6 modelos de gestão para adotar na sua empresa

Modelos de gestão são um conjunto estratégias que têm como objetivo contribuir com a captação de resultados.

Neste artigo falaremos sobre como os modelos de gestão podem influenciar a equipe na execução de tarefas com maior eficiência e potencialização da conquista de resultados. Apresentaremos seis modelos de gestão que podem ajudar você a escolher o que mais se encaixa ao perfil da sua empresa.

 

Como escolher os modelos de gestão ideais ao perfil da minha empresa?

Modelos de gestão são um conjunto de estratégias adotadas pela empresa para coordenar a equipe na execução das tarefas e a captação de resultados. Porém, qual o modelo de gestão ideal?

Dentre os vários modelos de gestão, não existe o ideal e sim aquele mais conveniente para sua empresa naquele momento. Portanto, os gestores precisam sempre estar atentos, com um olhar estratégico sobre o trabalho que a empresa está executando.

Saber do que a sua empresa precisa é um grande desafio. E, escolher o modelo de gestão ideal exige planejamento, preparo profissional e estratégia empresarial.

Esse conhecimento do mercado e de cada um dos modelos de gestão pode ser decisivo no momento de definir o processo de gestão que a empresa precisa.

Abaixo listamos os modelos de gestão mais comuns do mercado. Escolha o que mais se adapta a realidade da sua empresa neste momento. Confira!

 

Quais são os modelos de gestão?

Diante de vários modelos de gestão no mercado, é preciso conhecer as funções e características de cada um deles. Hoje falaremos especificamente de seis modelos. São eles:

  • Gestão Democrática;
  • Gestão Meritocrática;
  • Gestão com foco em resultados;
  • Gestão com foco em processos;
  • Gestão autoritária;
  • Gestão por cadeia de valor.

 

Gestão democrática

A gestão democrática é um dos modelos de gestão onde os colaboradores têm voz para contribuir com as tomadas de decisão.

Inegavelmente, esse modelo oferece maior chance de engajamento dos seus colaboradores, pela participação intensa deles. Porém, ela também pode ser perigosa.

Se não houver consenso com opiniões contrárias, esse tipo de gestão pode gerar grandes atritos dentro da equipe. O modelo de gestão democrática exige experiência e preparo dos gestores e líderes, que precisam saber lidar com os colaboradores.

Profissionais que não possuem habilidade de comunicação, não devem aplicar a gestão democrática, já que esse é o grande diferencial desse modelo.  

 

Gestão Meritocrática

Um dos modelos de gestão é baseado na meritocracia. Assim sendo, os gestores adotam e escolhem ter como foco principal seus colaboradores com maior performance e desempenho.

O ponto forte desse modelo é que toda a equipe pode ser tornar mais engajada, já que sabem que o reconhecimento depende apenas do próprio desempenho.

O ponto fraco nesse modelo de gestão é a criação de um ambiente amplamente competitivo, que pode afetar as relações da equipe. Já que muitos funcionários não sabem lidar com a competição no trabalho.

Para escolher o modelo de gestão meritocrática é necessário que o gestor esteja preparado para ser imparcial. Optando sempre pela transparência e o respeito com os colaboradores.

 

Gestão com foco nos resultados

O resultado é o que realmente importa! Com a finalidade de focar nos resultados, esse modelo de gestão não se baseia em fórmulas, e a maneira adotada para alcançar as metas fica em segundo lugar.

O foco em resultados é ideal para empresas que precisam de soluções rápidas, já que o foco são as metas e não planejamentos a longo prazo.

 

Gestão com foco em processos

Foco nos métodos e procedimentos, os modelos de gestão com base nos processos busca sempre a perfeição e o aprimoramento das execuções.

O lado positivo desse tipo de modelo é que os resultados tendem a ser mais duradouros.

De fato, os profissionais responsáveis por gerir a equipe nesse processo precisam ser muito habilidosos, já que terão que estar sempre atentos aos mínimos detalhes.

 

Gestão autoritária

Dos modelos de gestão disponíveis, talvez esse seja o mais contraditório no mercado já que a figura central de todo o processo é o próprio gestor.

Porém, com qualquer estratégia empresarial, esse modelo tem seu lado bom e ruim. O lado negativo é que a equipe quase não tem voz. Nesse caso, o gestor é que é o grande responsável por todas as decisões.

Muitas empresas enxergam esse modelo de gestão como benéfico, principalmente quando têm profissionais recém-formados e inexperientes. Com o propósito de blindar a equipe e dar respaldo a todos.

A exigência do modelo autoritário precisa se basear em diálogo e carisma, pois assim, todos respeitarão as opiniões e decisões do gestor.

 

Gestão por cadeia de valor

A cadeia de valor é um dos modelos de gestão que mais exige pesquisa de mercado, aliada a tentativa de atender as necessidades dos clientes.

Nesse caso a empresa possui os profissionais adequados para entender e construir a estratégia com base nas expectativas do cliente.

Assim sendo, o gestor tem como meta organizar a equipe para executar as tarefas sempre baseado no que o cliente quer e no que deve lhe agradar.

 

Qual é o ideal para a minha empresa?

Ter inúmeros modelos de gestão à disposição não quer dizer necessariamente que a sua empresa precisa escolher apenas um deles.

A flexibilidade é o segredo da gestão, já que os profissionais precisam ter a opção de escolher o melhor modelo para aquele momento.

Apesar das empresas preferirem e optarem por alguns dos modelos de gestão, raramente elas conseguem seguir o mesmo padrão sempre.

Aliás, como dissemos acima, isso pode ser um erro, já que o ideal é escolher o melhor modelo diante da situação que sua empresa vem passando.

É importante, antes de escolher um dos modelos de gestão, analisar a realidade da sua empresa e se questionar “o que ela precisa agora?”. Assim, você diminui as chances de erro.  

 

Qual o modelo de gestão que você mais se identificou? Conte para nós deixando seu comentário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *