que ele seja valorizado nesse processo.

Com isso é possível reduzir o índice de turnover na empresa, pois os profissionais entendem que, na mesma proporção que eles são cobrados por resultados, as organizações devem cuidar cada vez melhor dos seus ativos mais valiosos.

Características do empreendedor corporativo

Muito se diz a respeito do empreendedorismo no país. Logo, não deve ser novidade muitas das qualidades esperadas — e percebidas — no empreendedor corporativo.

No geral, esse tipo de profissional concentra as seguintes características que se destacam:

Espírito inovador

Incansável e inquieto, o empreendedor corporativo convive com a insatisfação. E esse é o seu combustível para propor mudanças, melhorias e novas ideias no ambiente de trabalho.

Isso se configura em um perfil agregador, que estimula os outros ao redor a pensarem da mesma maneira. Do contrário, a estagnação pode reinar na empresa.

Para a empresa, convém o apoio a esse tipo de comportamento. Afinal, o colaborador que se sente integrado à cultura da empresa, cujas ideias são ouvidas e discutidas, tem muito mais chances de permanecer na empresa do que demitir-se na primeira oportunidade.

Leia também: Diferenças entre Empregado, Funcionário e Colaborador.

Ousadia

O medo de errar é um fator debilitante para muitos. Inclusive, no ambiente profissional, cujo fracasso na empreitada que pode custar caro para todos os envolvidos.

Só que o empreendedor corporativo é ousado — não confundir com negligente ou inconsequente. Ele arrisca, mas pautado por boa dose de planejamento em suas ideias.

Com isso, suas ações não são consideradas apostas, mas investimentos. Diferença grande em conceitos, pois é de conhecimento popular que o empreendedor brasileiro é corajoso, mas nunca um aventureiro que se joga às cegas em um novo projeto.

Visão sistêmica

As boas ideias tendem a surgir quando os seus profissionais entendem bem do fluxo de trabalho, do mercado onde atuam e das qualificações necessárias para o seu cargo.

Assim, o empreendedor corporativo desponta como alguém que busca, constantemente, o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Questões inerentes ao crescimento da empresa.

Para o setor de RH, existe aqui um papel elementar na busca por esse tipo pessoa na sua empresa: a realização de treinamento e capacitação de funcionários que contribuam com o aprimoramento da visão sistêmica desse tipo de profissional.

Boa comunicação

Hoje em dia, não se espera uma capacidade eficiente de comunicação apenas dos líderes da empresa — os profissionais devem também saber como se expressar. Isso inclui:

Pois a comunicação é esse conjunto de habilidades, e o empreendedor corporativo entende disso como poucos — algo que toda empresa deveria investir para os seus profissionais.

Senso de liderança

A essa altura, você já deve ter relacionado que o empreendedor corporativo e a visão tradicional de um líder se cruzam diversas vezes.

Isso acontece porque a ideia clássica do líder não existe mais. O profissional “super-herói” foi substituído pelo conceito coletivo de desenvolvimento nas empresas. Além disso, as qualidades aqui citadas são bem-vindas independentemente do cargo que alguém ocupe.

Logo, a ideia do empreendedor corporativo está inserida nesse senso de liderança mais completo. Especialmente, porque o conceito está atrelado a um sentido amplo:

  • urgência: o empreendedor corporativo sabe se planejar, priorizar e até mesmo delegar para que todos possam trabalhar de maneira harmônica;
  • servir: a inclusão faz parte da rotina desse tipo de profissional, que agrega a equipe e faz com que todos percebam que podem evoluir e serem beneficiados com isso;
  • responsabilidade: um senso desses, para o empreendedor corporativo, é o diferencial para que ele trabalhe dentro de uma empresa como se fosse a sua própria. Um elemento contagiante, que pode contaminar outros de sua equipe e agregar resultados cada vez melhores dentro da rotina deles.

É por isso que convém um olhar atento em profissionais com esse senso de liderança — já desenvolvido ou ainda latente. A empresa tem muito a se beneficiar disso.

Quais são as vantagens em ter o empreendedor corporativo na empresa?

Imagine que dentro da sua empresa existem pessoas:

  • carismáticas;
  • que sabem se expressar;
  • com visão sistêmica apurada;
  • com um comportamento positivo ;
  • que sejam agregadoras.

Agora, pense no quanto as empresas gostariam desse profissional inserido no seu quadro de colaboradores. É inegável que, independentemente do porte ou segmento, o empreendedor corporativo faz falta para quem não o tem.

Um empreendedor corporativo conhece suas habilidades e a empresa que não o valoriza pode perdê-lo e, inclusive, alimentar um concorrente caso ele decida abrir o próprio negócio.

Por isso, dê uma conferida em quais benefícios imediatos a empresa pode colher ao investir no desenvolvimento e na retenção do empreendedor corporativo:

  • redução de custos: afinal, pode sair mais em conta manter um profissional que já conhece a rotina de trabalho e está integrado à empresa do que a contratar novos profissionais — bem como os encargos com admissão e demissão;
  • aumento de produtividade: quanto mais talentos, mais a produção da empresa é qualificada;
  • harmonia na empresa: quanto mais pessoas comprometidas, menos problemas internos são criados. Cabe ao RH, no entanto, a responsabilidade de manter esse clima organizacional harmônico, não depositando inteiramente a relevância disso no perfil do empreendedor corporativo.

Ter um ou mais desses profissionais na sua empresa, então, é um diferencial e tanto para gerar vantagem competitiva contra a concorrência.

São qualidades demais para ignorar o fato de que a retenção do empreendedor corporativo deveria figurar entre as maiores preocupações do setor de RH. Mas não se preocupe: é exatamente isso o que veremos no tópico seguinte.

Como reter o empreendedor corporativo na empresa?

Se a ideia é atrair e reter o empreendedor corporativo, o setor de RH da empresa deve se reunir com os líderes e identificar alguns pontos para alcançar tal objetivo, como:

  • avaliação do nível de satisfação dos colaboradores;
  • identificação de perfis profissionais alinhados à ideia de empreendedor corporativo;
  • elaboração de um plano de carreira;
  • mudança na cultura organizacional — desde que identificadas carências que prejudiquem o trabalho coletivo e o desenvolvimento do perfil de líderes;
  • construção de uma rotina periódica de avaliações e feedbacks, para que todos sintam a possibilidade de se desenvolverem internamente.

Com isso, todos na empresa devem compreender que há um esforço constante para que todos cresçam junto com os resultados que surgirem internamente.

Vale observar que o modelo hierárquico tradicional perde sua força. No esforço em manter o empreendedor corporativo, a empresa deve mostrar que todos têm a real chance de se desenvolver.

Isso, claro, funciona também para que percebam que o crescimento dentro da empresa é mais convidativo do que a oportunidade da concorrência ou empreendendo em um negócio próprio.

Observe, por fim, que o empreendedor corporativo é um trabalho incessante: para ele e para as empresas. Muitas vezes, o sucesso pode bater à porta. Em outras, o trabalho de reter um talento pode não funcionar.

Só que os ganhos são promissores e vale a pena considerar um trabalho estratégico nesse sentido para que o empreendedor corporativo seja o diferencial de sua marca!

Encontrar e manter um profissional com tamanho potencial, depende de um RH com um sistema de gerenciamento robusto que permite acompanhar todos os detalhes da gestão de pessoas.

Conheça a Xerpa, a melhor plataforma de Recursos Humanos para empresas do Brasil! Com o nosso software você vai:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionados à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.