Mudança de Nome: O que a empresa precisa fazer?

mudança de nome

Maria da Silva trocou de nome para Maria da Silva Costa ao casar-se. Kumio Tanaka trocou de nome para Jorge Tanaka para evitar constrangimentos. Seja como for a troca de nome – primeiro nome, sobrenome ou ambos – é importante que a empresa registre a mudança da forma correta para evitar erros de pagamento do FGTS e confusão com duplicidade de contas.

 

Veja os passos a seguir para que a troca seja feita sem erros:

 

  1. Tudo começa com o funcionário tirando novos documentos. Para regularizar sua situação com a empresa, ele precisará no mínimo de tirar novo RG, CPF e Cartão Cidadão (PIS).
  2. Depois de receber os novos documentos, ele deverá apresentá-los à empresa
  3. Com os dados em mão, você precisará refazer a ficha cadastral do funcionário.
    1. Caso ela tenha sido impressa e arquivada, faça uma nova e anexe junto para ter histórico das modificações.
    2. Caso ela esteja em livro, use a área de Anotações Gerais para escrever as modificações
  4. Também faça a mudança no seu Sistema de Gestão de RH, caso você tenha algum. Assim, seu sistema carregará todas as informações corretas quando vocÊ tiver que entregar o Sefip
  5. Por último, é necessário fazer o RDT: Retificação de Dados do Trabalhador para que o pagamento do FGTS seja feito corretamente e evite que haja contas em nomes diferentes da mesma pessoa. Há três maneiras de fazer isso:
    1. Pelo site da Conectividade Social
    2. Através do aplicativo SEFIP – Sistema de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social
    3. Presencialmente em qualquer agência da Caixa, com a RDT impressa em mãos
  6. Caso sua empresa tenha crachá, dependendo do caso é bom emitir um novo.

Feita esta atualização, está tudo pronto: seu funcionário pode usar o novo nome sem problemas.

 

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *