o-que-e-csc

O que é CSC e como implementá-lo na sua empresa

Você sabe o que é CSC? O centro de serviços compartilhados tem sido usado pelas grandes empresas globais, e têm como objetivo a criação de um setor responsável pela integração de diferentes áreas e processos que embora diferentes, sejam complementares, como o financeiro, a contabilidade, o RH, o TI e a logística, entre outros.

Com a chegada do Big Data e de outras tecnologias que ajudam na integração de informações, a aplicação de um Centro de Serviços Compartilhados (CSC) nunca foi tão funcional e necessária!

Afinal de contas, esse modelo de estruturação integrada agrega mais valor à tomada de decisão ágil e eficiente. Sem falar nos benefícios que isso traz para o valor estratégico do planejamento de qualquer empresa.

Quer entender o que é CSC e quais são as melhores práticas para você implementar essa ideia na sua empresa? Basta continuar a leitura deste post!

O que é CSC?

Imagine que, dentro da sua empresa, você tenha um setor que cuide de diferentes áreas e processos e que, embora diferentes, sejam complementares, como:

  • Financeiro;
  • Contabilidade;
  • RH;
  • TI;
  • Logística.

Esse tipo de estrutura já tem sido implementado por 90% das 100 maiores empresas do mundo — de acordo com o levantamento da revista Fortune —, o que destaca o valor que o Centro de Serviços Compartilhados, da sigla CSC, tem a agregar à sua rotina corporativa.

Mas, afinal, trata-se apenas de integrar diversos setores? Sim e não. Isso deve ser feito de maneira estratégica, considerando a centralização, mas de maneira abrangente. Ou seja: que cada célula tenha a sua autonomia e não fique restrita a rigidez de processos de uma das áreas.

A origem do CSC

Embora a ideia do CSC pareça bastante nova e alinhada à transformação digital, as melhores práticas do Centro de Serviços Compartilhados já vêm sendo aplicadas desde meados da década de 1970, quando o seu conceito foi elaborado nos Estados Unidos.

Aqui no Brasil, a ideia só desembarcou nos anos 90 como uma ferramenta de integração para qualificar a gestão e melhorar o fluxo de trabalho. Portanto, o advento de soluções digitais que oferecem uma integração maior entre as áreas é uma adorável coincidência para fortalecer o uso do CSC.

Quais os benefícios dos centro de serviços compartilhados?

Por meio dessa integração e centralização de departamentos e processos, as empresas conseguem melhorar o seu desempenho por meio da otimização de todo o fluxo de trabalho. Isso, por consequência, aumenta a produtividade e gera economia. Vamos entender como isso funciona?

1) Redução de custos

O CSC faz com que a gestão identifique quais atividades são redundantes e dispensáveis, otimizando todo o ciclo produtivo.

Portanto, imagine que é possível produzir mais, em menos tempo e com menos erros. Essa abreviação de tempo, em todo o fluxo, se traduz em economias para a organização.

2) Mais produtividade

A padronização e centralização integrada de processos faz com que os seus colaboradores possam:

  • identificar carências, necessidades e novas oportunidades de melhorar o seu trabalho;
  • minimizar a ocorrência de erros e imprevistos;
  • agregar mais à sua velocidade de operações.

Consequentemente, mais resultados com menos esforço e sem desgastar mais os profissionais na busca pelo cumprimento de metas.

3) Facilita a comunicação

Com a implementação do CSC, os ruídos na comunicação são minimizados. Afinal, o percurso da mensagem vai ser menor, e mais objetivo, passando por um setor só que concentra todos os dados relativos aos setores de maneira integrada.

Por que o CSC é importante para o RH da empresa?

Vale destacar que para o departamento pessoal, o Centro de Serviços Compartilhados é uma maneira de tornar o setor mais estratégico e analítico, assumindo uma posição maior de destaque na organização.

Além disso, aproxima-se mais e mais do conceito de Smart RH — uma ideia amplamente usada, hoje em dia, e que consiste na humanização do setor a partir do uso alinhado de novas soluções tecnológicas e da tomada de decisão amparada por uma enriquecida base de dados.

>> Quer saber mais sobre o conceito de Smart RH? Clique aqui e entenda tudo!

Consequentemente, o CSC não é só uma questão trivial de melhorar os processos, mas de fortalecer um dos pilares de qualquer empresa para o seu desenvolvimento e crescimento gradual.

Diferença entre CSC e estratégia de centralização

É comum que muitos empreendedores considerem o CSC igual ou similar a uma estratégia de centralização.

Porém, convém observar que no DNA de uma estratégia de centralização, o foco é muito mais abrangente e visa a compactação da empresa como um todo e não só de focos pontuais como observamos acima.

Para que isso fique mais evidente, é melhor observarmos as grandes diferenças entre ambos os conceitos. Vamos entender quais são?

  • A centralização se concentra na reunião de serviços no organograma, enquanto o CSC atua em serviços de maior volume (como a união de setores em si);
  • Na personalização de serviços, a centralização foca na agilidade do processo. Já o Centro de Serviços Compartilhados atua de maneira mais aprofundada, já que cada prioridade e característica dos setores permanecem respeitados dentro do fluxo de trabalho;
  • A centralização não se aproxima mais da demanda de cada área. O CSC, por sua vez, começa a entender melhor as dificuldades das áreas, fluindo o trabalho de maneira harmonizada para que ocorram menos erros, obstáculos e distanciamento entre os envolvidos.

Com isso, já sabemos o que é CSC e quais são as suas principais características. Resta agora entender como ele pode ser aplicado na sua realidade!

Como implementar o Centro de Serviços Compartilhados?

Agora, vamos entender como CSC pode fazer parte da estruturação da sua empresa. Confira, a seguir, alguns passos e etapas a serem cumpridos nesse processo.

1. Mapeamento

O planejamento inicial consiste em identificar quais áreas podem ser integradas e estruturadas por meio do CSC. No geral, é importante que esse mapeamento avalie todo o fluxo, a fim de identificar as possibilidades de otimizar os processos e qualificar a produção das áreas envolvidas.

2. Tecnologia

Para o Centro de Serviços Compartilhados ser o mais funcional possível, confira se sua empresa está devidamente amparada por:

Entenda, por fim, que essas soluções permitem o acompanhamento de todo o fluxo de trabalho dessas áreas integradas para que não existam gargalos e, tampouco, “pontos-cegos” nesse novo modelo implementado.

3. Treinamento

Hora de experimentar as mudanças planejadas. Faça experimentos menores, primeiro, e certifique-se de que todos os envolvidos foram comunicados e capacitados a operarem os novos processos.

O treinamento é, portanto, tão elementar quanto a comunicação da mudança em si. Isso evita que quando a implementação tiver início, ocorram o menor número possível de imprevistos.

Agora, que tal dar início ao seu projeto de CSC? Para isso, aproveite para se inteirar a respeito do conceito de Smart RH e o quanto ele pode beneficiar o seu setor de recursos humanos para inovar continuamente! Clique aqui!

Tenha um software de RH e facilite o trabalho com o CSC

Saiba como uma plataforma de Recursos Humanos pode ajudar sua empresa fazer o controle de vários processos de gestão de pessoas importantes. Com a Xerpa sua empresa terá acesso a benefícios como:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionado à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.

.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.