O que é crowdfunding

O que é crowdfunding: TUDO sobre como fazer e as principais plataformas

Também conhecido como financiamento coletivo, o conceito sobre o que é crowdfunding ganhou ares de inovação porque se trata de uma espécie de “vaquinha” para quem tem boas ideias, mas ainda não dispõe dos meios para executá-las.

E, o melhor: o que é crowdfunding pode ser usado para, basicamente, tudo. Basta, apenas, contar com pessoas que acreditem nessa ideia e queiram contribuir.

Muitas vezes, a saúde financeira é um problema para as pessoas. Algo que pode servir como um elevado obstáculo para quem tem ideias inovadoras, mas não os meios para colocá-las em prática.

E é aí que os tipos de crowdfunding aparece como um refresco e incentivo a essas pessoas.

Mas, você sabe o que é crowdfunding?

Neste post, vamos falar tudo a respeito da popular “vaquinha” na internet, e que tem ajudado as pessoas a darem um passo longo na direção dos seus maiores objetivos. Confira!

O que é crowdfunding?

Digamos que uma pessoa ou grupo — do setor privado ou do terceiro setor — tenha um projeto em mente. Para tanto, a sua realização é dificultada pela falta dos recursos necessários.

O conceito de crowdfunding nasceu, justamente, para esse tipo de situação.

Por meio de plataformas crowdfunding o empreendedor expõe sua ideia e convida o público a apoiá-lo financeiramente por meio de doações.

Assim, quem interessar-se pelo empreendimento pode fazer a sua doação.

Por esse motivo o conceito sobre o que é crowdfunding tem sido popularmente chamado de “vaquinha virtual”.

Como fazer um crowdfunding?

Basicamente, dentro do que é owdfunding a pessoa que pretende levantar os fundos necessários apresenta a sua ideia em diferentes meios.

Para angariar doações são usadas plataformas de crowdfunding (veremos adiante sobre elas) e redes sociais — entre outras formas de divulgação.

Para atrair mais doadores o projeto deve estar detalhado, com explicação completo sobre:

  • objetivo;
  • desafios;
  • metas financeiras de arrecadação

É interessante que o empreendedor ofereça algumas recompensas para incentivar as doações individuais.

Essas recompensas podem ser benefícios ou vantagens relacionadas aos produtos, por exemplo, uma licença especial de uso do serviço ou produto que será lançado.

É comum que autores independentes de livros ofereçam descontos exclusivos, marca-páginas e cópias autografadas às pessoas que ajudarem em suas campanhas de crowdfunding para o lançamento da obra em questão.

Quem gosta ou já acompanha o autor, portanto, pode se sentir estimulado a ajudar e, com isso, obter um presente exclusivo no processo.

Leia também: Conheça as 11 maiores fintechs do Brasil

Quais são os tipos de crowdfunding?

Agora que você compreende o que é crowdfunding deve saber que existem diferentes tipos de crowdfunding.

Embora os objetivos sejam similares, bem como o procedimento, como um todo, existem pequenas diferenças que fazem a diferença no processo.

1. Doação única

Doações únicas são aquelas específicas para um projeto, apenas. O exemplo acima citado, da obra literária, é um caso desses.

Para tanto, a pessoa que propôs o crowdfunding deve estipular um prazo e o valor (a meta) para que o seu projeto saia do papel.

Além disso, a pessoa que propôs a campanha também deve decidir-se pela modalidade de arrecadação, que pode ocorrer em dois modelos:

  • flexível, na qual a pessoa que criou o projeto mantém os recursos para si, mesmo que a meta não tenha sido atingida;
  • tudo-ou-nada, em que as pessoas que fizeram as doações recebem o valor de volta, caso a meta proposta não tenha sido alcançada.

2. Doação contínua

Esse modelo de crowdfunding, por sua vez, estabelece doações periódicas.

Normalmente, são promovidas por instituições do terceiro setor, que necessitam de recursos de maneira constante, o que abre mão da necessidade específica de um prazo ou meta para ser finalizada.

Qual é a importância do que é crowdfunding?

Como deve ter dado para perceber, o crowdfunding não se assemelha em nada a nenhum dos principais tipos de investimentos do mercado.

É uma questão singular de arrecadação de recurso para a realização de um projeto (em andamento ou ainda a ser planejado).

Só que a sua importância tem se mostrado tão elevada quanto a profundidade flexível das novas formas de pagamento do mercado. Tudo porque esse modelo tem permitido que boas ideias saiam do papel e se transformem em negócios de valor, que estão de acordo com o desejo do público (afinal, ninguém apoia um projeto, financeiramente, sem que ele seja relevante para si ou para o mercado).

Em suma, por meio da colaboração coletiva, os recursos são angariados, dando uma prévia do número de pessoas que acreditam naquela ideia.

Com todos esses benefícios e com demanda do mercado surgiram diversas plataformas de crowdfunding. Só no Brasil a plataforma Catarse reuniu R$ 11 milhões em recursos para mais de 600 projetos, no ano de 2016. Foram quase 90 mil usuários transitando por essas alocações de recursos.

Os desafios do modelo de crowdfunding

No geral, o problema principal com o crowdfunding está na promoção de tantas boas ideias, entre tantas plataformas focadas nesse tipo de promoção.

Em 2012, por exemplo, 41,3% dos projetos criados na plataforma Kickstarter não bateram a meta estipulada. É algo a ser destacado, o que levanta o sinal de alerta para algo significativo: não basta salvar um projeto nas plataformas, mas saber a quem impactar e onde essa audiência se concentra.

Se você gostou de saber o que é crowdfunding e está pensando em iniciar um projeto comece por isso: conheça o perfil das pessoas que poderiam se entusiasmar com a sua ideia e passe a se relacionar com elas. Assim, a aceitação (e o interesse inicial) podem ser facilitados por conta dessa aproximação sua.

Quais são as principais plataformas de crowdfunding?

Como dissemos, embora ainda seja um mercado emergente, o crowdfunding já conta com muitos e muitos adeptos no mercado nacional.

E, abaixo, listamos algumas das principais plataformas que trabalham com esse tipo de arrecadação virtual de recursos:

  • Catarse;
  • Kickante;
  • Kickstarter;
  • Benfeitoria.

Portanto, não faltam opções para o seu RH e financeiro traçarem novas metas, objetivos e projetos, por meio do que é crowdfunding. Especialmente, se as ideias envolvem temas sustentáveis e de auxílio ao próximo. Vale a pena investir nessa ideia!

O futuro do RH está na busca por novas formas de gerenciar pessoas por meio de estratégias e indicadores estratégicos.

Pensando no futuro – e no presente – a Xerpa criou o Xerpay um novo produto de salário on demand, que empresas de todos os setores podem oferecer como benefício corporativo aos funcionários e crescer em lealdade e produtividade.

A integração é rápida e simples. Assim que seus funcionários se cadastrarem, eles podem fazer saques imediatamente.

Fale com um dos nossos especialistas e saiba mais detalhes sobre o serviço.

Compartilhe as suas ideias conosco, no campo de comentários deste post!

E, para saber um pouco mais sobre o que é crowdfunding e saber como qualificar ainda mais o escopo de ação da sua empresa, aproveite para curtir a nossa página no Facebook e a seguir-nos no Instagram e LinkedIn! Lá, você vai ficar sempre de olho em nossas dicas e novidades, e pode interagir com uma comunidade que vivencia os mesmos desafios e objetivos que a sua equipe!

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.