Inscreva-se

O que é Banco de Talentos: como recrutar e manter profissionais de alta performance
Dicas

O que é Banco de Talentos: como recrutar e manter profissionais de alta performance

Você já deve ter ouvido falar sobre, mas sabe o que é banco de talentos na prática e qual é sua importância em uma empresa?

O banco de talentos é um sistema de cadastro de informações pessoais e profissionais de vários indivíduos. Algo que funciona interna e externamente, podendo ser aplicado em:

O sonho de todo setor de Recursos Humanos reside na facilidade em encontrar profissionais de alta capacidade, que atendam com excelência os requisitos previstos na job description e retê-los na empresa.  Esse seria um casamento altamente produtivo, não é mesmo?

Sabia que isso pode ser possível, aprendendo como manter um banco de talentos atualizado?

Caso ainda não tenha familiaridade com o termo e não entenda exatamente o que é banco de talentos, saiba que ele é a oportunidade para a sua empresa gerar um diferencial tal, que vá atrair talentos do mercado e mantê-los em sua organização.

Para que essa vantagem competitiva faça parte da rotina e da cultura organizacional da empresa, neste post vamos explicar o que é banco de talentos, os seus benefícios e o caminho das pedras de como montar um. Então, boa leitura!

O que é banco de talentos?

Quem já se frustrou com as seguidas buscas por profissionais com perfil comportamental alinhado com os objetivos da empresa, que também tenha um bom repertório de habilidades e competências?

Se você já passou por isso, já deve ter sonhado com o uso de um banco de talentos.

Vamos a um exemplo?

Imagine que o líder de um dos departamentos da empresa vai se aposentar e é hora de promover um talento interno.

Por meio do banco de talentos, o RH já tem em mãos todas as principais informações a respeito dos candidatos em potencial, como por exemplo resultados dos diferentes tipos de avaliações de desempenho. Isso facilita:

  • a pesquisa;
  • a filtragem;
  • o processo de seleção dos perfis mais bem avaliados.

Externamente, a mesma solução pode ser utilizada a partir da construção de um banco de dados dos candidatos que já realizaram entrevistas na empresa, mas não conseguiram o cargo por um motivo em particular.

Diante de uma nova oportunidade — na mesma área que ele havia se candidatado anteriormente ou em outra, que o RH acreditou ser relevante —, basta entrar em contato novamente com o profissional.

Como montar um banco de talentos?

Como deve ter dado para perceber nesse primeiro contato com o conceito sobre o que é banco de talentos, a organização, disciplina e rotina são qualidades essenciais para a sua implementação.

O banco de talentos é uma atividade incessante, afinal, ele deve ser atualizado constantemente. Por exemplo, quando:

  • um colaborador acumula elogios do seu gestor;
  • um novo processo seletivo foi realizado e, digamos, meia dúzia de pessoas se destaquem;
  • ocorreram admissões e demissões (algumas por justa causa) na empresa, sendo necessária a reavaliação dos dados cadastrados.

É importante destacar que o banco de talentos, por si só, não faz milagres.  O RH da empresa deve ter um mapeamento completo do tipo de perfil profissional adequado para cada cargo.

Com isso, os recrutadores vão saber, exatamente;

  • o que procurar;
  • onde procurar;
  • quais habilidades e competências dos candidatos serão testadas.

Recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você descobrirá dicas essenciais para criar um processo de recrutamento e seleção eficiente! Responda o formulário e receba agora mesmo:


Os benefícios da implementação do banco de talentos

Anteriormente, nós destacamos a versatilidade funcional dessa ferramenta de gestão de pessoas. Para uso interno ou externo (recrutamento), o banco de talentos é relevante.

Agora, vamos nos estender nesse assunto, uma vez que os seus benefícios são tão flexíveis quanto as suas aplicações. Confira:

1. Processos otimizados

Vai estruturar um novo processo seletivo?

Com o banco de talentos atualizado o próprio RH já tem alguns nomes à disposição — antes mesmo de anunciar a oportunidade no mercado.

Isso facilita no processo de triagem, também, afunilando a estratégia para que os profissionais de RH se concentrem mais em avaliar os diferenciais de cada candidato.

2. Redução de custos

Menos tempo investido na seleção e triagem de candidatos já é uma boa dose de economia.

Sem falar que, para a retenção de talentos, o banco de profissionais internos torna a contratação mais assertiva e menos custosa.

Assim, encargos trabalhistas e outros custos com onboarding, ou seja, integração de recém-contratados, deixam de pesar no orçamento.

3. Segmentação facilitada

Vale destacar que, com a transformação digital e consequente o auxílio de soluções tecnológicas — como um software de gestão —, o seu banco de talentos ganha um diferencial ainda maior: poder de segmentação.

Com ele, você pode filtrar os profissionais no seu banco de dados a partir das competências desejadas ou outras características relevantes para o cargo em aberto.

4. Baixa necessidade de treinamentos

Se pensar com o foco na retenção de talentos, esse banco de dados é de grande valia para reduzir o número de treinamentos e capacitação de funcionários, bem como de integrações.

É possível, por exemplo, realocar um profissional para outra área sem demandar todo o tempo de planejamento que seria necessário caso a opção fosse o recrutamento externo.

Dessa maneira, criam-se mais oportunidades dentro da empresa. Algo que faz toda a diferença para quem valoriza um plano de carreira para se engajar, por completo, no desenvolvimento da empresa.

7 dicas de como montar um banco de talentos eficiente

Agora que você já sabe o que é banco de talentos e quais os seus benefícios, falta aprender como estruturá-lo para colher todos esses resultados. Para tanto, é necessário:

  1. mapear, internamente, o que é exigido em cada cargo e criar um plano de carreira e de salários;
  2. detalhar características profissionais, habilidades e os diferenciais de todos os profissionais do quadro de colaboradores da empresa;
  3. buscar uma solução que acomode os dados coletados e facilite a organização, acesso, pesquisa e edição de informações — como o já citado software de gestão;
  4. criar diferenciações para um banco de talentos externo (de candidatos que compareceram em entrevistas anteriores ou encontrados com o auxílio de um headhunter) e outro interno;
  5. dar periodicidade à manutenção do banco de talentos. Atualize-o para que esteja sempre alinhado com o momento da empresa;
  6. tenha um backup das informações para garantir a sua segurança;
  7. estabeleça, também, eventos periódicos para a manutenção do banco de talentos externamente. Um exemplo: por meio das redes sociais, você pode divulgar que a empresa está renovando o seu banco de dados, permitindo que profissionais do mercado enviem os seus currículos e enriqueçam ainda mais o seu banco.

Acerte no recrutamento e seleção!

Viu como não há segredo para a construção de um banco de talentos renovável, eficiente e que agregue muito valor interna e externamente à empresa?

Com essas dicas, é possível estabelecer um novo padrão de economia e produtividade.

O banco de talentos é uma possibilidade, portanto, de fortalecer a comunicação empresarial e gerir com eficiência a reputação da sua marca no mercado de trabalho.

E então, o que achou dessas dicas sobre como montar um banco de talentos de sucesso na sua organização?

Agora, para colocar esses conhecimentos em prática, comece compartilhando o nosso artigo nas suas redes sociais. Não se esqueça de marcar os colegas de profissão que também vão aderir às ideias expostas ao longo deste artigo!

Sugerimos que também leia o artigo; “Tudo sobre o que é gestão de talentos e a construção de times de alta performance”.

Agora que você compreendeu o que bando de talentos, pode estar interessado em buscar soluções que possam tornar seu dia a dia mais produtivo. Para isso você pode contar com a ajuda da Xerpa, um software para RH completo, que vai otimizar seus processos e auxiliar sua equipe.

Com o nosso sistema você vai:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionados à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *