modelo de projeto financeiro

Como criar um modelo de projeto financeiro eficiente?

Projeto financeiro é um documento que mapeia diversos aspectos relacionados aos recursos monetários de uma organização, tais como o faturamento, investimentos, despesas, dívidas, dentre outros. Ter um modelo desse documento disponível para replicação pode ajudar diversos segmentos da empresas a otimizarem sua rentabilidade.

Para criar um modelo de projeto financeiro é preciso:

  • considerar a situação real da empresa;
  • fazer uma projeção do custo e do lucro;
  • definir o objetivo do documento;
  • analisar os indicadores de viabilidade;
  • montar um plano de ação.

Desta forma, os gestores ganham um direcionamento mais assertivo para conduzir o negócio, facilitando a tomada de decisões e tornando os resultados mais satisfatórios.

>>>Se você quiser saber mais a respeito, indicamos também a leitura desse material sobre controle financeiro empresarial<<<

Agora, para te ajudar a criar um modelo de projeto financeiro eficiente, preparamos este post com todas os detalhes e dicas especiais. Confira a seguir. Boa leitura!

O que é um projeto financeiro?

Para que qualquer empreendimento seja bem sucedido, é preciso saber cuidar da sua saúde financeira. E para isso, um projeto que gerencie os recursos monetários e suas aplicações deve ser criado com cautela e estratégia.

Assim como introduzimos, projeto financeiro é um documento que orienta as particularidades pecuniárias de uma empresa, oferecendo o acompanhamento sistemático das finanças e um planejamento bem estruturado para curto, médio e longo prazo. 

Além disso, esse documento pode ser elaborado em proporções, considerando projetos executivos individualmente ou a globalização institucional. 

Todas as questões que envolvem recursos monetários devem ser analisadas, tais como a receita, gastos, quitação de contas, aplicações, estoque, despesas, rendimento, dentre outros. E como muitos desses dados são variáveis, ou seja, mudam de acordo com o andamento e a evolução organizacional, o projeto financeiro deve considerar essas transições. 

É importante estar ciente que cada projeto financeiro tem um prazo de validade. Por isso é indispensável definir o período de aplicação e conferir constantemente o seu progresso. 

Por que adotar um modelo de projeto financeiro?

Um dos principais motivos da falência de empresas de qualquer segmento é a falta de visão empresarial para criar uma boa estrutura financeira, planejada e direcionada para o próprio cenário e realidade comercial.

As chances de criar maturidade e estabilidade mercadológica são, indiscutivelmente, superiores para as organizações que possuem um planejamento monetário. Por isso, criar um modelo de projeto financeiro é essencial.

Além de evitar prejuízos, esse documento permite impulsionar o crescimento do negócio, viabilizando novas propostas de expansão e assegurando o uso inteligente dos recursos.

Na teoria, todos sabemos que o controle das finanças é uma etapa indispensável para a gestão empresarial, mas na prática, muitas empresas acabam negligenciando a sua importância.

Como criar um modelo de projeto financeiro?

Para criar um modelo de projeto financeiro eficiente não é preciso ser um especialista em economia, mas é obrigatório conhecer a fundo o seu negócio. Acompanhe a seguir o passo a passo para criar esse modelo. 

 

1) Considerar a situação real da empresa

É preciso conhecer o negócio. Para isso, estude as principais questões que envolvem a administração do capital empresarial, considerando tanto o dinheiro que sai quanto o que entra.

Um dica é imprimir a relação do fluxo de caixa, ter todas as notas fiscais, os contratos de serviços e outros diversos documentos importantes em mãos, assim a situação real pode ser visualizada com mais clareza. 

 

2) Fazer uma projeção do custo e do lucro

O próximo passo para criar um modelo de projeto financeiro eficiente é fazer uma projeção do custo e do lucro do negócio. Para isso, todas as despesas, investimentos, receitas, faturamentos, dentre outros, deverão ser calculados.

Uma dica é efetuar essa avaliação de forma fria, como se essas importâncias fossem de outra organização. Assim, não existe o risco de otimizar os ganhos pelo apego afetivo ao próprio negócio.

 

3) Definir o objetivo do documento

Feito isso, agora é preciso definir o objetivo desse modelo de projeto financeiro, já que a sua aplicabilidade depende do prazo e da proporção da atividade em questão.

Por exemplo, promover a melhoria da economia de um setor em um trimestre, evitar gastos com despesas dispensáveis em até 30%, quitar as dívidas internas ou externas em 2 anos, colocar em prática uma proposta de prospecção ativa em 6 meses, dentre outros. 

É importante definir a meta com objetividade e registrar todos os seus detalhes de execução. Assim, a replicação em situações semelhantes é facilitada.

 

4) Analisar os indicadores de viabilidade

Assim como em qualquer planejamento estratégico, os indicadores são fatores fundamentais. E não seria diferente para criar um modelo de projeto financeiro. 

Os indicadores se baseiam nos valores registrados nos últimos meses, por isso dão uma perspectiva confiável para os próximo meses. O andamento do negócio pode ser previsto e estratégias para otimizar esses ganhos podem ser estruturadas.

 

5)  Montar um plano de ação

Agora é preciso criar um plano de ação para implantar o seu modelo de projeto financeiro. Ele deve ser estruturado como um relatório, em que o problema a ser corrigido esteja descrito minuciosamente, assim como as etapas, os custos de cada processo e os seus responsáveis.

Com um plano de ação, os gestores ganham um norte operacional e um controle da disponibilidade de recursos por etapa, evitando desperdícios ou gastos excessivos que comprometam o sucesso da operação.

Modelo de projeto financeiro

Aqui vai uma dica bônus, confira a lista de algumas questões essenciais que você deve considerar para criar um modelo de projeto financeiro apropriado!

  • Investimentos fixos: patrimônios que a empresa possui;
  • Financiamento: estudar a necessidade da contratação desse serviço e conhecer as ofertas do mercado bancário;
  • Receita: recursos provenientes da venda de mercadorias ou da prestação de serviços;
  • Faturamento: soma de todas as vendas ou prestações de serviços que a empresa realiza em um determinado período;
  • Capital de Giro: gastos operacionais para que a empresa funcione;
  • Premissas econômicas: proposições que norteiam a elaboração do planejamento orçamentário;
  • Plano de vendas: ferramenta que orienta a gestão das vendas da empresa;
  • Plano de produção: documento que lista tudo que será produzido, sua quantidade e período de produção;
  • Mão de obra: analisar o custo da mão de obra (contratação, salário, benefícios, impostos, etc.);
  • Principais fornecedores: estudar o custo-benefício dos principais fornecedores de materiais e serviços essenciais;
  • Principais concorrentes: conhecer a concorrência direta e indireta no mercado;
  • Matéria-prima: produto ou serviço comercializado pela empresa;
  • Divulgação: estudar as estratégias de marketing e comunicação utilizadas para propaganda.

Com o tempo, sua empresa vai conquistar mais segurança e tranquilidade com relação às finanças e as contas deixarão de ser motivo de preocupação. Com um modelo de projeto financeiro eficiente e adequado para as diversas metas organizacionais, o controle e a elaboração estratégica de crescimento só tendem a melhorar.

 

Gostou? Conta pra gente aqui nos comentários como a sua empresa cuida do seu projeto financeiro.

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.