melhorias-no-departamento-financeiro

Melhorias no departamento financeiro: 9 dicas para sua empresa

Ser capaz de realizar uma boa gestão (fazer melhorias no departamento financeiro), é uma característica capaz de manter a corporação firme e competitiva no mercado.

Porém, muitos líderes têm dúvidas sobre quais ferramentas de gestão financeira utilizar para conseguirem manter sob controle esse setor.

Por isso, vamos apresentar aqui 9 dicas de melhorias no departamento financeiro para gerir e ampliar os resultados da sua empresa. 

Ficou curioso? Então siga a leitura!

Quais são as 9 melhorias para o departamento financeiro?

O funcionamento do departamento financeiro pode variar muito, dependendo do tamanho da empresa ou tipo de negócio. Ainda assim, é importante seguir um padrão de qualidade para que o setor não comprometa os resultados da empresa.

Seu departamento tem apenas um funcionário? De qualquer forma, é essencial que ele cumpra com excelência determinadas funções típicas do setor: contabilidade, tesouraria, demonstrações financeiras, entre outras.

Confira como remodelar o departamento financeiro com as 9 dicas a seguir.

1. Faça a gestão de inadimplentes

A primeira dica de como melhorar o financeiro de uma empresa pode ser óbvia, mas vale o reforço: tenha um departamento de cobrança eficiente.

A inadimplência é um problema que ocorre com todas as organizações. Saber gerenciar esses índices é primordial para não sair no prejuízo. 

Essa equipe deve ser capaz de fornecer alternativas aos clientes que têm problemas financeiros; fazer com que eles quitem suas dívidas sem se sentirem invadidos na abordagem de cobrança.

2. Tenha um planejamento financeiro

Para aumentar os resultados do departamento financeiro, é indispensável ter um planejamento financeiro de RH.

Um dos passos para criar esse planejamento é marcar reuniões mensais com os colaboradores. Reunindo os responsáveis pela parte financeira, todos conseguem analisar as condições financeiras da corporação e criar novas estratégias de melhoria contínua.

Essa ideia contribui para manter o departamento financeiro sempre atualizado, alavancando resultados e agindo de maneira transparente.

3. Saiba cortar gastos corretamente

Muitas corporações optam pelo corte de funcionários quando a situação pede a redução de gastos. 

Contudo, essa estratégia pode causar ainda mais prejuízo às empresas. O clima de demissão em massa desmotiva os outros colaboradores e prejudica a credibilidade da organização. E quando isso acontece, os índices de rotatividade disparam.

Se você quer reduzir gastos na empresa, priorize outro tipo de corte. Contrate planos de internet e telefonia mais baratos, verifique possíveis gastos exorbitantes e substitua compras supérfluas. 

Além de economizar, sua equipe se torna mais engajada para fornecer resultados, pois se sentirá valorizada.

4. Não misturar finanças pessoais com organizacionais

Saber separar gastos pessoais dos corporativos é um dos requisitos mais básicos para uma gestão financeira. Contudo, muitos gestores ainda pecam em misturar essas finanças!

O resultado é a geração de dívidas enormes, tanto para eles próprios quanto para a organização. 

Comece por utilizar contas bancárias separadas. Assim, você terá facilidade para identificar lançamentos, evita utilizar o limite de crédito da empresa e ainda facilita a comprovação de renda para a Receita.

Para auxiliar e automatizar parte desse processo, conte ainda com softwares de gestão financeira.

Outro importante lembrete: você precisa ser capaz de quitar todas as demandas da empresa antes de pensar em lucro pessoal!

5. Tenha um software de gestão financeira

Os softwares de gestão financeira são enriquecedores e geram resultados mais assertivos. 

Além de poupar tempo, esses programas minimizam bastante as chances de erros. Produzem gráficos com respostas precisas e constantes, sem que você tenha que fazer um recálculo todo mês.

Fazer uso da tecnologia nas corporações é um grande diferencial, já que o mercado está cada vez mais dinâmico e solicitando resultados com mais agilidade.

6. Invista em capacitação

A capacitação é uma forma inteligente de obter resultados lá na frente. Quando se investe em capital humano e há preocupação em formar profissionais de qualidade, os resultados tendem a crescer.

Como os profissionais terão mais subsídios para atuar com excelência, os erros diminuirão; as atividades serão realizadas de formas mais assertiva e, por consequência, a produtividade tende a aumentar. 

Por isso, crie um programa de treinamento ou faça parcerias com outros profissionais. Traga workshops, cursos específicos e palestras para educar as equipes. 

7. Tenha controle de todos os setores

Quando os processos saem do controle, é muito comum que os resultados passem a ser apresentados de forma duvidosa!

Para evitar essa situação, desenvolva uma visão sistêmica da corporação. Faça uma análise de como os investimentos estão sendo empregados. Tenha senso crítico para interpretar os dados e criar planejamentos estratégicos regularmente.

Quando você controla os processos da corporação, passa a:

  • identificar possíveis exageros;
  • criar modos mais simples e menos custosos de realizar determinadas tarefas;
  • buscar melhorias contínuas com foco em resultados.

É importante também sempre ouvir o que a sua equipe tem a dizer. Muitas vezes, uma pequena ideia pode representar o sucesso de uma organização no futuro.

8. Esteja atento às condições do mercado

O mercado está em constantes mudanças. O que é tendência hoje pode não ser tendência daqui a 6 meses. 

Estar atento a cada transformação é uma estratégia para não ser ultrapassado pela concorrência. Assim, você garante seu espaço no mercado e consegue expandir os lucros.

Fique de olho nas estratégias empregadas por seus concorrentes. Depois,  avalie o que pode ser melhorado na sua própria empresa, tendo em vista o que o concorrente está propondo como diferencial.

Faça uma pesquisa sobre as maiores demandas dos seus clientes. Se questione sobre as necessidades que não estão sendo atendidas. Só então comece a trabalhar em prol de atender a esses desejos. 

Quem realmente conhece o mercado é capaz de prever uma crise à quilômetros de distância. Então, tenha esse olhar de planejamento e cautela. Procure deixar no caixa uma verba de emergência e um capital de giro.

9. Inove e esteja sempre um passo à frente

Estar um passo à frente significa ter um plano B. Se preparar para uma possível crise, montando uma reserva financeira. Afinal, é melhor pecar pelo excesso de cuidado do que pela falta!

Muitos gestores estão tão preocupados em gerar resultados práticos que esquecem de se preparar para as oscilações do mercado. Não se abrem para as opiniões dos outros, e acabam presos em uma zona de conforto.

Não tenha essa postura. Seja capaz de ouvir, tanto o seu público interno quanto externo. Transforme as possíveis críticas em planos de ação. Anote críticas e sugestões para posteriormente realizar um brainstorming produtivo. 

Escute o que as pessoas ao seu redor têm a dizer. Muitas vezes, o indivíduo que está de fora é capaz de analisar uma situação de forma mais racional. Sob outra perspectiva, é possível criar resoluções autênticas para os problemas. 

Como investir em soluções tecnológicas?

Como vimos, a tecnologia é uma forte aliada para toda empresa: automatiza processos, corta gastos e reduz o tempo das atividades. 

Algumas empresas mais tradicionais ainda têm um pé atrás com a tecnologia, mas isso só atrasa a sua evolução. Precisamos nos adaptar às novas demandas do mundo globalizado. 

O colaborador de hoje, por exemplo, tem um perfil totalmente diferente do colaborador de 10 ou 20 anos atrás.

Os profissionais que entram no mercado são cada vez mais jovens. E o que busca esse jovem trabalhador

  • trabalho flexível, que possibilite conciliar a carreira com a vida pessoal;
  • benefícios relevantes, que ofereçam qualidade de vida;
  • propósito, para ter vontade de permanecer na empresa;
  • possibilidade de crescimento, para ser recompensado pelos esforços e continuar dando o máximo de si.

Pensando na qualidade de vida do funcionário, surgiu um benefício diferenciado no mercado. Você já ouviu falar em salário sob demanda?

O Xerpay é uma solução que transforma a forma como os salários são pagos hoje. Com esse aplicativo, os colaboradores podem receber o salário referente aos dias já trabalhados. 

A plataforma é fácil de usar; o pagamento, rápido. As empresas não têm qualquer tipo de alteração no pagamento. Já os funcionários conseguem cobrir aquele gasto emergencial e evitar os juros causados pelo cheque especial. 

O Xerpay é uma plataforma que contribui para o bem-estar dos colaboradores, diminuindo índices como Turnover e absenteísmo. 

Esse aplicativo também conta com outras funções: adiantamento de 13º salário, comunicação com funcionários, pagamento automatizado, entre outras. Vale a pena conferir!

Em resumo, não é apenas o salário e os benefícios tradicionais (vale refeição, por exemplo) que atraem as pessoas no mundo atual. Ao oferecer benefícios atrativos para o trabalhador, você favorece a atração e retenção de talentos dentro da sua empresa.

A importância do planejamento

Para que o departamento financeiro de uma empresa contribua para o seu crescimento, é preciso reestruturá-lo de forma planejada e metódica. Bagunça financeira não leva empresa alguma ao sucesso. 

Neste post, você viu 9 maneiras simples de começar a transformar o seu departamento. Tudo precisa ser anotado, registrado e analisado. Os softwares podem ajudá-lo a lidar melhor com todos os dados. Saiba separar o que é seu e o que é da empresa, ou você terá problemas com ambos. 

Por fim, invista mais em inovações tecnológicas! Elas certamente facilitarão o seu dia a dia, e ainda podem contribuir para que funcionários não fiquem estressados. 

 

Quer saber mais sobre a Xerpa? Então entre em contato com um de nossos especialistas. Descubra como aumentar os resultados do RH!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.