O que define um bom CFO de startup?

Trabalhar com o setor financeiro de qualquer empresa é um desafio. O papel de um CFO em uma startup, entretanto, é bem diferente de um em uma empresa tradicional: enquanto no mercado tradicional o CFO é muito focado nas finanças e em relatórios, em uma startup o CFO tem uma atuação muito mais prática e ligada ao dia-a-dia do negócio.

Mais do que analisar números, é importante ser um bom líder e pensar estrategicamente. É assim que o CFO conseguirá colocar em prática a inovação necessária e garantir o crescimento financeiramente saudável.

Neste post, vamos apresentar diversas habilidades e conhecimentos que  são esperados de um bom CFO em startups, considerando as características específicas desse negócio, principalmente a importância de se ter agilidade e uma boa estratégia.

CFO de startup: entendendo o seu papel

Um erro relacionado à atividade desse profissional é entender que sua função está relacionada apenas aos números. Esse mito deve cair por terra, porque um CFO possui um caráter mais estratégico, de liderança e aconselhamento.

Isso ocorre porque as atividades financeiras têm impacto em todos os outros setores da startup. O CFO, portanto, deve agir de modo colaborativo e parceiro. É aí que surge a necessidade de desenvolver algumas habilidades mais específicas.

Confira as principais dicas para acompanhar as tendências da área e cumprir com sucesso esse papel em uma startup:

Faça o gerenciamento de riscos

Uma habilidade que aparentemente se refere à gestão de projetos, mas que também está sendo exigida dos CFOs é o gerenciamento de risco. A ideia é ir além da prevenção e considerar também a identificação estratégica dos riscos.

Cabe ao gestor financeiro:

  • avaliar os riscos e trazê-los para a discussão do planejamento de negócio;
  • analisar o tempo e os recursos necessários para recrutar candidatos que possuam as habilidades necessárias.

Com isso, a finalidade é compreender os pontos negativos dos principais setores do seu negócio para equilibrar o nível de risco a que a organização está submetida. Desse modo é possível colocar a criatividade em prática para encontrar as melhores soluções.

Desenvolva e entregue uma estratégia ágil

A startup está inserida em um cenário no qual as mudanças são constantes. Isso requer uma gestão com soluções ágeis, que possam resolver os problemas rapidamente.

Tenha em mente que as estratégias de negócio precisam estar adequadas à dinâmica do mercado, que é altamente competitiva e dinâmica. Por isso, é necessário conhecer as necessidades dos consumidores, acompanhar as tecnologias emergentes que podem ajudar o seu negócio e também prestar atenção em mudanças na legislação que podem afetar as atividades da empresa.

O CFO libera o capital necessário para fazer investimentos, o que permite o crescimento do negócio e por isso é um cargo tão importante. Cabe a esse profissional delinear as estratégias e traduzir informações complexas para indicar o melhor caminho aos stakeholders.

Automatize os processos

A tecnologia deve ser usada a seu favor. Automatizar os processos financeiros garante dados mais precisos e acessíveis, tomadas de decisão mais seguras e redução de custos, especialmente aqueles relacionados ao back office.

A ideia da automatização é permitir que as atividades manuais sejam executadas por um sistema, o que libera o CFO e toda a equipe financeira para o foco em ações mais estratégicas. O resultado é uma produtividade maior que acompanha as tendências de mercado.

Por exemplo: ao inserir os dados em um sistema de cloud computing, você garante o acesso de qualquer dispositivo com internet. Isso torna as decisões mais ágeis e aprimora os processos realizados pelo setor financeiro.

Garanta um bom fluxo de negócios e acordos

O CFO dos sonhos de uma startup não só executa os processos de negociação para angariação de fundos, mas também deve trazer um fluxo contínuo de negócios para a empresa.

É importante para o crescimento rápido ter uma longa lista de potenciais fontes de financiamento que estão dispostas a aceitar suas ofertas. Além disso, também é essencial aproveitar melhor os recursos sabendo quais despesas cortar sem prejudicar seu negócio.

Seja um braço direito do CEO

Na hierarquia empresarial, o CFO está abaixo apenas do CEO. No entanto, isso vem mudando porque ambos devem andar lado a lado para que as estratégias surtam efeito.

Você deve sempre pensar nos problemas do CEO e ajudar naquilo que for possível. Ao mesmo tempo, deve se tornar um líder para a equipe e assegurar que todos consigam alcançar os resultados esperados.

Ainda cabe ao CFO repassar os dados analíticos necessários para que o CEO analise-os e interprete-os, tomando decisões conscientes e que contribuem para a gestão.

Vale a pena ressaltar que o conhecimento do CFO é adquirido com o passar dos anos e, nesse período, ele adquire a perspicácia necessária para compreender o que está além das decisões de negócio.

Desenvolva o pensamento estratégico

Essa habilidade é um diferencial para o CFO e cada vez mais obrigatória na atualidade. É a partir dela que se pode alinhar as decisões à estratégia do negócio e facilita o cumprimento dos objetivos traçados.

Para implementar o pensamento estratégico é preciso prestar atenção às suas próprias ações. Tente modificar a rotina para fazer o cérebro agir de modo diferenciado. Questione, analise e planeje todas as atividades, aumentando suas chances de pensar estrategicamente.

Por fim, aprimore-se continuamente por meio de cursos, eventos, workshops, leituras e o que mais achar necessário. Estar atualizado e continuamente aprendendo é o melhor modo de contribuir para a startup e fazer uma boa gestão financeira.

Gerencie a equipe e faça a coordenação interdepartamental

É preciso saber delegar e acompanhar os resultados. Simultaneamente é necessário ajudar a coordenar outros departamentos, que também dependem do financeiro para suas operações, como é o caso do estoque, vendas, compras etc.

Esse gerenciamento melhora a comunicação e repassa mais facilmente as informações estratégicas para outros setores, que nem sempre conseguem traduzir os dados dos relatórios. A atitude, por sua vez, impacta o alcance dos resultados.

Para isso, você pode usar ferramentas que ajudem a simplificar os números, como o Big Data. Assim, assegura-se uma conexão com o marketplace e o entendimento dos colaboradores sobre as estratégias do negócio, tornando esses dados mais valiosos.

Em uma startup, o caminho para o sucesso pode ser longo e duro. Os investidores procuram por um CFO que adora o desafio, que demonstra que pode suportar a tempestade, sempre vendo o lado positivo apesar da adversidades e, principalmente, que nunca desiste.

Se você tem alguma crítica, sugestão ou experiência a compartilhar, aproveite e deixe seu comentário.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *